0

Ho Chi Minh City - Roteiro de Viagem

Renata Campos | 31.3.18 |
O que fazer em Ho Chi Minh City


Ho Chi Minh City ou apenas HCMC (mais fácil, né?) foi a nossa porta de entrada no Vietnã. Conhecida como Saigon até 1975, a cidade foi rebatizada com o nome do grande herói vietnamita, Ho Chi Minh, que lutou pela reunificação do Vietnã.

Situada no sul do país, HCMH é o centro comercial e maior cidade do Vietnã. Inclusive, achei a cidade bem mais, digamos, ocidentalizada, do que as outras cidades vietnamitas que também conheci nessa viagem, Hoi An e Ha Noi, que mantém um ar bem mais oriental.

Ho Chi Minh City é uma grande metrópole com mais de 8 milhões de habitantes (sendo 12 milhões na Grande HCMH) e, pasmem, mais de 7,5 de motos! Acho que só por isso já dá pra imaginar que o trânsito por lá é insano, né? Nunca vi nada igual na vida!

trânsito no vietnã
Uma pequena amostra do caótico trânsito de Ho Chi Minh City

E olha que eu sempre achei que nada bateria o trânsito caótico do Cairo, no Egito, que não por acaso, ganhou o apelido de "Cairótico". Mas na verdade, são caos diferentes! No Cairo o trânsito como um todo é mais caótico. Já em HCMC, é a quantidade enorme e a imprudência das motos que geram o caos. Só estando lá e vivenciando pra entender mesmo. Chega até a ser engraçado! rs


ROTEIRO DE VIAGEM PRO VIETNÃ


Quem acompanhou minha 1ª  AsiaTrip entre dezembro de 2016 e janeiro de 2017 e/ou sabe bem o quanto eu amei a Ásia e fiquei arrasada de não ter conseguido incluir o Vietnã no roteiro. Veja o post completo aqui: Roteiro de Viagem pro Sudeste Asiático

Voltei dessa viagem e não sosseguei até comprar outra passagem pra Ásia e, dessa vez, claaaaro que o Vietnã entrou no roteiro! 😍 Voltei pra Ásia exatamente 1 ano depois e passei 11 dias no Vietnã entre Ho Chi Minh City, Hoi Ain, Hanói e Halong Bay. Já já saiu o post com o roteiro completo pelo país. 

Eu até queria ter ficado mais tempo pra conhecer os lugares com mais calma e também pra visitar cidades diferentes, mas não deu. Além do Vietnã ainda conheci o Laos, as Filipinas e dei um pulo rápido na Tailândia só pra matar saudades dessa terra linda e descansar da maratona que é o voo do Brasil pra Ásia. 


IMIGRAÇÃO E VISTO


Nós, brasileiros, precisamos de visto para entrar no Vietnã. Existem 2 maneiras de você tirar esse visto. A 1ª delas é tirar o visto ainda aqui no Brasil, através da Embaixada do Vietnã. Mas se você não mora em Brasília, não acho essa opção muito viável já que você precisa enviar seu passaporte para a Embaixada, pelos Correios (medo! rs).

O problema é que, se você for chegar no Vietnã por terra, seja ônibus ou trem, essa será sua única opção. Você terá que solicitar o visto na Embaixada mesmo, seja aqui no Brasil ou em outro país, nesse caso, é só procurar a Embaixada do Vietnã no país que estiver.

A 2ª opção, e a mais usada por todos, é o Visa on Arraial, que é uma maneira bem mais prática. Como o nome já diz, esse é um visto que você irá tirar lá mesmo na hora que chegar. Maaas, pra isso você precisará conseguir antes uma carta de aprovação

Você pode solicitá-la através desses 2 sites: www.vietnam-evisa.org ou www.visa-vietnam.vn. Existem outros sites que também oferecem esse serviço, mas tenha cuidado porque rola muito golpe do visto falso. Na dúvida, melhor não arriscar e recorrer a um desses dois. Eles são confiáveis e indicados pela própria Embaixada.

Viaje protegido. Faça agora uma cotação de Seguro Viagem.

Como funciona? É só entrar no site e preencher os dados pra fazer a solicitação. Depois de uns 2 ou 3 dias, a carta de aprovação chegará no seu e-mail. Mas não se assuste, seu nome poderá vir junto com o de várias outras pessoas de outros países. Relaxa! É assim mesmo! O valor gira em torno de 20 dólares

Com a carta em mãos, seu passaporte e 2 fotos (eles pedem que seja foto do tamanho pra passaporte, mas aceitaram 3x4 numa boa), quando você chegar no aeroporto é só procurar pela placa de Visa on Arrival e ficar na fila que, dependendo do lugar e do horário, costuma ser grande.

ATENÇÃO: sem essa carta de apresentação você não entra no país. Aliás, você não entra nem no avião! Um amigo meu perdeu a carta dele e teve que sair correndo procurando uma lan house pra imprimir a carta, mas não deu tempo e ele acabou perdendo o voo. Na dúvida, imprima mais de uma cópia e guarde uma em cada lugar! Só pra garantir rs.

Já a foto 3x4, você não precisa obrigatoriamente levar, poderá tirar lá na hora mesmo. Mas, além do processo ficar ainda mais demorado, você terá que pagar 5 dólares pra tirar essa foto! 💸💸💸 E eu nem sei pra que serve essa foto, já que no visto mesmo eles nem usam a foto. Deve ser pra registro, ficar arquivado e tal. Mas dava pra fazer isso online, sempre precisar de uma foto impressa, não dava não? 

O visto custa 25 dólares americanos e só pode ser pago em dinheiro. Eles não aceitam cartão e não há caixas disponíveis para fazer saque por lá. Portanto, certifique-se de estar levando dinheiro em espécie e trocado. Eu só tinha 30 dólares e recebi o troco na moeda local numa cotação super desfavorável!

Pra sair do aeroporto, sugiro que você vá de Uber (tem internet no aeroporto pra solicitar) ou contrate previamente um transfer. O táxi oficial do aeroporto era bem mais caro que o Uber, que saiu praticamente pelo mesmo preço do transfer que contratamos direto com o hotel no dia de ir embora, algo em torno de 300 e 350 mil dongs.



ONDE SE HOSPEDAR EM HO CHI MINH CITY


Eu fiquei hospedada na Bui Vien Street, que é a rua mais movimentada da cidade. Mas ao contrário do que você deva estar imaginando, o hotel que fiquei, o Hong Han Hotel é super tranquilo. Ele fica mais pro final da rua, então não tem confusão e nem se ouve barulho nenhum de dentro do quarto. E olha que eu tenho dificuldade de dormir com barulho e fiquei num quarto virado pra rua.


Achei a localização do hotel muito boa! Perto do agito e de vários outros bares, restaurantes, mercados, lojas, casas de câmbio.  O custo x benefício é excelente!

Ficamos num quarto triplo confortável, com 3 camas de solteiro e espaço bem ok pra nós 3. Banheiro ok também. O café da manhã era básico mas gostosinho. A única coisa que pode ser um problema pra algumas pessoas é que não tem elevador e são muitas escadas. Então, quem estiver com malas grandes ou dificuldade de locomoção é bom reconsiderar.

dica de hotel em ho chi minh city vietnã
Quarto triplo e banheiro do Hong Ha Hotel

A dona é bem simpática e atenciosa. Nos indicou lugar pra comer e trocar dinheiro, nos ajudou a escolher um tour pra visitar os Cu Chi Tunnels, nos arrumou um táxi pro aeroporto.

Só um detalhe importante: é preciso tirar os sapatos toda vez que for entrar no hotel. Você nem precisa deixá-los na portaria não. Pode subir com eles na mão. Mas precisa tirá-los. Isso é algo bem comum no Vietnã (e no Laos também). Todos os hotéis que ficamos eram assim. Alguns até fornecem um chinelo pra você andar lá dentro.


O QUE FAZER EM HO CHI MINH CITY


Eu tive apenas 2 dias e 3 noites em HCMH. O tempo foi curtinho mas deu pra aproveitar bem a cidade e conhecer o principal. Acho que esse é o tempo mínimo pra ficar por lá. Menos que isso você não vai conseguir aproveitar muita coisa. Mas se tiver mais tempo, aproveite pra explorar a cidade com calma e conhecer também outros lugares que eu não consegui ir.

Vou colocar aqui o que eu fiz por lá pra vocês terem uma ideia do que é possível fazer nesse tempo.

MUSEU DA GUERRA


Esse é um dos lugares que eu mais queria visitar em Ho Chi Minh City. Eu considero que é uma atração quase que obrigatória pra quem vai à cidade. Local pra (tentar) entender um pouco mais sobre a Guerra do Vietnã, que é chamada de Guerra Americana (e com razão) por lá! 

O que fazer em Ho Chi Minh City
Museu da Guerra em Ho Chi Minh City

O museu foi inaugurado em 1975, pouco tempo após o fim da guerra. Toda a crueldade e brutalidade dessa guerra são mostradas através fotos, vídeos, matérias de jornais da época, bombas, armas, etc. Vá preparado porque é forte! E muito triste! 

E olha que, antes de ir, eu havia lido 2 livros sobre a guerra e já estava bem por dentro de vários detalhes cruéis como o maldito Agente Laranja (um agente químico que destruiu absolutamente tudo por lá, de plantações a cidades inteiras, matou milhares de pessoas e deformou outras milhões). Mas nem por isso, meu choque ao ver as fotos e ler os relatos pessoais foi menor. É tudo muito triste! 

Vá com calma e reserve pelo menos 1:30 pra visitar o museu. Eu gostei mais de 2 horas. O museu tem 3 andares e são 12 exposições diferentes. Além da parte interna, há também a parte externa com veículos usados na guerra e réplicas de prisões da época. 

MUSEU DA GUERRA (WAR REMNANTS MUSEUM)
📌 28 Vo Van Tan St., District 3
⏰ Diariamente de 7:30 às 12:00 e de 13:30 às 17:00.
💲 VND 40.000 (± R$6,00)


PALÁCIO DA INDEPENDÊNCIA (OU DA REUNIFICAÇÃO)


O Palácio é um dos prédios mais importantes do país e um marco histórico importantíssimo, pois representa o fim da Guerra. Em 1975, tanques do Vietnã do Norte derrubaram os portões do Palácio, que era residência presidencial do Vietnã do Sul, e assumiu o controle. 

Hoje, o Palácio é um museu e mantém tudo exatamente como era na época que foi invadido. É possível visitar as salas de reuniões, os escritórios, salas de jantares, cinema, cozinha, os aposentos do presidente e outros políticos. Além de toda a área, no subsolo, onde as estratégias de guerra eram traçadas. Dá pra ter uma ideia de como era a rotina na época da guerra.

O que fazer em Ho Chi Minh City
O que fazer em Ho Chi Minh City
Palácio da Independência de Ho Chi Minh City

PALÁCIO DA INDEPENDÊNCIA (THE INDEPENCE PALACE)
📌  135 Nam Ky Khoi Nghia Street, District 1
⏰ Diariamente de 7:30 às 11:00 e de 13:00 às 16:00.
💲 VND 40.000 (± R$6,00)


CENTRAL DOS CORREIOS DE SAIGON


O prédio dos Correios é um belo edifício de 1891, construído pelo mesmo arquiteto que idealizou a Torre Eiffel, de Pais. É possível visitar também o seu interior que funciona ainda hoje como a Central dos Correios da cidade. Ela foi construída inspirada em antigas estações de trem europeias. 

o que fazer em ho chi minh city
Central dos Correios de Saigon

Dá até pra aproveitar e comprar um postal e mandar pra alguém, hein? Que tal? Aproveite pra comprar souvenirs na lojinha lá dentro também. Os preços são ótimos! Não é exatamente um lugar imperdível, mas se você passar por ali, vale dar um pulo lá.

CENTRAL DOS CORREIOS
📌  02 Công xã Paris, Bến Nghé. District 1
⏰ Diariamente de 7:30 às 11:00 e de 13:00 às 16:00.
💲  Grátis


CATEDRAL DE NOTRE DAME 


A Catedral é um dos legados da ocupação francesa no país. Ela foi construída pelos franceses, com materiais vindos da França, no final do século XIX. Chama a atenção pelo tamanho. Suas torres tem 58 metros de altura e já foram a construção mais alta da cidade, título que hoje pertence à Bixteco Financial Tower.

o que fazer em ho chi minh city
Catedral de Notre Dame de Ho Chi Minh City

Eu acabei não conseguindo visitá-la por dentro, pois estive lá bem no horário do almoço, quando ela estava fechada. De toda forma, dizem que ela é mais bonita por fora do que por dentro. A Catedral fica bem em frente (ou ao lado, como queiram) da Central dos Correios.

CATEDRAL DE NOTRE DAME
📌  1 Công xã Paris. Ben Nghe Ward, District 1 
⏰  De segunda a sábado, de 8:00 às 11:00 e de 14:00 às 16:00
💲 Grátis


BEN THAN MARKET


Um mercado enorme, com milhares de barrancas vendendo literalmente de tudo! Roupas, bolsas, sapatos, brinquedos e comida também. Tem muitas imitações de bolsas e casacos da North Face (que tem fábrica lá) e outras marcas famosas que são praticamente idênticos aos originais! A qualidade é muito boa... não de tudo, é claro! Tem muita coisa "paraguaia" por lá, mas tem produto de qualidade também!

Durante a noite, os lojistas colocam suas barracas fora do mercado, na rua mesmo, e ali se forma um Night Market nos moldes do que acontece em várias outras cidades asiáticas. É um ótimo lugar pra fazer compras em geral e achar souvenirs com com preço. Assim, como tudo na Ásia, vale a pena dar uma "chorada" no preço pra conseguir descontos.

BEN THANH MARKET
📌  Nguyen Thai Binh Ward, District 1
⏰ Diariamente de 06:00 às 18:00. 
💲  Grátis

OUTROS LUGARES QUE VALEM A VISITA


Além desses lugares que listei acima, também vale a pena caminhar Dong Khoi, uma rua cheia de bares, restaurantes, museus e lojas que começa em frente à Catedral de Notre Dame e termina no Rio Saigon. Eu caminhei só até a metade dela, mais ou menos na altura Opera House. 

Ho Chi Minh City
Opera House
Ao lado da Ópera fica o histórico Hotel Caravelle Saigon (inclusive, não seria nada mal se hospedar ali, viu? A localização é ótima e ele tem "selo verde" por se preocupar com a preservação do meio ambiente). Ele também já foi o prédio mais alto da cidade, quando foi construído em 1959, com vidros à prova de bala. Logo, se tornou a "casa" de diversos jornalistas internacionais que cobriam a Guerra do Vietnã, assim como das Embaixadas Australiana e Neozelandesa.

O hotel também um rooftop aberto ao público. Nós visitamos e achamos meio caído. A vista é bonita, o lugar é legal (mas caro), mas estava bem vazio no dia que fomos. A diversão ficou por conta da banda que, não me pergunte como, descobriu que éramos brasileiras e começou a tocar músicas brasileiras! hahaha Fomos "obrigadas" a levantar e dançar lá no meio! E aí acabou que o resto do pessoal se animou todo. Ganhamos até umas bebidas pela nossa performance! kkk

rooftop saigon vietnã
Eu e meu drink caro, mas bonito e gostoso! 

De toda forma, acredito que existam outros rooftops mais animados e interessantes do que esse! Eu queria mesmo mesmo era ter ido no Bixteco, que hoje é o prédio mais alto da cidade. Ele tem um bar no seu 51° andar, o Eon Heli Bar, que parece ser bem bacana. Pena que não conseguimos visitá-lo. Sugiro que você vá lá e me conte como foi! rs

Mas se você não quiser ir no bar, pode visitar apenas a torre de observação do Bixteco, o Saigon Skydeck, pra ter uma vista linda da cidade. Ele funciona todos os dias de 9:30 às 21:30, no 50° andar. O lance é que se paga 200 mil dongs pra subir. Já a entrada no bar é grátis, caso você consuma algo. Portanto, vale mais a pena ir pro bar, tomar uma cerveja, um drink ou uma água que seja enquanto observa a cidade, não é mesmo? #FicaaDica 😉

Ali na região também fica a Le Loi, uma rua recheada de lojas de grife (pra quem pode e gosta). E  a Nguyen Hue, uma rua de pedestres que corta a Le Loi e é paralela à Dong Khoi. Existe uma praça grande e comprida com uma estátua do Ho Chi Minh na ponta. Bem em frente ao belo prédio da Prefeitura.

O que fazer em Ho Chi Minh City
Estátua de Ho Chi Minh com a Prefeitura ao fundo.

Todos esses lugares que citei ficam bem próximos uns aos outros e é perfeitamente possível visitar todos eles caminhando. Até porque o trânsito em Ho Chi Minh City é tão caótico que é capaz de você gastar mais tempo tentando se deslocar de táxi do que caminhando de um lugar pro outro.

Fiz um mapinha com todos esses lugares que citei, além do hotel que eu fiquei os lugares que citarei abaixo para comer e beber na cidade. Dá só uma olhada:




CU CHI TUNNELS


Com certeza um dos lugares mais incríveis e realmente imperdíveis pra quem tem interesse na Guerra, são o Complexo dos Cu Chi Tunnels, que ficam fora da cidade, a cerca de 40 km de Ho Chi Minh City (por isso eu nem coloquei no mapa acima).

Lá é possível termos uma pequena ideia do dia a dia das pessoas na época da guerra. Ainda existem alguns túneis onde os vietcongs viviam na época da guerra. O sistema de túneis é super complexo e cheio de estratégias inteligentes e muito interessantes. Mas ao mesmo tempo era tudo muito precário. É angustiante imaginar como tantas pessoas puderam viver durante tanto tempo num local tão pequeno e sem estrutura como nesses túneis.

o que fazer em Saigon Vietnã
Maquete mostrando como o sistema de túneis do lugar, na época da guerra.

Em um deles é possível entrar pra sentir um pouquinho do que eles viviam. Nas se você for claustrofóbico, tiver medo de escuro, problema de coração, vertigem, dificuldade locomoção... só pra citar alguns, nem entre! Eu, que sou super de boa e desencanada com (quase) tudo, não consegui ficar muito tempo lá!

Pra começar, o lugar é MUITO apertado. E eu sou muito grande! Não me cabia lá direito. Achei bem difícil andar agachada. Com certeza, pessoas menores têm mais facilidade, ou menos dificuldade, de andar (mesmo que agachado) lá dentro.

Além do aperto, o lugar também é muito quente, escuro e o ar é muito pesado e restrito. Sabe quando você inspira e não vem ar suficiente? Pois é.. Fiquei tão incomodada que saí logo nos 40 primeiros metros. São 100 metros ao todo! E olha que os túneis foram ampliados pra que nós, turistas, pudéssemos conseguir entrar. Por, na real, o lugar era ainda mais apertado. Tudo bem que os vietnamitas são bem pequenos, mas mesmo assim...

Eu fiquei lá poucos minutos e achei insuportável, imagina viver lá dentro? Cozinhar (e eles tinham um sistema bem bacana pra disfarçar a fumaça), comer, ir "ao banheiro", dormir, tudo! Me dá aflição só de pensar!

Além dos túneis que serviram de moradia pra centenas de pessoas durante anos, também podemos conhecer algumas das várias estratégias e armadilhas usadas pelos vietcongs contra o exército americano. O Vietnã podia não ter todo o dinheiro, o potencial bélico e tecnologia americana, mas tinha a maior arma de todas, a inteligência. E foi assim, com estratégias simples, mas muito eficazes, que eles lutavam (ou tentavam lutar) "de igual pra igual" com os americanos.

Cu Chi Tunnels Vietnã
Algumas das estratégias usadas pelos Vietcongs durante a guerra.

Outro ponto alto da visita é atirar com algumas das armas mais usadas durante a guerra. Eu escolhi a icônica AK-47, a arma mais famosa da guerra. Infelizmente, é preciso pagar a parte para atirar. E já adianto que não é barato! São 600 mil dongs (± 90 reais) por um pente com 10 balas que pode ser dividido por até 2 pessoas. Sim, é caro! Mas é uma experiência única! Eu achei legal e que valeu a pena sim!



Pra chegar lá, a melhor maneira é ir com uma agência. E olha que eu, em geral, não curto muito fazer passeio com agência. Mas chegar lá por conta própria não é tarefa das mais baratas (se você for de táxi) nem das mais fáceis (se for de transporte público). Sem falar que você não terá um guia pra te mostrar o lugar e contar as histórias da guerra, que é a parte mais interessante. 

Portanto, escolha uma agência e vá! Nós fechamos direto com o hotel que ficamos, o Hong Han Hotel. E havia a opção de fazer o passeio com um grupo de mais de 20 pessoas, com um grupo de até 9 pessoas, ou de forma privada. Eu estava viajando com 2 amigas e optamos pelo grupo médio, pelo custo x benefício. Não achamos necessário fazer um tour privado, mas também não queríamos ir com um grupo muito grande.

E eu sugiro que você faça o mesmo. Pois, quando o grupo é muito grande fica difícil pra ouvir e/ou ver direto o que o guia está falando e mostrando. Vi vários grupos desses por lá. Tinha hora, inclusive, que algumas pessoas de outros grupos tentavam se juntar ao nosso pra ouvir a explicação do guia, já que no grupo deles, por ser muito grande, era impossível!


ONDE COMER E BEBER EM HO CHI MINH CITY


A rua mais famosa e badalada de Ho Chi Minh City é a Bui Vieng. Ela lembra um pouco a Khao San Road, em Bangkok, na Tailândia. Mas é bem mais movimentada e animada do que sua irmã tailandesa. Na verdade, acho que ela tá mais pra Pub Street de Siem Reap, no Camboja.

Tem  diversão pra todos os gostos, desde boate com música alta e tal, até uns bares mais tranquilos, outros com música ao vivo, alguns no estilo pub, além de restaurantes, "botecos", fasts food, comida de rua... Tem de tudo! Encontre o(s) que te agrade e seja feliz! 😊

Balada Ho Chi Minh City
Bui Vieng, a rua mais animada de Ho Chi Minh City

As opções de comida na Bui Vieng são super diversificadas, você vai achar tanto comida local, quanto internacional! Não se preocupe! Jantamos um dia num dos restaurantes da rua e eu gostei bastante. Infelizmente, eu não guardei o nome, mas ficava próximo ao hotel e o preço era ótimo. Também comemos um sanduíche local, no meio da madrugada. Esse é que eu não vou lembrar o nome meeeesmo! haha De toda forma, opções por lá não faltam!

Fomos também em um cafeteria experimentar o famoso Egg Coffe que, sim, é feito com ovo! Mas calma! É uma delícia! E olha que eu não curto muito café, mas experimentei e gostei! Até mesmo porque tira um pouco do gosto forte do café! rs Na verdade, o ovo é batido e forma um creme. É super típico e você vai encontrar em todo lugar. Aliás, o café vietnamita é muito famoso. Se você é fã de café, vai se dar super bem. Aproveite pra trazer um pouco pro tomar no Brasil ou também como souvenir,  faz o maior sucesso entre os amantes de café!

A cerveja local "Saigon" é super barata e vendida em cada esquina. Mas também tem muita cerveja estrangeira, só que são mais caras! Eu, que sou fã de uma cerveja artesanal, fiquei super feliz de encontrar 2 cervejarias artesanais vietnamitas. Uma delas, inclusive, ficava numa ruazinha que cruza a Bui Vieng e faz esquina com o hotel. Na verdade, a cervejaria mesmo, não fica ali. Mas sim um dos (poucos) lugares que a revende na cidade.

As cervejas são da Cervejaria Rooster Beer e o bar se chama The Chicken Coop. Cerveja boa, atendimento excelente, preço bom e pertinho de "casa". Fomos lá todos os dias e no nosso último dia, o dono acabou nos oferecendo uma régua com todas as cervejas da casa pra provarmos! É ou não é pra amar um lugar desses? rs 💓🍺

cerveja artesanal vietnã
O "boteco" The Chicken Coop e suas deliciosas cervejas Rooster Beers. 

A outra cervejaria é a Pasteur Street Brewing que foi uma das primeiras a produzir cerveja artesanal no país. Como o nome já diz, é uma cervejaria que fica na Rua Pasteur (n° 144), bem ali no "centrinho" mesmo, numa rua paralela à Prefeitura (dá uma olhada no mapa que postei acima).

Além de produzir cervejas, eles também tem um taproom (bar/choperia) onde vendem as cervejas lá produzidas. Aproveitamos pra conhecer o lugar enquanto estávamos turistando pela cidade. Paramos lá pra dar uma relaxar, toma uma(s) cerveja(s) e refrescar do calorão! Chegamos lá por volta das 14h, quando o sol estava a pino (e o calor também) e aproveitamos pra almoçar! A comida é bem gostosa, apesar de ser cara pros padrões vietnamitas.

cervejaria artesanal ho chi minh city
Pasteur Street Brewing
cerveja artesanal vietnã
Pedi logo uma régua (com uns copos até bem grandinhos) pra provar 6 cervejas da marca. 

O lugar é bacana, mas fica um tanto quanto escondido. É preciso entrar num beco e subir umas escadas pra chegar lá! Como fomos de dia e estava quente, ficamos na parte interna com ar condicionado. Mas também existe uma rooftop, que à noite deve ficar legal.

Outro local que gostei muito, e fomos 2 vezes, foi no Street Food Market, que faz parte do Mercado Ben Than, mas tem entrada independente e tudo mais. Achei o lugar muito legal. São várias barraquinhas de comida de vários lugares do mundo. Além das barracas de comida local, você vai encontrar comida italiana, indiana, americana, tailandesa e por aí vai... Existem 2 áreas, uma logo na entrada e outra no final, com várias mesas comunitárias. Ainda tem música e wifi grátis! rs

onde comer em ho chi minhn vietnã
Street Food Market

Ufa! Acho que falei de mais, né? rs Mas é isso!
Se ainda tiver ficado alguma dúvida é só falar! E se você visitou algum outro lugar interessante e/ou foi em algum bar ou restaurante legal deixa a dica aqui nos comentários!


Já segue o blog no Instagram? Vai lá então: @revivendoviagens
Tá cheio de fotos lindas do Vietnã lá! É só procurar pela hashtag #RêVivendooVietnã


--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem asia 728x90

➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!




✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente aqui