0

Dicas para programar uma viagem ao Equador

Renata Campos | 3.3.20 |
dicas sobre o equador


Está planejando uma viagem ao Equador? Então você está no lugar certo! Aqui você vai encontrar todas as dicas e informações necessárias para programar uma viagem por conta própria.

Irei abordar aqui algumas dicas básicas sobre hospedagem, alimentação, transporte, dinheiro, documentos, o que visitar, o que levar na mala e a época do ano para viajar.


MELHOR ÉPOCA PARA VIAJAR PARA O EQUADOR


O Equador é dividido em 4 regiões distintas: Andes, Costa,  Amazônia e Galápagos.  Portanto, a temperatura e o regime de chuvas é bem diferente de um pro outro. A região dos Andes é geralmente bem fria, especialmente por causa da altitude elevada. Já as outras 3 regiões possuem temperaturas mais elevadas.

dicas sobre o equador
Mapa das 4 regiões do Equador: Costa/Litoral, Serra/Interandina (Andes), Oriente/Amazônia e Galápagos/Insular
Fonte: http://mapadeecuador.com/regiones

Eu cheguei a pegar 1ºC em Quilota (região dos Andes, com altitude elevada) e uma temperatura bem semelhante na subida do vulcão Cotopaxi. Já em Guaiaquil (região da costa, ao nível do mar), peguei cerca de 35ºC.

Não há grandes variações de temperatura ao longo do ano, visto que o país se encontra na linha do Equador. A diferença maior é em relação às chuvas. Tradicionalmente, a época que eu viajei (dezembro/janeiro) é chuvosa. Porém, pegamos pouquíssimos dias de chuva durante a viagem, o que não atrapalhou em nada.

Então, ao contrário de muitos outros países, não existe exatamente uma época do ano ideal para visitar o Equador baseado no clima. Dá pra viajar pra lá tranquilamente o ano todo.


ROTEIRO DE VIAGEM PARA O EQUADOR


O que incluir no roteiro da sua viagem para o Equador vai depender muito do tempo que você terá disponível. Por exemplo: se tiver 5 dias apenas no pais, vale usar Quito como base e fazer alguns bate e voltas.

Com 10 dias já é possível estender a viagem até Baños e/ou Cuenca. Outra opção é ir para o litoral ou para Amazônia ou ainda para Galápagos. Se tiver de 15 a 20 dias, já dá para conhecer além da capital, também as cidades do interior que citei acima e o litoral. Talvez ainda incluir a Amazônia ou Galápagos. Agora, para conhecer as 4 regiões do Equador, é preciso ficar mais de um mês no país.

O meu roteiro foi de 26 dias e consegui conhecer tudo o que eu queria com bastante calma. Nesse post, escrevi detalhadamente todo o meu roteiro de viagem no Equador passando por Quito, Otavalo, Baños, Latacunga, Quilotoa, Cuenca, Guaiaquil e Galápagos.





ALTITUDE NO EQUADOR


A região dos Andes, onde se encontra a capital Quito e outras cidades centrais do Equador, possui altitudes bem elevadas. Portanto, é importante ter cautela para não sofrer com os efeitos do "mal de altitude", o soroche

A maioria das pessoas, chega no Equador por Quito. A cidade está a 2.850 metros de altitude. Não é lá super alta, mas já dá sim pra sentir seus efeitos, especialmente nos primeiros dias. Mas a altitude em outros locais pode passar dos 5 mil metros! E aí, meu amigo, é praticamente impossível seu corpo não sentir.

Algumas pessoas vão sentir apenas um desconforto, um cansaço maior e mais sonolência. Mas também é muito comum sentir falta de ar, taquicardia, dor de cabeça e enjoo, entre outros sintomas. E aí, vale se atentar aos cuidados básicos e se poupar nos primeiros dia para tentar aclimatar. Jamais subestime os efeitos da altitude.

dicas para equador
Alguns dos efeitos do mal de altitude
Foto tirada no refúgio do vulcão Cotopaxi a quase 5 mil metros de altitude

E o que fazer então? Pegar leve! Dê tempo pro seu corpo se acostumar com a altitude, ou seja, se aclimatar. Evite esforço físico nos primeiros dias, descanse bastante. Beba muita água e coma de forma saudável, para não sobrecarregar ainda mais seu corpo. Chá de coca é sempre uma ótima pedida também.

E não é porque você viajou pra algum outro lugar com altitude que seu corpo vai reagir da mesma maneira. Você pode não ter sentido nada demais na primeira ou segunda vez e agora ser diferente. Ou ainda pode ter passado mal em outras vezes e agora não sentir nada. Cada caso é um caso!

Os lugares que visitei onde mais senti os efeitos da altitude, não por coincidência, foram os que mais me exigiram esforço físico. Uma caminhada que seria simples de fazer por aqui, lá se torna muito mais difícil! Haja fôlego nas subidas! 😓 

O TeleferiQo de Quito está a 4 mil metros. Apesar de não termos feito nenhuma trilha lá, caminhamos bastante e ao menor esforço o coração disparava, especialmente porque o visitamos no nosso 1º dia de viagem, quando ainda não estávamos aclimatadas. O ideal mesmo seria ter ido lá depois de alguns dias, mas como não íamos fazer muito esforço, achamos que não teria problema. Mas, com certeza, teria sido mais confortável se tivéssemos ido já aclimatadas.

Fora isso, as 4 trilhas que fizemos, foram todas em altitude e todas mais desafiadoras por causa desse "detalhe": Laguna Cuicochoa, Laguna Quilotoa, Refúgio Cotopaxi e Parque Nacional Cajas. Falei a respeito de todas essas trilhas e seus graus de dificuldade no post com o roteiro de viagem pelo Equador.

O QUE LEVAR NA MALA PARA O EQUADOR


Como eu falei acima, as regiões do Equador possuem climas completamente diferentes entre si. E isso, obviamente, é o que vai dizer o que você irá levar na mala.

Por exemplo, se sua viagem for apenas para região dos Andes, que inclui Quito e as cidades centrais do país, como Otavalo, Cuenca, Baños, Riobamba, Latacunga, etc, o foco será apenas em roupas de frio. Podendo haver uma variação de muito frio ou mais ou menos frio, com roupas de meia estação, a depender do seu roteiro.

Se for subir o vulcão Cotopaxi, invista em roupas térmicas, luvas, gorro e um casaco pesado. Uma bandana tubular como a que estamos usando na foto também é bem visto, ele ajuda a filtrar o ar gelado (e também serve pra aquecer o pescoço e de tiara de cabelo, entre outras coisas). Mesmo que no dia não esteja tão frio, muito provavelmente lá em cima o clima será diferente.

O mesmo vale para a Laguna Quilota, principalmente se for se hospedar no vilarejo de Quilotoa. O início e o fim do dia são congelantes. O Parque Nacional Cajas também tem temperaturas bem abaixo que as de Cuenca, a cidade base para explorá-lo. De novo, vale investir em roupas de frio, mas se o clima estiver bom na cidade.

Quem for fazer trilhas, é essencial levar calçados adequados e roupas também. Andar várias horas de calça jeans não é nem um pouco confortável. E, na minha opinião, um bastão de caminhada é muito importante. Depois que comecei a usar, não largo mais. E como todas as trilhas que fiz, tinham muitas subidas e descidas, os bastões foram essenciais.

dicas equador
Eu e meus bastões, da direita pra esquerda: Laguna Cuicohoa, Vulcão Cotopaxi e Laguna Quilotoa 

Agora, na região da Amazônia, no Litoral/Costa e em Galápagos, as temperaturas já são bem mais altas, algo na casa dos 20, 30 graus. Invista em roupas e calçados leves.  Se tiver snorkel, vale a pena levar também, especialmente para Galápagos. É possível alugar em qualquer lugar mas, nem sempre a qualidade será das melhores.

Mas se você for viajar para mais de uma região do Equador, vai precisar levar tanto roupas de frio quanto de calor. Mas sabendo organizar direitinho, a mala não será um problema. Eu viajei apenas com uma bagagem de mão de 10 kg e consegui colocar tudo lá. Foi bem tranquilo encontrar lavanderias em todos lugares que passamos. Então, pudemos lavar nossas roupas com uma frequência boa.

dicas equador
E nossa mala de 10 kgs tinha de tudo: roupa de calor, biquíni, meia estação, frio e muito frio!

  • Abaixo coloco a lista de tudo o que eu levei para o Equador:

- 1 calça jeans
- 1 calça legging
- 2 calças de trilha que viram bermuda
- 6 blusas de manga
- 2 camisetas sem manga
- 1 vestido
- 2 shorts
- 2 biquínis
- 1 conjunto de calça e blusa térmica
- 1 casaco tipo fleece
- 1 casaco corta vento fininho
- 1 casaco de nylon
- 1 casaco impermeável
- 1 par de bastões de caminhada
- 1 par de luvas, 1 gorro, 1 cachecol, 1 bandana tubular pra trekking e 1 chapéu
- 1 canga e 1 toalhinha de secagem rápida
- 1 chinelo, 1 papete, 1 bota de trilha e 1 sapatinho
- 5 calcinhas, 2 sutiãs, 1 top e 4 pares de meias
- produtos de higiene e remédios

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS 


Para viajar para o Equador não é preciso ter passaporte, apenas carteira de identidade (carteira de motorista não vale) em bom estado. Alguns falam que a identidade deve ter menos de 10 anos, mas não é bem assim.

Não existe essa regra! O que vale é o bom estado de conservação e uma foto atual, onde você consiga facilmente ser identificado, coisa que pode ser um pouco mais complicado em uma foto com mais de 10 anos.

Bom, mas se você tiver passaporte, use ele. Existem vários lugares, como a metade do mundo, o vulcão Cotopaxi, Galápagos, etc onde você pode carimbar seu passaporte. Eu enchi o meu de carimbos.

dicas equador
Passaporte com carimbos diversos do Equador

O Equador é um dos países que exigem a vacina de febre amarela para brasileiros. Não me pediram para mostrá-la e nem pra várias pessoas que conheço. Mas, como é algo obrigatório, eu não arriscaria viajar sem, pois se eles quiserem pedir, você tem que apresentar senão poderá sim ser barrado e aí não adianta chorar.

Nesse post, você encontra todos os detalhes de como tirar o CIVP - Certificado Internacional de Vacina contra Febre Amarela.

Muita gente pergunta sobre seguro viagem. Apesar de não ser uma exigência do país, eu nunca viajo sem seguro. NUNCA! Não dá pra prever o que pode acontecer, algum acidente, alguma doença ou mal estar inesperado. Ainda mais no Equador, onde o mal de altitude é uma ameaça real! Se estiver em dúvida, nesse post eu falo sobre as vantagens de contratar um seguro viagem.



MOEDA LOCAL


A moeda do Equador é o dólar americano. Mas, calma! Apesar de ser uma moeda bem cara, o custo de vida do Equador é baixo. Então, no frigir dos ovos, essa não é uma viagem cara. Mas, obviamente, se o real não estivesse tão desvalorizado, essa seria uma viagem MUITO barata.

QUANTO DINHEIRO LEVAR AO EQUADOR


Sempre me perguntar isso e eu sempre respondo: DEPENDE! Não existe uma resposta única porque tudo é muito relativo. Depende do estilo de viagem de casa pessoa.

Você é um viajante do tipo econômico ou gastador? Se faz a linha econômica, você acha que vale a pena economizar todo e qualquer centavo ou foca mais no custo x benefício? Se permite alguns pequenos luxos de vez em quando ou acha que pode tudo (dentro do que você consegue pagar, obviamente) quando viaja?

Tudo isso que citei faz muita diferença, principalmente em uma viagem um pouco mais longa. Outra coisa importante é que o seu roteiro influencia, e muito, o seu gasto. Algumas cidades são mais baratas que outras. E se Galápagos estiver no seu roteiro, isso vai impactar bastante o orçamento! Tudo lá é MUITO mais caro do que no continente. Então, é preciso avaliar bem.

Mas no geral, é possível encontrar hospedagem de 8 dólares por pessoa num hostel ou pagar um hotel de 80 dólares (dá só uma olhada aqui). É possível encontrar restaurante onde você almoça por menos de 3 dólares. Mas pode ser que no restaurante do lado você pague 30 dólares! E o dobro em outros!

Bom, mas como muitos perguntaram: Eu levei 1600 dólares pra 26 dias! Voltei com 7 dólares rs. E foi o que gastei pra pagar absolutamente tudo: hospedagem, alimentação, transporte, passeios e compras.

Só mesmo as passagens de avião estão fora desse valor. Comprei as passagens de ida e volta (SP-Quito) com uns 9 meses de antecedência e paguei 1500 reais. Já as passagens pra Galápagos usei milhas (12 mil milhas cada trecho pela Latam).

DESLOCAMENTO PELO EQUADOR

O Equador  não é lá um país muito grande e as distâncias entre as principais cidades turísticas, geralmente, são facilmente percorridas de ônibus. Nós usamos avião apenas para ir para Galápagos, até porque não existe outra alternativa, né? rs. Fora isso, optamos sempre pelo ônibus.

Viajar de ônibus no Equador é muito tranquilo e barato. A oferta é grande, embora nem sempre se consiga ter informações precisas pela internet. Eu uso muito o Rome2Rio para planejar, mas não confio 100% nele pois as informações podem estar desatualizadas e, principalmente, faltosas também. Ele é bom pra se nortear, nas é sempre melhor confirmar os horários e a frequência in loco.

Não é preciso, e acho que nem possível, comprar passagem com antecedência pela internet. O negócio é comprar lá na hora mesmo ou, no máximo, com antecedência de 1 dia ou 2. Via de regra, os ônibus são confortáveis, baratos e costumam ser pontuais. O cálculo que se faz é mais ou menos 1 a 2 dólares por hora de viagem.

dicas equador
Tem viagem que cada uma vai sentada sozinha em 2 poltronas, mas em outras a gente vai em pé e outras, na cabine ao lado do motorista
Mas antes de se aventurar de ônibus pelo país, é bom estar ciente que:
  • É muito comum pegar ônibus no meio da estrada. Muitas vezes, os ônibus nem entra na cidade que você deseja ir, aí é preciso descer ou subir na estrada mesmo. Em alguns lugares há algo como um "ponto de ônibus", um local onde ficam outras pessoas também, isso geralmente acontece nos trevos de entrada das cidades. Mas, em outros lugares, não. O ônibus para em absolutamente qualquer lugar, basta ter alguém querendo subir ou descer. 
  • Os ônibus são sempre muito barulhentos. Alguns tem música alta tocando nos alto-falantes espalhados pelo ônibus. Mas a maioria tem uma TV lá na frente, atrás do motorista, passando algum filme de ação ou guerra, em geral. O som é extremamente alto, em especial nas cenas de tiros, lutas e perseguições, onde prepondera o som original e não a dublagem. É tão alto que às vezes eu não conseguia ouvir o som que saía do meu fone de ouvido e chegava até me dar enjoo e dor de cabeça. Já vá sabendo! Ou torça pra pegar um filme mais tranquilo. 
Para deslocamento dentro das cidades, os ônibus também são uma boa alternativa, principalmente se quiser economizar, visto que eles são muito baratos. Táxi (e uber nas cidades maiores) também tem preços justos.

HOSPEDAGEM NO EQUADOR


De uma maneira geral, a oferta de hospedagem no Equador é ampla e variada. Os preços são justos e acessíveis. É possível encontrar desde opções realmente baratas e mais simples até hotéis de luxo, pra quem tiver podendo esbanjar.

Mesmo com o dólar super valorizado os preços de hospedagem não costumam assustar. Nós pagamos diárias em torno de 30 dólares em quarto duplo. Ou seja, a diária saiu por pouco mais de 60 reais por pessoa (considerando que compramos dólar por 4.10 a 4.20 no final de 2019). Já em Galápagos, essa média aumentou para 40 e poucos dólares.

Mas assim, dá pra pagar ainda mais barato do que isso, claro! E infinitamente mais caro também! Óbvio! Tudo vai depender do estilo de viagem e do nível de exigência de cada um. Eu sou bem criteriosa na escolha de hospedagem, não preciso de luxo e não tenho frescuras. Procuro sempre um lugar limpo, confortável e bem localizado.

dicas do equador
Prédio lindo e histórico do Selina, em Cuenca.
O lugar é um hostel, mas tem quartos privados também (e minha amiga ficamos em um duplo). 

Também gosto de conferir as avaliações do Booking. Costumo priorizar notas acima de 8 e leio sempre os comentários antes de escolher um lugar para ficar. Sim, dá um certo trabalho e leva tempo. Mas vale a pena para encontrar um bom custo x benefício. Raríssimas vezes eu errei na escolha ou cheguei num lugar achando que era de outro jeito.

Em mais de 90% das minhas viagens, eu utilizo o Booking como fonte de pesquisa e para reservar hospedagem, especialmente fora do Brasil. E não é só porque eles são parceiros do blog não, eu realmente uso e recomendo porque acho super confiável!

Então pode usar sem medo! E se o fizer, dê preferência pra usar o nosso link do Booking. Seja esse link direto ou qualquer outro desse texto ou de qualquer outro. Ou ainda o banner que fica na lateral direita ou essa caixinha aqui abaixo. Bom, opções não faltam! rs

Você não pagará absolutamente nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter, já que eu ganho uma pequena comissão toda vez que vocês usarem algum link daqui! 😃

Booking.com



CULINÁRIA DO EQUADOR


Não dá pra eu falar que eu tenha amado a comida do Equador! O que não quer dizer que ela seja ruim, eu é que sou meio enjoada pra comida mesmo. Mas eu comi algumas coisas bem gostosas no país, na há como negar. 

Pra mim, os destaques vão para o Locro de Papa (uma sopa cremosa feita de batatas e queijo, ótima pros dias gelados) e várias pratos feitos de Verde (massa de banana verde), como tortillas em geral, o Bolón e o Tigrillo. Tem também o Maduro (banana assada geralmente com queijo) As Humitas (algo tipo uma pamonha) e especialmente os Tamales (algo como uma polenta recheada envolvida na folha de milho ou banana) também são bem gostosas. 

Ainda no quesito lanches, as Empanadas de viento (apesar do nome, elas tem recheio rs) são bem comuns por lá e diferentes das vendidas na Argentina e no Chile. Também se encontra Salchipapas (batata e salsinha fritas), Ceviche e Nachos em todos os lugares.

E uma coisa que achei muito legal é que, na maioria dos restaurantes, é servido uma entrada grátis que, geralmente é milho torrado (tipo amendoim) ou estourado, a nossa boa, velha e deliciosa pipoca. Também é muito comum servirem amendoim e banana chips.

Tudo isso é facilmente encontrado nas vendas e mercados, sendo uma excelente opção pra ter na bolsa como lanchinho no meio do dia ou nas trilhas.

Uma das minhas cervejas locais prediletas, com pipoca grátis de entrada. Acima, milho torrado servido também como entrada grátis e o delicioso locro de papa que nos manteve aquecidas no frio congelante de Quilotoa.

Acho que um dos pratos mais populares, que pode ser encontrado em todo lugar é o Seco de Pollo (frango) mas tem Seco de outras carnes também. O prato consiste em uma coxa de frango (ou algum pedaço de outra carne) com molho e arroz. Comi uma vez e não achei graça.

O Cui (Porquinho da Índia), o Chanco Hornado (porco inteiro assado), as Fritadas (qualquer carne frita) e o Encebollado (ensopado de peixe com mandioca e cebola crua) também são pratos super típicos do Equador. Além disso, é muito comum pratos feitos com órgãos de animais, especialmente com intestino. Não me lembro dos nomes e não cheguei a experimentar nenhum deles.

Então, assim, em relação principalmente lanche e mesmo jantar eu aproveitei bem as comidas locais. Agora, em se tratando de comida pra almoço, as opções de comida típica PRA MIM já eram mais restritas. Por isso, acabei comendo mais comida, digamos, internacional. E, claro, acabei pagando mais caro por isso.

Um prato local, geralmente, não custa mais do que 3 dólares. E geralmente vem com uma entradinha e às vezes até uma bebida e/ou sobremesa. Já um prato de culinária internacional sai pelo dobro ou o triplo do preço.

Isso no continente, em Galápagos, alimentação é muito mais cara! Até é possível encontrar comidas locais por 5 a 8 dólares, mas via de regra uma refeição não sai por menos de 10 dólares. Dependendo do restaurante, você poderá pagar 15, 20 ou mais de 30 dólares num prato individual. 

Na região da costa e em Galápagos, os frutos do mar e peixes são o carro chefe! Acho que comi peixe praticamente todos os dias lá. Eles são frescos e muitas vezes são exigidos na entrada do restaurante, aí você pode escolher qual quiser comer. O destaque aqui vai para o Brujo, um peixe típico do local!

dicas equador
Brujo, o peixe típico de Galápagos.
Pagamos 20 dólares (10 pra cada) nessa refeição.  

Ahhh um aviso importante: os equatorianos amam coentro! Eles colocam em absolutamente tudo! Sei que coentro é algo bem polêmico e muita gente não gosta. Então fiquem cientes e se odiarem, peçam pra tirar, se possível! Eu não amo, mas também não odeio.

Em relação a bebidas, o Morocho (algo como uma canjica) e o Canelazo (bebida alcoólica feita com canela e açúcar ou rapadura) são muito consumidos e encontrados em toda esquina. Eles também bebem bastante sucos (feitos com água) e batidos (com leite) e possuem frutas bem diferentes e saborosas. Bom, e para lugares com altitude elevada nada melhor que um chá de coca pra aliviar os sintomas do soroche.                                         

Mas o destaque aqui, pra mim, vai para a cerveja artesanal equatoriana. Fiquei impressionada com a qualidade e mesmo a variedade de cervejarias locais do Equador. Preciso nem falar que eu "nadei de braçada", né? 🍺💓 Também não preciso dizer que elas custam, pelo menos, o dobro das cervejas comuns. Infelizmente! Mas fazer o que? Prioridades, né mores? rs

dicas equador
Da direita pra esquerda: canelazo, chá de coca e uma régua de prova com várias cervejas artesanais locais. 


Tem muito mais dicas e fotos no Instagram, já viram? É só entrar lá e procurar pela hashtag #RêvivendooEquador. Além disso, salvei todos os vídeos que fiz nos destaques,  tá tudo separado por destinos. Tem, inclusive, um destaque só com as dúvidas e perguntas que me fizeram. Não deixem de conferir!  www.instagram.com/revivendoviagens



--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!





➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem america do sul 728x90



➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!




✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente aqui