RêVivendo Viagens

RêVivendo Viagens

RêVivendo Fotografias: Malahide Castle, na Irlanda

Renata Campos | 24.9.18 | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
O Malahide Castle é um dos castelos mais antigos da Irlanda. Ele foi construído em 1185 pela família Talbot, uma das mais influentes do país, e que viveu lá até 1975, quando o castelo foi vendido para o governo irlandês. 

Só é possível conhecer o castelo através de uma visita guiada que acontece todos os dias de hora em hora a partir das 9:30 da manhã, sendo o último horário 16:30 (ou 15:30 de novembro a março). Não é preciso agendar a visita e nem comprar ingresso antecipadamente, mas eu recomendo que você faça, principalmente na alta temporada, por 2 motivos. O 1º é que você pode não conseguir vaga para o próximo tour e precisar esperar mais de 1 ou 2 horas. 



E o 2º motivo é que você pode não conseguir vaga pra NENHUM tour e perder a viagem! Foi o que aconteceu comigo (fui em julho). Cheguei lá pouco antes das 3h da tarde e tanto o tour de 3:30 quanto o de 4:30 já estavam lotados! 😥 Quando eu falo que quem não se programa se dá mal, eu tô falando disso... 

Custava nada eu ter comprado o ingresso pela internet e já chegar lá no horário previsto, né? Mas nãooo... afff! Portanto, não faça como eu, se programe e compre seu ingresso no site oficial do castelo: www.malahidecastleandgardens.ie

Tive que me contentar em apenas ver o castelo por fora e visitar seus jardins, que não têm lá muita graça! Aproveitei o tempo extra pra conhecer também a cidadezinha de Malahide que é uma graça. Se você viajar no verão e der a sorte de pegar um dia lindo de sol e calor, como eu, aproveite pra conhecer também a praia de Malahide. Pode não ser a praia mais linda de todas, mas ainda assim eu curti! 

Pra chegar em Malahide existem 2 opções a partir de Dublin: você pode ir tanto de ônibus (nº 42) ou de trem (que no caso é chamado de Dart). Você vai chegar no centrinho da cidade e de lá até o castelo são uns 10 a 15 minutos caminhando. 


O ingresso custa €12.50 para adultos, €9 para estudantes, €8 para idosos, €6.50 para crianças. Também existem ingressos para famílias e os preços variam de acordo com o número de pessoas. O Malahide Castle é uma das atrações que fazem parte do Dublin Pass, um cartão que você adquire e tem entrada "grátis" em vários atrativos. 


RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hojeMalahide Castle. Irlanda. 


Castelo de Malahide em Dublin
O castelo de Malahide não tem lá muita graça por fora. O legal mesmo é visitar seu interior, ver a decoração (que ainda se mantém como original), conhecer a história do lugar e dos fantasmas (!) que lá vivem. 
Continue lendo ►

Como viajar de forma econômica

Renata Campos | 21.9.18 | | | | | | Seja o 1º a comentar!!


Viagens fazem parte dos sonhos de todo e qualquer mortal. Alguns fazem esse sonho acontecer, com maior ou menor frequência, mas fazem. Mas pra muita gente as viagens ficam só no imaginário mesmo. Muitas vezes simplesmente porque acham que é caro, complicado ou trabalhoso demais. Mas não precisa ser assim.

Viajar é muito mais simples e mais barato do que muita gente imagina. Lógico que a gente precisa de dinheiro, né? Mas não exatamente tanto dinheiro como a maioria das pessoas imagina, já falei disso nesse post Como viajar muito sem ser rico.
Continue lendo ►

Como viajar muito sem ser rico

Renata Campos | 9.9.18 | | | | | | 2 Comentários
dicas para viajar muito

Sim, é possível viajar muito sem ser milionário, nem ter pai rico, nem ter ganhado na loteira ou ter que vender um órgão pra conseguir dinheiro. Qual o "segredo" então? Simples! Basta se organizar, economizar e focar nas prioridades!

Eu voltei recentemente de uma viagem de 100 dias pela Europa e o que eu mais ouvi desde então foi: "Nossa, tá rica, hein?" Não, gente! Infelizmente não! Tô beeem longe disso, inclusive!!
Continue lendo ►

RêVivendo Fotografias: Catedral de São Basílio, em Moscou.

Renata Campos | 3.9.18 | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
A belíssima Catedral de São Basílio é um dos maiores símbolos de Moscou e de toda a Rússia. Pudera! Ela é maravilhosa! Sem igual! Sério, não existe nada semelhante em todo o mundo!

 Aliás, as igrejas ortodoxas russas são um caso a parte! Cada uma mais espetacular que a outra! Incrível! De deixar qualquer um de queixo caído! Mas a Catedral de São Basílio consegue ser ainda mais espetacular do que todas! 


A catedral foi construída por volta de 1550 e 1560 a mando do czar Ivan, o terrível! Diz a lenda que ele gostou tanto da catedral que mandou cegar o arquiteto responsável pelo projeto pra que ele nunca mais pudesse fazer algo semelhante. Mas isso não é verdade, já que existem outras obras mais recentes assinadas por ele.

A primeira coisa que fiz, assim que cheguei em Moscou, foi correr pra Praça Vermelha, onde a Catedral se encontra. Fiquei hospedada no Hostel Arbat 42, que fica numa área bem legal e dá pra ir caminhando numa boa pra Praça Vermelha. Mas dá pra pegar um metrô também e descer apenas 2 estações depois. Mas, a princípio, eu tinha reservado o Hostel Kremlin Lights. Só que eu precisei alterar as datas e não encontrei vaga nele mais. De toda forma, fica a dica, ele tem uma localização excelente, apesar de ser mais caro que o que eu fiquei.  


Bom, mas eu cheguei na Praça Vermelha e fiquei rodando por lá encantada com tudo. Quando me deparei com a Catedral de São Basílio, parei e fiquei lá um tempão hipnotizada por tamanha beleza. Passei tanto tempo ali observando os detalhes e tirando fotos que, quando eu tentei entrar pra visitar seu interior, ela já estava quase fechando. Achei melhor voltar outro dia pra visitá-la com calma. Mas, infelizmente, eu não consegui fazer isso, apesar de ter ficado 6 dias em Moscou. 😰

O que aconteceu é que, 2 dias depois que eu cheguei, a Praça Vermelha foi fechada e assim ficou até o dia que fui embora. Eu tive a sorte e o azar, de estar na cidade no "Dia da Rússia" (12/06) que é o maior feriado nacional do país e também na abertura da Copa do Mundo de 2018 (14/06). Por causa das comemorações desses 2 eventos, a Praça Vermelha ficou fechada por 4 dias. 

Eu fiquei arrasada de não ter conseguido visitar a Catedral de São Basílio. Só não fiquei pior porque muita gente comentou que o interior não é tão exuberante quanto o exterior. E também porque eu quero voltar.. e aí eu aproveito pra visitá-la com certeza. E logo no 1º dia, pra não correr esse risco novamente. O fato é, Moscou e toda a Rússia, são lugares apaixonantes!


RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hojeCatedral de São Basílio. Moscou. 



o que fazer em Moscou. Rússia
A linda e colorida Catedral de São Basílio, em Moscou.

Continue lendo ►

RêVivendo Fotografias: Muro dos "Eu te Amo" Paris

Renata Campos | 27.8.18 | | | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
Dizem por aí que Paris é a cidade dos apaixonados. Teria lugar melhor, então, pra se criar um muro com vários "Eu te amo" escritos em línguas diferentes? Não né?

Essa ideia genial foi do músico e compositor Frederic Baron. Em 1992, ele teve a ideia de sair pedindo pra amigos, e também desconhecidos, escreverem "eu te amo" na sua língua de origem, em um papelzinho colorido. Durante anos ele foi coletando e guardando esses papéis, conseguiu juntar mais de mil "eu te amos" escritos em mais de 300 línguas e dialetos.

Em 1997, ele mostrou sua "coleção" pra caligrafista Claire Kito, que abraçou o projeto. Foi ela que reescreveu todos os "eu te amos" que estão no muro, tentando ser o mais fiel possível à caligrafia original. 


E eis que o resultado final foi um muro enorme de 40 m², feito de mais 600 azulejos com 311 "eu te amos". E, claro, tem em português também. Eu custeeeei a achar! Ele lá no alto, logo na primeira fileira. Ahh e é apenas "te amo"... não tem o "eu" não! hehe

O muro foi construído na praça Jehan Rictus, que fica meio escondidinha ali em Montmartre, um dos meus bairros prediletos de Paris. Pra ficar mais fácil de achar, anota aí: o muro fica perto da estação de metrô Abbesses, na parte mais baixa do bairro. 

Eu fiquei hospedada ali pertinho, no Hostel Vintage. Coisa de menos de 10 minutos de caminhada. Quer dizer, na verdade, fiquei ali só nos 3 últimos dias da viagem, pois não tinha vaga no hostel que eu estava no início da viagem, o ótimo St Chirstopher's Inn Gare du Nord,que também fica ali próximo.

RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hojeMuro dos "eu te amo"


o que fazer em paris
Muro dos "Eu te amo"


Continue lendo ►

Como visitar o Museu do Louvre sem fila e sem multidões

Renata Campos | 23.8.18 | | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
museu do louvre paris


O Louvre é o museu mais famoso do mundo! É também o maior e o mais visitado de todos! Ou seja... ele vive lotado! Tudo bem que ele é enorme, mas é também o museu que mais recebe turistas em todo o mundo! Só no ano passado (2017), o Louvre recebeu 8,1 milhões de visitantes!

Vocês tem noção do que é isso? 8,1 de visitantes!!! Sendo 5,7 de visitantes estrangeiros. Alguém tem ideia de quantos turistas estrangeiros o Brasil recebeu no mesmo período? Pasmem: apenas 6,5 milhões! O Brasil inteiro, esse país com dimensões continentais recebeu quase a mesma quantidade de turistas do que um museu!! E olha que, em 2017, batemos record e recebemos até mais turistas do que em 2014 e 2016, os anos da Copa do Mundo e das Olimpíadas!


Ou seja, o Louvre é visita "obrigatória" pra quem vai a Paris.  Obrigatória entre aspas porque ninguém é obrigado a nada rs). Mas até eu, que não sou lá super fã de museus (o que também não quer dizer que eu odeie, digamos que eu gosto com moderação rs), morria de vontade de conhecer o Louvre!

museu do louvre paris
Muito lindo o Museu do Louvre, né?

Se você também tem vontade de conhecer o Louvre é bom estar ciente que você não vai conseguir ver tudo num dia só. O acervo do museu é tão enorme que seria preciso uns 2 ou 3 dias inteiros pra ver tudo. Bom, mas isso seria pro aficionados e entendedores de obras de arte, o que não é o meu caso. Me dei por satisfeita com apenas com algumas horas lá.
Como eu não teria tanto tempo assim, tentei programar minha visita de forma que pudesse aproveitar ao máximo o tempo que eu tivesse no museu. Li muita gente sugerindo ir de manhã cedinho pra pegar menos fila. Mas quase todo mundo visita o museu de manhã. Então, mesmo que você chegue cedo e consiga escapar das filas quilométricas, não vai escapar da multidão lá dentro.

Portanto, eu sugiro o contrário: vá o mais tarde possível! Se conseguir ir à noite então, melhor ainda! O Louvre funciona todos os dias (exceto terça-feira) de 9h às 18h. Mas nas quartas e sextas, o museu fica aberto até as 21:45! Então, se programe direitinho e vá num desses 2 dias.

Eu´fui numa quarta-feira por volta das 17:30 e não peguei absolutamente nenhuma fila. Fiquei até na dúvida se eu estava mesmo no lugar certo, porque não tinha ninguém. O segurança viu minha cara de indecisão e fez sinal pra eu entrar rs

museu do louvre paris
Louvre totalmente sem fila! É ou não é uma maravilha?

Outra coisa que também ajuda a ganhar tempo e evitar filas, é comprar ingresso com antecedência. Você pode comprar o ingresso direto no site do Louvre. Nesse caso, terá que escolher um horário pra visitá-lo. Ou também pode comprar no site da Tiqts, que é parceira aqui no blog e tem essa e várias outras atrações de Paris, além de outras cidades da Europa. E o melhor, o site tem tudo explicadinho em português.

museu do louvre paris
Foto tirada de dentro da pirâmide,
logo na entrada do Louvre, bem tranquilo e vazio.
Detalhe pra estrutura lindona! 

Uma boa opção é adquirir o Paris Museum Pass que te permite visitar vários museus da cidade (sem hora marcada) por 2, 4 ou 6 dias, você escolhe de acordo com seu planejamento. Eu usei um desses* e achei ótimo! Consegui "furar" várias filas com ele. Super prático!

Bom, mas uma vez dentro do Louvre, é quase unanimidade, toooodo mundo quer saber onde está a Monalisa. Não se preocupe! Vai ter placa em vários lugares te guiando pra lá! Então, relaxe, e aproveite o museu, uma hora ou outra você vai dar de cara com ela! Certeza!

museu do louvre paris
Tem placa indicando onde está a Monalisa espalhada pra todo lugar

Mas caso você  tenha algum(ns) outro(s) interesse(s) específico(s), além da Monalisa, o ideal mesmo seria ter um roteiro já mais ou menos planejado. Porque é muuuuuita coisa pra ver e super fácil se perder. Pegue um mapa logo na entrada para te guiar e saia explorado o museu por conta própria. 

Você também pode baixar o app do Louvre que, além do mapa do museu, ainda tem fotos e vídeos em 3D, descrições de várias obras de arte e até mesmo um áudio guia. É, inclusive, um ótimo material pra ser estudado antes da visita.

Ou então, pode fazer como eu fiz, sair andando a esmo pelo museu, se perdendo e se encontrando! haha Como eu não tinha interesse específico algum, até porque não entendo muito de arte, apenas sai andando e apreciando tudo que aparecia no meu caminho. E quando eu digo tudo, é tudo mesmo, não apenas as esculturas, gravuras e pinturas, mas também o teto (cada um mais lindo que o outro), o piso, as paredes, as janelas e as vistas lindas que se tem delas. Experiência completa! rs

museu do louvre paris
Como não se apaixonar por esses tetos?
museu do louvre paris
E essa vista da janela do Louvre? Como ignorá-la?

Nem sei direito por onde passei, só sei que amei tudo o que vi. Deixei pra ver a Monalisa no final, acreditando que a maioria das pessoas já tivesse ido embora, assim eu poderia pegá-la menos cheia. E deu certo! Tão certo que eu fiquei surpresa! Por mais que eu tivesse feito de tudo pra evitar as multidões, ainda assim achei que teria muito mais gente, pelo menos, em frente à Monalisa.

museu do louvre paris
Museu do Louvre

Em muitas outras salas eu cheguei a ficar sozinha em vários momentos. Lembro que entrei na sala das "Pinturas Italianas", onde a Monalisa se encontra e vi um aglomerado de pessoas em um determinado lugar e fui caminhando achando que seria a Monalisa. Não era! No caminho, dei de cara com ela, assim de repente, e totalmente livre, com pouquíssima gente ao redor.

Devia ter pouco mais de meia dúzia de pessoas na hora. Fiquei surpresa! Totalmente diferente do que eu esperava e todas as fotos que eu já tinha visto. Parei um tempinho ali pra apreciar a pintura, quando percebi um grupo, desses de tour guiado, se aproximando. Tratei de me virar, tirar uma selfie com a Monalisa e ir embora. 

museu do louvre paris
Aquela selfie desejada com ela! 💓

Mas antes de ir embora, tirei essa foto abaixo só pra mostrar que, mesmo com o grupo do tour guiado que chegou depois, ainda assim, dá pra considerar que o lugar não estava lotado. Pelo menos, não tanto quanto nas fotos que já vi e relatos que ouvi. Se eu tivesse tirado uma foto antes desse grupo chegar (ou tivesse paciência de esperar eles saírem), aí vocês iriam entender o quão vazio estava esse lugar quando eu cheguei. Mas eu nem pensei nisso na hora! Só queria mesmo curtir o momento! 

museu do louvre paris
Tira mais da metade das pessoas aí da foto, foi assim que eu vi a Monalisa. 

Outra coisa interessante é que eu sempre vi as pessoas dizendo que se decepcionaram com o tamanho do quadro. Fiquei com isso na cabeça e achava que ela fosse minúscula. Ok, ela é pequena, mas achei que fosse ainda menor. Talvez porque na maioria das fotos que eu tinha visto, tinha tanta gente na frente, que ela parecia minúscula. rs

Enfim, depois de 4 horas no Louvre, dei por encerrada a visita. Fui embora pouco antes do museu fechar, por volta das 21:30 e aproveitei pra tirar algumas fotos noturnas do lado de fora com pirâmide e os prédios do entorno todos iluminados. Muito lindo!

museu do louvre paris
Louvre à noite

* O Paris Museum Pass foi cortesia oferecida pelo Paris Info Convention and Visitors Bureau


Já segue o blog no Instagram? Vai lá então: @revivendoviagens
Tem fotos lindas de Paris lá! É só procurar pela hashtag #RêVivendoParis



--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem europa 728x90


✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

Continue lendo ►

RêVivendo Fotografias: Letreiro I Amsterdam

Renata Campos | 20.8.18 | | | | | Seja o 1º a comentar!!
O letreiro I Amsterdam (algo como "eu sou Amsterdã") é um dos grandes clássicos de Amsterdã, na Holanda. Toooodo mundo acaba tirando uma foto lá. Programa beeem turistão mesmo, mas que faz parte, né? Quem nunca!? rs

Bom, mas vocês podem bem imaginar o quão concorrido é esse letreiro, né?  A maioria das fotos que eu vejo tem milhares de pessoas dividindo o mesmo espaço. Pra tentar se destacar no meio da multidão, muita gente escala as letras e se dependura nelas.


Ele fica na Museumplain, uma praça bem em frente ao Rijksmuseum e ao lado do Museu Van Gogh. Portanto, uma hora ou outra, você vai passar por lá e, claro, vai acabar parando pra garantir sua fotinha. Não é de se espantar que o lugar viva lotado, tanto durante o dia, como à noite também. 

Ou seja, é quase impossível tirar uma foto sozinho lá. Com pouca gente, até vai. Principalmente se você for bem cedinho, quando a maioria dos turistas ainda estiver dormindo. Agora, foto sozinho, sozinho meeeeesmo, é difícil! Difícil mas não impossível! Afinal de contas, como vocês podem ver na foto abaixo, eu consegui! 🙌Quer saber como?

Eu estava hospedada num hostel ali pertinho, o ótimo Stayokay Vondelpark. E passava pelo letreiro quase todos os dias. Um belo dia, saí um pouco mais cedo, por volta de 08:30 da manhã e reparei que tinha pouca gente e fui lá tentar uma foto melhor do que as que eu tinha tirado anteriormente. 


Mas quando me aproximei, percebi que o sol estava bem atrás do letreiro. Ou seja, a foto ficou contra a luz. Péssima. Eu já estava indo embora, quando olhei pra trás e vi que o sol batia diretamente  nas "costas" do letreiro, e a luz estava ótima. 

E foi aí que eu pensei: "e se eu tirasse uma foto aqui na parte de trás do letreiro?" Fui lá, tirei a foto e deu super certo! Logicamente o escrito saiu ao contrário, né? Mas aí foi só inverter a foto e pronto! Simples assim! Qualquer editor de fotos tem essa funcionalidade. 

E aí, gostaram da dica? Quem também já conseguiu tirar foto sozinho no letreiro? O que vocês fizeram? Me contem! Ahhh e se você for pra Amsterdã e usar essa mesma "técnica" minha, me conta aqui ou me marca lá no Instagram que eu quero ver hehe.


RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hojeLetreiro I Amsterdam


Amsterda, Holanda
Selfie sozinha no no letreiro I Amsterdam


Já segue o blog no Instagram? Vai lá então: @revivendoviagens
Tá cheio de fotos lindas de Amsterdã lá! É só procurar pela hashtag #RêVivendoAmsterdã


Continue lendo ►

RêVivendo Fotografias: Keukenhof

Renata Campos | 13.8.18 | | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
O RêVivendo Fotografias dessa segunda-feira é mais do que especial. Ele marca a retomada das atividades aqui do blog, depois da minha viagem de 100 dias pela Europa. E eu não poderia escolher outro lugar, senão o Keukenhof, o parque das tulipas da Holanda. Foi ele o principal motivo de eu ter escolhido viajar na primavera pra Europa.

Eu morria de vontade de conhecer esse lugar mas, como professora, eu só tenho férias em julho e janeiro. Aproveitei então minhas "férias prêmio" e escolhi o mês de maio pra começar a viagem e realizar o sonho de conhecer o Keukenhof, que só funciona durante a floração das tulipas que vai de final de março a meados de maio

Portanto, se você está pensando em viajar pra Holanda, tente encaixar o Keukenhof na sua viagem. Tenho certeza que não irá se arrepender. Pelo contrário, você vai se apaixonar pelo lugar! Ele é fantástico! Aproveita e já anota aí a data que ele estará aberto em 2019 ⟹  21 de março a 19 de maio. 

Mas, antes, programe direitinho sua visita. O Parque abre todos os dias da semana de 8h às 19:30. Se possível, vá durante a semana. Segunda, terça e quarta são os melhores dias. Muitos indicam ir bem cedinho pra tentar pegar o parque mais vazio. Eu já indico o contrário, vá no fim do dia! Eu fui numa segunda-feira e cheguei lá 15:30. Achei ótimo! Não peguei absolutamente nenhuma fila e consegui curtir todos os lugares tranquilamente. 

Mas uma menina que conheci no hostel que fiquei (o ótimo Stayokay Amsterdam Vondelpark, que eu recomendo) tinha ido no dia anterior, ou seja, domingo. E pior, de manhã. Ela disse que ficou muito incomodada com a grande quantidade de turistas. Realmente, as fotos dela são bem diferentes da minha. Em vários momentos eu ficava completamente sozinha. Tinha hora até que eu queria que alguém aparecesse pra tirar uma foto minha e naaaada! rs




Keukenhof Holanda
Entrada do Keukenhof, o parque das tulipas da Holanda.


RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hojeKeukenhof, o parque das tulipas da Holanda




Já segue o blog no Instagram? Vai lá então: @revivendoviagens
Tá cheio de fotos lindas do Keukenhof e outros destinos da Holanda lá! 
É só procurar pela hashtag #RêVivendoaHolanda

Continue lendo ►