22

Roteiro de viagem à Bolívia

Renata Campos | 14.12.13 |
Bolívia

Ao contrário de muita gente que, por falta de conhecimento ou de bom gosto mesmo, torce o nariz pra Bolívia, eu estava, há anos, doida pra conhecer o país. Ensaiei, por várias vezes, fazer o combo Peru + Bolívia + Chile mas, por uma série de motivos, essa viagem nunca saiu do papel.

No ano passado, graças a uma dessas maravilhosas promoções de passagens aéreas, fui ao Peru, no feriado de outubro. Como eu só tinha pouco mais de uma semana disponível, acabei conhecendo só Lima, Cusco e Machu Picchu. Mas os planos de fazer Bolívia e Chile (Atacama) permaneciam mais vivos do que nunca. Já esse ano, novamente no mesmo feriado de outubro, fui, com uma amiga, à Bolívia (Atacama vai ficar pra próxima ainda).

Nosso tempo era curto, o que tornava a logística relativamente complicada. Ainda mais porque trocamos milhas e fomos de Gol, que só voa para Santa Cruz de la Sierra, cidade que, além de ser longe de tudo o que pretendíamos visitar, também não tem nada muito interessante pra ser visto.Tentamos muitas maneiras de fazer esse roteiro, pensamos em várias possibilidades de por onde começar a viagem, onde terminar, por onde passar, quais os meios de transporte, etc, etc e etc. Acabamos fazendo da seguinte maneira:

11-Oct sexta-feira BH-Sta Cruz-La Paz Avião  Milhas 
Avião  620 BOB ± R$ 210,00 
12-Oct sábado La Paz
13-Oct domingo La Paz - Uyuni Avião  810 BOB ± R$ 275,00
14-Oct segunda-feira Uyuni
15-Oct terça-feira Uyuni
16-Oct quarta-feira Uyuni-La Paz Ônibus 230 BOB ± R$ 78,00
17-Oct quinta-feira La Paz-Copacabana Ônibus 25 BOB ± R$ 9,00
18-Oct sexta-feira Copacabana - Isla do Sol Barco  25 BOB ± R$ 9,00
19-Oct sábado Iha do sol - Copacabana Barco  20 BOB ± R$ 7,00
Copacabana - La Paz Ônibus  30 BOB ± R$ 10,00
La Paz - Sta Cruz Avião  620 BOB ± R$ 210,00 
20-Oct domingo Sta Cruz-BH Avião Milhas

Mapa com nosso roteiro pela Bolívia

Chegamos em La Paz já à noite, depois de um dia inteiro viajando.Como o cansaço e os efeitos da altitude já estavam batendo, comemos uma pizza no hostal mesmo e fomos dormir. Ficamos hospedadas no hostal La Posada De La Abuela Obdulia (leia mais sobre ele no post Hospedagem em La Paz). No dia seguinte, fizemos um tour que compramos na agência que fica no pátio do hotel. Fomos no Valle de la Luna, no Mirador Killi Killi, Plaza Murillo, com o Palácio do Governo e, por fim, a Calle Jaen, com seus vários museus e a galeria do ótimo artista boliviano Mamani Mamani.

Da esquerda pra direita: Vista do Mirador Killi Killi, Calle Jaen, Casa do Governo e Valle de la Luna. La Paz. 

No próximo dia, como já iríamos para Uyuni à tarde, ficamos só ali próximo ao hotel mesmo. Fomos ao Museu da Coca, à Igreja de São Francisco, à famosa Calle de las Brujas com todas suas esquisitices, às lojas de artesanatos e roupas e à feira ao ar livre que ocupa grande parte da Avenida Illampu e onde você encontrará de tudo e um pouco mais!

Para saber mais detalhes do que fazer em La Paz, leia: RêVivendo La Paz.

Centro histórico de La Paz

Para ir à Uyuni, de onde saem os tours para o deserto de sal, existem várias opções: ônibus turístico, ônibus + trem, ônibus + ônibus ou avião. Optamos pelo avião que, apesar de ser a opção mais cara, nos pareceu a melhor devido a uma série de fatores que explicarei melhor em um outro post. Mas não foi beeem assim não. O avião era um daqueles minúsculos, que só cabem 18 pessoas. Até aí tudo bem, eu já tinha viajado outras 2 vezes com um desses e foi super tranquilo. Mas dessa vez não! Chovia muito e o avião chacoalhou durante todo o percurso de uma hora e meia!!! Ele balançava tanto que metade das pessoas passou mal enquanto a outra metade rezava pro avião não cair! Tenso! Bem tenso!

Veja mais detalhes sobre o vôo aqui: Viajando de avião entre La Paz e Uyuni


Mas, enfim, chegamos à Uyuni sãs e salvas, mas com o estômago, ou melhor, todos os órgãos revirados! Comemos uma pizza no bar do Hostal La Magia de Uyuni, onde ficamos hospedadas e fomos dormir. No dia seguinte, acordamos cedo pra achar um tour pro Salar. Rodamos várias agências e acabamos fechando com a primeira que tínhamos entrado, a Oasis, por 700 bolivianos (ou 100 dólares). Mas, só depois que começamos a viagem é que percebemos que o carro era da Gaviota! Na hora ficamos com receio, mas deu tudo certo! E, conversando com outras pessoas e lendo alguns relatos depois, descobri que isso é relativamente comum por lá! Ou seja, o jeito é contar com a sorte mesmo! E isso, graças a Deus, nós tivemos! Correu tudo maravilhosamente bem! 

Fizemos o tour de 3 dias que, resumidamente, consiste em:
1° dia: Saímos de Uyuni e a primeira parada foi uns 5 minutos depois, no Cemitério de trens. Fomos então a Colchani, onde ocorre a extração do sal e depois paramos num povoado onde tem um mini museu de sal e várias barraquinhas de artesanato. Almoçamos no antigo Hotel de Sal (hoje transformado em museu de Sal). É lá também que fica a "praça" com várias bandeiras do mundo todo. E por fim, fomos a Isla del Pescado, lugar lindíssimo de onde se tem, lá de cima, uma bela vista de todo o Salar. Vale a pena fazer toda a trilha que dá a volta à "ilha". Chegamos ao nosso alojamento, no fim do dia, ainda antes de escurecer.

Bolívia
1° dia: tour pelo Salar de Uyuni

2° dia: Esse é o dia de conhecer as lagoas. Fomos à Laguna Cañapa, Laguna Hedionda, Laguna Chiarcota e Laguna Honda, além do deserto de Siloli, da árbol de piedra e do mirante do vulcão Ollague. Terminamos o dia visitando a linda Laguna Colorada que ficava bem em frente ao nosso alojamento.

Bolívia
2° dia: tour pelas lagoas

3° dia: Dia de madrugar. Saímos pouco depois das 5hs da manhã debaixo de um frio de -8°C pra visitarmos os geiseres e as fumarolas, as águas termais (não esqueçam de levar biquíni/calção de banho), o deserto de Salvador Dalí, a Laguna Verde, ao Valle de Rocas e a cidadezinha de San Cristobal. Chegamos de volta à Uyuni por volta das 18:30. Foi só o tempo de comermos algo e já pegar o ônibus de volta à La Paz que saía às 20hs.

Saiba mais sobre a viagem de ônibus aqui: Viajando de ônibus entre Uyuni e La Paz

Bolívia
3° dia do tour

Chegamos na rodoviária de La Paz pouco depois das 6:30 da manhã. Pegamos um táxi até o cemitério para, de lá, pegarmos um ônibus para Copacabana. Tentamos achar um lugar decente pra tomarmos café, impossível! Compramos umas bobeiras industrializadas em uma das várias barraquinhas que vendiam comida por lá. Ficamos fazendo hora até as 8hs, quando saiu nosso ônibus. A viagem demorou quase 5hs pois pegamos um trânsito horroroso na saída de La Paz! Sem falar que, como era um ônibus de linha, parava toda hora pra deixar e pegar passageiros. Na volta, pegamos um ônibus turístico, pouca coisa mais cara, mas que não parava pelo caminho. 

Chegamos em Copacabana, deixamos as mochilas na pousada La Aldea del Inca, fomos almoçar e dar uma volta na cidade. A ideia era subir o Cerro Calvario para assistir ao pôr-do-sol. Mas estávamos muito cansadas da viagem e a altitude ainda piorava tudo, principalmente nas subidas. Resolvemos ficar no hotel mesmo, confortavelmente sentadas na rede/ espreguiçadeira. Afinal de contas, não escolhemos uma pousada com vista pro Titicaca à toa, né?

Vista do Titica a partir da pousada La Aldeia del Inca

No dia seguinte, pegamos o barco das 8:30 para a Ilha do Sol. Depois de mais de 2hs de viagem, descemos no norte da Ilha. A ideia era fazer a travessia para a parte sul, mas o cansaço, a altitude, o calor e o sol nos fizeram mudar de ideia. Fizemos apenas uma caminhada de mais ou menos 1:30 até a ponta mais ao norte da ilha e voltamos. Pegamos o barco que saía do norte para o sul às 13:30. Quando chegamos ao sul, almoçamos num restaurante ainda na parte baixa da ilha, om uma vista linda do Titicaca. No meio da tarde, resolvemos subir a longa escadaria (bota longa nisso) até nosso hostel, o Inca Pacha. A subida é puxada, é fato! Mas vale muitíssimo a pena. A vista lá de cima é maravilhosa e compensa todo e qualquer esforço. Só de poder assistir ao nascer do sol no conforto da varanda do hostel e depois voltar a dormir, já valeu, né?

Bolívia
Lado Norte da Ilha do Sol
Bolívia
Lado Sul da Ilha do Sol

E aí, começou o início do fim da viagem! Pegamos o barco das 10:30 de volta à Copacabana. Aí foi só o tempo de almoçar e buscar a mochilona na pousada, já que fomos pra Ilha do Sol só com a mochilinha de ataque (recomendo que façam o mesmo). Pegamos o ônibus de volta pra La Paz às 13hs e, de lá, fomos direto pro aeroporto. Nosso voo para Santa Cruz de la Sierra era às 21hs, mas como chegamos bem mais cedo ao aeroporto, conseguimos adiantar nosso voo. Pra isso, precisamos pagar apenas 60 bolivianos (± R$ 20,00) por pessoa.

Depois de um dia inteiro viajando, voltamos ao caloooor de Santa Cruz! Dessa vez, saímos do aeroporto, mas só pra dormir mesmo. Quer dizer, também deu tempo de tomar umas cervejas no bar do hostel. Ficamos no Jodanga Backpackers Hostel, que é excelente por sinal.

                       

No dia seguinte, nosso vôo era as 13hs. Não conhecemos nada da cidade, mas o pouco que vimos durante o caminho de ida e volta ao aeroporto já deu pra perceber o quanto Santa Cruz é diferente de La Paz, ou de outra cidade qualquer pela qual passamos na Bolívia. Até as pessoas, as roupas, os carros, as construções, as casas, as lojas, tudo é diferente! Santa Cruz é uma cidade grande, comum e globalizada. Dessas que se você tirar uma foto da rua e mostrar pra alguém, a pessoa não terá a mínima noção de onde é. Poderia estar em qualquer lugar do mundo!

Ah.. uma informação importante: é preciso pagar uma "taxa de aeroporto" toda vez que for voar na Bolívia, seja voo doméstico ou internacional. Portanto, se programe e deixe um dinheiro reservado para isso, pois a taxa só pode ser paga em dinheiro, nada de cartão  (veja os valores na foto abaixo).



Fiquem de olho porque, em breve, sairão os posts detalhados de cada um dos destinos bolivianos!

Viajando de ônibus entre Uyuni e La Paz
Viajando de avião entre La Paz e Uyuni

La Paz

RêVivendo La Paz
Hospedagem em La Paz


--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!





➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem america do sul 728x90



➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!



✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

22 comentários :

  1. Ahhhhhhh!
    Rêvivi tudo!!! : )
    Deu até saudade da falta de ar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha... disso eu não sinto saudade não!! rsrs

      Excluir
  2. Gostei bastante do Relato!! Parabéns!! Qual foi o Valor do passeio em Uyuni?

    ResponderExcluir
  3. Ei Gledson, Obrigada!! :-)
    Achei que tivesse colocado o valor! Vou até corrigir isso, valeu!
    Mas pagamos 100 dólares pelo tour de 3 dias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gledson Oliveira Raymundo13.1.14

      Obrigado Re!!

      Excluir
  4. Oi, Rê. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais
    Natalie - Boia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Natalie, obrigada!!
      Sempre um prazer fazer parte da #Viajosfera!! :-)

      Excluir
  5. Oi Luis, que bacana! :-)
    Então, dá pra reservar hospedagem daqui sim, Eu mandei um e-mail (o link tá lá post sobre hospedagem em Cuba) para o pessoal da casa que eu fiquei. Achei super tranquilo e é bem mais barato!
    Não sei te dizer se outras companhias aéreas também vendem o visto. Mas acho que se você ligar direto para a cia aérea, deve conseguir essa informação.
    Quanto ao dinheiro, o melhor é levar euro ou dólar canadense. Que são 2 moedas muito bem aceitas e você consegue fazer câmbio em qualquer lugar. O dólar americano não é indicado porque eles cobram uma taxa a mais na hora da conversão... reflexos da "guerra fria" entre EUA e Cuba!
    Ahh.. não se preocupe. Eu também hablo portunhol.. haha

    ResponderExcluir
  6. Vagner Pereira3.9.14

    Show ! Poucas pessoas se interessam por viajar pela américa do sul. Mas acho fantástico, um dia quero fazer essa viagem de carro.
    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Vagner!
      O que é uma pena! A América do Sul é linda e tem paisagens únicas de deixar qualquer um de queixo caído! Sou fã número 1!

      Excluir
  7. Oi Renata, tudo bem??
    Muito bacana seus registros, da pra tirar um bom norte pra galera iniciante nos mochilões.
    Dia 26/12 vou pra um mochilão com minha namorada pela Bolívia, Peru e Argentina e queria que você tirasse umas dúvidas:
    Dinheiro, levo só dólar pra trocar lá ou devo levar picado o dinheiro dos países?
    2ª pele, blusa corta vento... Compra aqui ou compra la?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee.. obrigada! :-)
      Essa questão de dinheiro é bem complicada e polêmica.. rs
      Eu, particularmente, não acho que seja vantagem levar dólar pra América do Sul... ainda mais com esse preço atronômico que o dólar está ultimamente! Eu costumo levar real mesmo, além de ser mais cômodo, sempre quando você faz câmbio, você não só perde uma graninha na conversão como paga taxas também. E aí depois você terá que fazer o mesmo (e perder um pouco de dinheiro novamente) pra trocar o dólar pela moeda local. Mas há quem defenda fervorsamente levar dólar!
      Mas uma coisa é consenso, quando o dinheiro vale mais que o nosso (como nesses 3 países que você vai) sempre faça o câmbio lá! Não vale a pena trocar dinheiro aqui não. Leve real (ou dólar) e troque lá.
      Quanto às roupas, depende. Em quais cidades exatamente você vai? Por onde vai começar a viagem? Você terá tempo de sobra pra bater perna fazendo compras? Desses 3 países que você cita, eu achei as coisas bem em conta em La Paz, mas tem muita coisa falsificada também, tem que ficar de olho. Nas outras cidades da Bolívia, não sei dizer. No Peru nem passei perto de lojas.. rs. E na Argentina, o único lugar que achei as coisas baratas mesmo foi em Ushuaia. Em Buenos Aires, as poucas coisas que vi, eram caríssimas.
      Se você procurar direitinho aqui você consegue preços bons e bem semelhantes e até melhores do que fora! Segunda pele tava em promoção na Decathlon (uma amiga comprou esses dias) e a Centauro também costuma ter bons preços.
      Bom, acho que é isso!
      Boa sorte e boa viagem!

      Excluir
    2. Já tenho um pouco de dólar trocado, então nem troco mais!! Dica importante, obrigado!
      Oh, começo a viagem desembarcando em Sta Cruz depois cochabamba e Uyuni. Faço o tour e sigo pra La Paz, onde passo o ano novo. Depois Copacabana, Puno e Cuzco/machupicchu. Pego um vôo para lima e outro para Buenos Aires. Tudo isso em 19 dias rsrs pela sua dica tb compensa mais comprar essas coisas por aqui. E nessa época que vou, muito calor, muito frio?? Tem algum lugar que mostra como foi a temperatura no ano passado que eu possa ter uma ideia das roupas pra levar?

      Excluir
    3. Bom, pelo seu roteiro, o melhor mesmo deve ser já comprar as roupas aqui mesmo. Sta Cruz é um calor infernal, Cochabamba não conheço mas acho que não é muito frio não. E aí você já vai pra Uyuni que é o lugar onde vai pegar o maior frio de toda sua viagem! Aí já precisa estar preparado! E lá não tem muito como escapar do frio não, por causa da altitude vai se sempre frio em qualquer época do ano. La Paz também é sempre fria (menos que Uyni) porque é bem alta também. Mas durante o dia, com sol, até faz um calorzinho. Copacana quase a mesma coisa.
      Já Cusco e Lima, fui em outubro e estava frio, mas nada demais. Machu Picchu só fez frio de manhãzinha e depois o sol rachou e eu tive até insolação... passei muito mal, tive até febre! Bom, mas dizem que janeiro chove muito por lá! Tanto que muitos consideram não ser uma época muito boa. Mas como o tempo é louco, nunca se sabe!
      E por fim, Buenos Aires faz um calor do cão no verão! Pelo menos, quando eu fui, em dezembro de 2010, estava infernal!! Tipo 35°C
      Bom, é isso! O tempo é louco, mas não foge muito de um padrão. Ponha na mala roupa de muito frio, frio médio, friozinho e calor! haha Acho que você passará por todas essas temperaturas e é bom sempre estrar prevenido pra tudo!

      Excluir
  8. Oi Renata, tudo bem?
    Poderia me indicar algumas agências que você contratou de lá para os passeios?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, tudo jóia!
      Desculpe a demora em responder, estava viajando!
      A agência que usei para fazer o tour em Uyuni foi a Oasis. Fechei lá na hora mesmo!
      Boa viagem!

      Excluir
    2. Fernanda e Renata, tudo bem? Só um adendo, quando fui, dia 26/12/14, a Oasis foi uma das últimas que abriram, e também foi um pouco difícil de achá-la (é uma portinha com a placa da Oasis em cima), mesmo perguntando pra várias pessoas. Outra dica, eu peguei um bus de Sucre sentido Uyuni, e passei perrengue! Quando fiz a compra, perguntei pra empresa em qual plataforma sairia e fui informado que era na 8, só que ele saiu de outra e perdi o ônibus. Acabei pegando um taxi particular por 200bs que fez a corrida mais maluca de todos os tempos, quase morremos! Airton Senna encarnado dirigindo feito um louco para alcançar o bus, mas deu certo!

      Excluir
    3. Outra coisa, fiz o passeio de 2 dias, conheci o Vulcan Tunupa, achei muito legal, infelizmente não peguei as lagunas (fica pra quando pegar o Chile), mas o passeio de 4 dias contempla tudo! vale a pena!

      Excluir
  9. Oi renata muito obrigada pelas informações , estao otimas!! Pretendo fazer o Uyuni. No final de outubro e tenho alguma duvidas: saio do Brazil dia 27 e volto 31, tambem meu voo sera para Sta Cruz aff, muita gente diz que o ideal e comecar em um pais e sair no outro pelo uyuni (Bolivia, chile) ... Posso entao ir e voltar pela Bolivia? E preciso mesmo ir ate la Paz Ou posso sair direto de st Cruz para uyuni de aviao? Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Você pode ir direto de Sta Cruz pra Uyuni sim. Quer dizer, direto mesmo não tem como. Tem que ir pra Sucre ou La Paz. Muita gente aproveita pra conhecer Uyuni e Atacama numa mesma viagem. Mas o seu tempo é curtíssimo, impossível! Na verdade, acho que nem dá tempo de vc fazer o tour completo no Uyni não, pois vc precisa de 3 dias inteiros. Acho complicado sair do Brasil dia 27 e conseguir estar em Uyni no dia 28 de manhã. E depois sair de Uyuni dia 30 à noite pra pegar o voo de volta no dia 31. Bom, mas dê uma pesquisada nos horários e opções de transporte pra vc montar seu roteiro direitinho!
      Boa sorte e boa viagem!

      Excluir
  10. Renata parabéns pelo post esclarecedor. Farei um roteiro semelhante ao seu:

    1 - Primeiro dia: Chegada em Copacabana às 11h30
    Partida para Ilha do Sol às 13h00
    Desembarque na Ilha do Sol (lado norte)
    Pernoite na Ilha do Sol (lado norte)

    2- Partida da Ilha do Sol (lado norte) para a Ilha do Sol (lado sul) (Horário???);
    Partida da Ilha do Sol (lado sul) para Copacabana
    Desembarque em Copacabana (Horário: ???)
    Embarque para Cusco às 17h00

    3- Chegada em Cusco às 6h00

    Como visto, estou em dúvida sobre os horários do meu segundo dia na Ilha do Sol, pois não encontrei em nenhum lugar os horários exatos que os botes partem do lado norte da Ilha do Sol para o lado sul e nem quais os horários que eles partem da Ilha do Sol para Copacabana. Preciso estar de volta em Copacabana às 17h00 para pegar o Bolivia Hop Bus para Cusco.
    Você pode me ajudar? E também gostaria de saber em qual pousada em Copacabana vocês deixaram o mochilão de vocês para embarcar para a Ilha do Sol. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jair, tudo bem?
      Obrigada!
      Bom, os horários das embarcações realmente é algo bem complicado. Eu também não consegui ter certeza dos horários antes de viajar O que posso te dizer é pra você chegar lá e se programar. Meio complicado vc tentar fazer isso antes.
      Eu não lembro os horários e mesmo se lembrasse, já tem quase 3 anos que eu fui, tudo poderia ter mudado. E outra, parece que eles realmente não são horário fixos. Às vezes nem o pessoal de lá sabia me informar.
      Portanto, chegue lá e se informe de todos os horários na hora mesmo. Só assim você conseguirá programar, com segurança, o seu dia seguinte.
      Boa viagem

      Excluir

Comente aqui