RêVivendo Viagens

RêVivendo Viagens

RêVivendo Fotografias: Piedras Rojas, Atacama

Renata Campos | 14.8.17 | | | | | Seja o 1º a comentar!!
O Atacama é um daqueles lugares únicos no mundo que não pode faltar no currículo de nenhum amante da natureza! O deserto mais seco do planeta é também um lugar onde paisagens de cair o queixo estão pra todos os lados, o tempo todo. Pra noooooossa alegria, ele fica bem "pertinho" da gente, na região norte do Chile.

Opções do que fazer por lá não faltam. São vários os passeios pra todos os gostos, desde os mais tranquilos, como relaxar nas águas quentinhas das termas de Puritama, até os mais pesados, como escaladas de vulcões. Desde os mais próximos próximos da cidade, como aqueles mais distantes, onde é preciso enfrentar algumas horas de estrada pra chegar.


Dá pra ficar mais de uma semana lá sem enjoar e sem repetir passeios, tamanha é a variedade de opções. Agora, se você tiver pouco tempo por lá e tiver que escolher o que fazer, eu só te digo uma coisa: em hipótese alguma deixe de ir em Piedras Rojas. Eu sei, é um dos passeios mais caros e mais distantes. Mas te garanto que todo o dinheiro gasto e todo sacolejo num 4x4 vão valer a pena. Faça o que tiver que ser feito, mas não corte Piedras Rojas da sua lista. O passeio não é dos mais populares e não são todas as agências que oferecem. Mas se vira e vá! 

Sério! O lugar é simplesmente espetacular! Sensacional! Maravilhoso! Me faltam adjetivos pra ele! Parece até de mentira de tão lindo! Sabe esses lugares onde você chega e seu queixo cai? Pois é! É bem isso! Indescritível a sensação de estar nesse lugar! Sério! É demais! Pelas fotos dá pra ter uma pequena ideia da beleza do lugar, mas só ao vivo pra sentir toda a emoção na pele.

Portanto, eu vou repetir: não deixe, jamais, de conhecer Piedras Rojas. Senão você irá se arrepender amargamente, hein? Quem avisa amigo é! 👍

Veja o roteiro completo dessa viagem nesse post.


RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hojePiedras Rojas, Atacama

tours no Atacama
Fala que esse lugar não é surreal de lindo?
Eu poderia passar o dia inteiro sentada aí, só observando essa beleza...
Piedras Rojas - Atacama

Continue lendo ►

RêVivendo Fotografias: Batu Caves - Malásia

Renata Campos | 7.8.17 | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
O grande motivo pra incluirmos a Malásia no nosso roteiro de viagem pra Ásia (veja o roteiro completo nesse post) foi a Batu Caves, além das Petronas Towers, claro! Eu via fotos da caverna e ficava impressionada com a grandeza daquilo tudo! 

As Batu Caves são cavernas onde foram construídos templos hindus. Muito mas do que uma atração turística, as cavernas são realmente um lugar onde as pessoas vão para fazer suas orações. Atraem, portanto, milhares de pessoas por dia. O movimento de pessoas ali, entre turistas (curiosos ou religiosos) e locais, é sempre grande e constante. Esse é um dos principais templos hindus fora da Índia, portanto vive sempre lotado.


São vários templos espalhados em lugares diferentes, sendo o principal e maior de todos, um que fica no alto de uma escadaria gigantesca de 272 degraus. A gente já começa pagando os pecados logo ali! rs Mas se serve de consolo, o salão é enorme e muito bonito. Vale a pena o esforço. Só tenha cuidado com as dezenas de macacos que ficam nas escadas roubando comida, câmera, bolsa e tudo mais que estiver "dando mole". 

Mas o que mais chama atenção no lugar, não são as cavernas em si, mas a enorme estátua dourada do Deus Murugan, que fica ao lado da escadaria que leva à caverna principal. A estátua tem 43 metros de altura! A título de comparação, ela é quase tão alta quanto a Estátua da Liberdade, que tem 46 metros, e bem maior que o Cristo Redentor, que tem "apenas" 30 metros de altura. 

As Batu Caves ficam a menos de 20km de Kuala Lumpur, a capital da Malásia. É super fácil e barato chegar lá de transporte público. Existem trens que saem da KL Sentral, a estação central de trens, metrô e ônibus de Kuala Lumpur. A passagem custa pouco mais de 2 reais e o trajeto dura cerca de meia hora. Nós estávamos hospedadas próximas à KL Sentral (no Hotel China Town Inn) mas se você não estiver, pode chegar lá de transporte público tranquilamente e de lá pegar o trem pras Batu Caves


RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hoje: Batu Caves


Batu Caves Kuala Lumpur Malásia
A enorme estátua do Deus Murugan na entrada da principal caverna das Batu Caves, na Malásia

Continue lendo ►

Dicas de Hospedagem em Natal

Renata Campos | 3.8.17 | | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
Onde ficar em Natal


Natal, a capital do Rio Grande do Norte, é uma cidade grande, super turística e cheeeia de opções de hospedagem. Mas quando a gente tem opção demais, acaba se perdendo, né? Eu pelo menos sou assim! rs. E se você é como eu, não se preocupe, que nesse post vou te dar não uma, mas DUAS dicas de hotéis em Natal, testados e aprovados por mim com "Selo de Garantia RêVivendo Viagens" 💯 hehe

Continue lendo ►

RêVivendo Fotografias: O Farol do Fim do Mundo Ushuaia

Renata Campos | 31.7.17 | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
O Farol les Eclaireurs, popularmente conhecido, como Farol do Fim do Mundo, é um dos principais cartões postais de Ushuaia, na Patagônia Argentina. O nome acaba causando uma certa confusão. Muita gente acha que esse é o clássico farol do livro "O Farol do Fim do Mundo" do Julio Verne, mas não! O do livro fica ainda mais ao sul, na Isla de los Estados, uma ilhota remota e de difícil acesso. Mas a Família Schurmann conheceu o original e conta aqui como foi. 

Já o Farol do Fim do Mundo de Ushuaia tem esse nome porque Ushuaia também é popularmente conhecida como Fim do Mundo, por ser a cidade mais ao sul do planeta. Então acaba que tudo lá é referente a isso, tem o farol do fim do mundo, o trem do fim do mundo, a estação do fim do mundo e por aí vai... rs.


Bom, mas o farol do fim do mundo de Ushuaia fica numa ilhota no meio do Canal de Beagle, que é famoso por ser o local onde os oceanos Pacífico e Atlântico se dividem. Existem vários passeios de barco que fazem paradas no farol, mas não é permitido desembarcar na ilha. Eles podem ser comprado lá no porto de Ushuaia mesmo, ou através de alguma agência de turismo na cidade ou no própria hotel. O passeio mais popular dura em torno de 3 horas, visita outras ilhas e passa por várias paisagens lindas! Vale a pena pra relaxar e apreciar a vista linda! 


RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hoje: O Farol do Fim do Mundo de Ushuaia


O que fazer em Ushuaia Patagônia Argentina
O belo Farol les Eclaireurs, também conhecido como Farol do Fim do Mundo, em Ushuaia, na Patagônia Argentina.

Continue lendo ►

Trilha pra Laguna Torre - El Chaltén

Renata Campos | 28.7.17 | | | | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
El Chaltén Patagônia Argentina


A maioria das pessoas que vai à Patagônia Argentina acaba visitando basicamente El Calafate e Ushuaia, que são cidade maiores e providas de aeroporto. Mas a pequena El Chaltén - que fica a 3 horas de ônibus de El Calafate - merece, e muito, ser incluída no roteiro. Das 3 foi a minha cidade preferida! 

A cidade em si mesmo não tem nada demais, mas a natureza ao seu redor é de deixar qualquer um de queixo caído! Por isso, ela é visitada basicamente pelos amantes de trekking e escalada. É, inclusive, um dos melhores lugares de escalada do mundo. E tem picos maravilhosos e internacionalmente conhecidos como o Fitz Roy, o Cerro Torre entre outros, que atraem escaladores de todo o mundo.
Continue lendo ►

RêVivendo Fotografias: Pôr do Sol na Pedra Furada em Jeri

Renata Campos | 24.7.17 | | | | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
Jericoacoara tem o poder de "produzir" pôres do sol ma-ra-vi-lho-sos, desses de cair o queixo. Por isso mesmo, um dos principais programas de Jeri é assistir ao pôr do sol. Não importa onde, nem como, (quase) todo mundo larga tudo o que está fazendo pra apreciar esse espetáculo. 

Quem me acompanha nas redes sociais viu que eu acabei de voltar da minha 2a viagem a esse pedaço de paraíso! Se você não viu, entra lá no Instagram do blog @revivendoviagens e procure pela hashtag #RêVivendoJeri.  

Eu até fiz um post aqui sobre a Duna do Pôr do Sol de Jeri, um dos principais lugares onde todos se reúnem no fim do dia. Maaaasss também existem outros ótimos locais pra assistir ao pôr do sol. Ainda vou escrever um post específico sobre todos esses lugares, mas no RêVivendo Fotografias de hoje vou falar de um dos mais especiais: o pôr do sol na Pedra Furada, um dos cartões postais de Jeri. 

No mês de julho, o sol se põe exatamente dentro da Pedra Furada. Então, caso você esteja lá nessa época do ano, não deixe de apreciar esse momento único! É muito lindo! Um verdadeiro espetáculo que dura apenas alguns poucos minutos. Então, nem ouse piscar! haha

Se a Pedra Furada já fica cheia de turistas durante todo o dia e o ano todo, você já pode imaginar que no pôr do sol esse número seja ainda maior, né? Em julho então... todo mundo quer assistir a esse espetáculo único. Quando eu cheguei lá tinha uma multidão de gente sem noção tirando fotos lá dentro da pedra e parados logo na entrada, atrapalhando a visão da maioria. Minha amiga viu aquilo e tratou de andar mais um pouco e escolher um lugar pra garantir que veria o pôr do sol na praia mesmo. Mas eu não! Afinal de contas, eu tinha ido ali pra ver o sol se pondo DENTRO da Pedra Furada e, por mais que parecesse impossível, eu acreditava que acharia um "lugar ao sol". Dito e feito! Deu certo! 


Não sei se sempre fazem isso, eu espero que sim, mas quando estava bem próximo do sol se pôr um guia resolveu organizar a bagaça. Traçou um risco na areia e pediu pra todo mundo se afastar e ficar atrás da marca. Assim, todos conseguiriam ver o sol se pôr sem ninguém na frente pra atrapalhar. E assim foi feito! Quer dizer, tem sempre um bacaca ou outro que quer dar uma de espertinho e insiste em ficar ali atrapalhando todo mundo. Mas a galera não perdoa! Todo mundo começou a vaiar e pedir pras esses babacas saírem de lá. Alguns reclamaram, mas mas o que importa é que deu certo! E o pôr do sol foi liiiindo! 

Portanto, chegue cedo e escolha um bom lugar pra ficar. A dica é: pergunte pros vendedores de bebidas que estão ali tooodos os dias com seus isopores, onde é o melhor lugar pra ver o sol se encaixando no meio da pedra. Vá pra lá e não arrede o pé, mesmo se tiver um monte de gente na sua frente, uma hora eles irão sair! Esse lugar vale ouro! rs.

Mas quem quiser conhecer a Pedra Furada vai ter que fazer um esforcinho. É que devido à quantidade de pedras só dá pra chegar lá caminhando. Existem 3 caminhos diferentes:

1⃣ A partir da Praia do Preá, que é o caminho mais fácil e curto. É por onde a grande maioria das pessoas chega seja de buggy, ao fazer o passeio da parte leste, ou de Hilux saindo da vila. Seja como for, eles só podem fazer uma parte do trajeto e o resto é por sua conta! 

2⃣ A partir do Serrote, uma serrinha que liga a vila à praia onde a Pedra está. O caminho é basicamente plano, só chegando lá mesmo é que é preciso descer (e na volta subir 😥) um paredão pra ter acesso à praia. 

3⃣ A partir da Praia Principal, passando pela Praia da Malhada. Se a maré estiver baixa dá pra fazer o percurso todo pela praia e é bem bonito e agradável, tem umas piscinas naturais e umas caverninhas no caminho. Agora, se a maré estiver alta ou subindo, uma parte terá que ser feita pelo Serrote também. 



RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hojePôr do Sol na Pedra Furada de Jeri


Por do sol Pedra Furada Jeri em julho
Só no mês de julho você tem a oportunidade única de ver o sol se pondo dentro da Pedra Furada em Jeri.

Continue lendo ►

RêVivendo Fotografias: Battery Park NYC

Renata Campos | 12.6.17 | | | | | | Seja o 1º a comentar!!
Nova York é um dos meus lugares prediletos no mundo! 
Eu não costumo repetir lugares (tem tantos pra gente conhecer e tão pouco tempo e dinheiro pra isso) mas Nova York é uma exceção à essa "regra". Já fui várias vezes e ainda vou voltar outras tantas! 

O bom de visitar um lugar muitas vezes e que a gente acaba curtindo tudo de uma maneira diferente, sem aquela obrigação de ter de visitar todos os pontos turísticos. Dá pra revisitar, e curtir com calma, aqueles nossos lugares preferidos. Eu tenho vários lugares preferidos em Nova York, eu diria que quase a cidade inteira! Hahaha Já falei em um outro RêVivendo Fotografias sobre o Central Park, que eu não deixo de visitar toda vez que vou à Nova York. 



Outro lugar que eu adoooro é o Battery Park. Gente, que delícia de lugar! Cada vez que vou, descubro algo diferente. Ele não é tão gigantesco como o Central Park, aliás, é bem "magrinho", mas é comprido. Caminhar por ali, apreciando a vista linda do Hudson River é um programão e tanto. E também rola de alugar uma bike e pedalar por lá. Muita gente também vai pra fazer piquenique. E outros ficam sentados nos banquinhos estrategicamente posicionados "só" apreciando o vai e vem de pessoas e a vela vista, se for no fim do dia pra apreciar o pôr do sol, então... é um espetáculo à parte! 

Na minha última ida à Nova York (2016), eu conheci o há pouco inaugurado Le District, um mercado francês bem no estilão do italiano Eataly. Ele funciona no Brokfield Place, um shopping bacaninha, que tem vista pro Battery Park. Comi o melhor croissant e o melhor cookie da minha vida ali! Dá água na boa só de lembrar! Super recomendo uma passadinha por ali pra provar as delicinhas do lugar. E o bacana é que tem várias mesinha externas pra você ficar apreciando a vista do Battery Park. Ahh e ainda rola um wifi grátis ali. Te convenci agora? rs

Confira aqui todos os post sobre Nova York.

Existem vários atrativos ao longo do Battery Park e super vale a pena caminhar pu pedalar por ele todo, do início ao fim! É muito lindo! E uma coisa super bacana é que, a cada estação do ano, o lugar se transforma completamente! No verão é tudo muito verde e vivo, na primavera tudo florido, no inverno a neve toma conta, e no outono todas as folhas ganham aquele alaranjado liiiindo! Ou seja, tem que visitá-lo várias vezes pra conhecê-lo por completo! 


RÊVIVENDO FOTOGRAFIAS 
Toda segunda-feira, uma viagem é revivida aqui através de uma fotografia. 
Foto de hojeBattery Park


Battery Park Nova York
Parte o lindo Battery Park em Nova York
(Reparem lááá no fundo, entre 2 árvores, a Estátua da Liberdade! Tem outros lugares do Parque, onde é possível vê-la de mais perto)

Continue lendo ►

Vale do Matutu - Aiuruoca

Renata Campos | 2.6.17 | | | | | | | 4 Comentários
Vale do Matutu Airuoca

O Vale do Matutu é um bairro rural da cidadezinha de Aiuruoca, situado a 20km (em estrada de terra) do centro da cidade. Faz parte da Área de Proteção Ambiental (APA) Serra da Mantiqueira e é uma região muito bonita e com muito verde. O Vale é um dos principais atrativos de Aiuruoca. Você pode tirar um, dois ou vários dias para conhecê-lo e até mesmo ficar hospedado lá.

Continue lendo ►