2

Dicas de hospedagem em Roma

Renata Campos | 15.4.15 |
Hospedagem em Roma


Roma é uma cidade enorme e opções de hospedagem não faltam. Tem pra todos os bolsos e gostos. Eu já falei aqui, em outros posts, que eu sou fã de um bom hostel. Quando estou viajando sozinha então, como foi o caso, eu nem penso 2 vezes. Não apenas porque é uma opção mais em conta mas também pela socialização. Num hostel você não precisava ficar "preso" num quarto de hotel, você tem as áreas comuns, que geralmente são muito bacanas, ou mesmo os bares dentro do próprio hostel. Sem falar na possibilidade de conhecer gente do mundo todo e, inclusive, fazer novas amizades ou amor(es), por quê não? rs

Para ajudar você se programar: 10 atrações gratuitas em Roma

Fiquei hospedada em 2 hostels diferentes! No 1°, o The Yellow, fiquei 5 noites. Fui então pra Pisa e Florença e voltei pra Roma só pra passar uma noite e pegar o vôo pra Malta. Aí optei pelo Alessandro Palace. Não porque eu não tenha gostado do primeiro, mas eu quis experimentar outro lugar. 

Localização, pra mim, é o segundo item mais importante quando vou escolher hospedagem (o primeiro é o preço). E aí acabei ficando em 2 hostels praticamente vizinhos, como vocês podem ver no mapa abaixo. Mas a localização ali era tão boa que achei melhor não arriscar, ainda mais que eu estava viajando sozinha. Os 2 hostels ficam numa área bem tranquila, cheia de restaurantes bonitinhos com mesas na calçada, pontos de ônibus e de metrô. Mas o melhor de tudo, era estar a 5 minutos a pé do Terminal de trens Termini, o principal da cidade e de onde saem e chegam os trens para outras cidades italianas (e européias), de onde saem e chegam o ônibus e o trem para o aeroporto também.

Hospedagem em Roma
Mapa de localização dos Hostels The Yellow e Alessandro Palace e seus arredores

Sem falar que ali no Termini mesmo também fica a principal estação de metrô da cidade, que tem o mesmo nome da estação de trens, e ser também ponto de vários ônibus para todos os lugares da cidade. Tudo isso facilita muito o deslocamento dentro da cidade, assim como entre as cidades também! Dá pra ir à pe super de boa com mala/mochila. E como se não bastasse, o Termini é praticamente um shopping, lá você encontra tudo, restaurante, fast food, supermercado, padaria, farmácia, salão de beleza, lojas das mais variadas, entre outros!

Não fiquei hospedada em outra região da cidade, então não posso falar. Mas gostei muito de ficar nessa região, que é conhecida como Roma Termini e recomendo!

Pra ver outras opções de hostels, hotéis ou apartamentos nessa região, acesse: 
www.booking.com/Roma-Termini 
E escolha aquele que mais combina com você e com o seu bolso


Bom, mas vamos aos hostels em si, que é o que interessa, né?  

The Yellow Hostel


Gostei muito desse hostel. Além da excelente localização, a estrutura também é bacana e o staff bem atencioso. Tem até um recepcionista que fala português. A única coisa que não gostei foi que eles só guardam as malas por poucas horas, se você quiser deixá-las lá de um dia pra outro ou por mais tempo, terá que pagar por isso! 

Outra coisa estranha (mas ok) é que a recepção fica no prédio em frente ao hostel. Fiquei meio perdida quando cheguei lá, como eu estava com o endereço em mãos, nem olhei pro outro lado da rua. Tem até uma plaquinha lá, mas de longe não dá pra ver. No entanto, a primeira pessoa que encontrei me contou que eu estava do lado errado. E nos dias seguintes, eu também ajudei outros tantos que chegavam perdidos.

Hospedagem em Roma
Recepção do The Yellow do outro lado da rua. De longe não dá nem pra ver a placa direito! 

Pelo que eu entendi, a recepção funciona no prédio do The Yellow Hotel, onde ficam os quartos privativos. Aí, do outro lado da rua, fica o bar e a entrada do hostel, que é só uma portinha sem identificação. Entrando, você dará de cara com um elevador minúsculo. E se a pessoa tiver com uma mala grande, não cabem os dois lá não. Vi umas meninas que botaram as mochilas no elevador e subiram de escada! rs

Hospedagem em Roma
O elevador é uma "caixinha" minúscula rs
Hospedagem em Roma
Corredores amarelos do The Yellow Hostel e o quarto que fiquei D35

Eu fiquei num quarto misto para 4 pessoas com banheiro privativo. Achei o quarto bom, com um espaço ok, não era muito grande, mas também não era apertado. A cama era confortável, travesseiro também e tinha roupa de cama e edredon limpinhos. Todas as camas tinham um "kit" que considero essencial: tomada, luz individual e prateleirinha pra guardar celular, óculos, garrafa de água, chave do quarto e o que mais quiser/couber. Principalmente pra quem está na cama de cima, isso é uma mão na roda. 

Hospedagem em Roma
Quarto quádruplo do The Yellow
Hospedagem em Roma
Detalhes essenciais e que fazem toda a diferença: tomada, luz individual e prateleira

Outra coisa ótima são os lockers. Muitos lugares oferecem apenas um armarinho pequeno que mal mal cabem os objetos principais, mas no The Yellow, o locker fica debaixo da cama é e bem espaçoso. Eu viajei apenas com uma mala de mão e uma mochila pequena e as duas couberam perfeitamente no locker. Além do locker, o quarto tinha também cofres individuais e com senha eletrônica! Bacana, né?

Hospedagem em Roma
Locker grande abaixo da cama e cofre individual e com senha eletrônica

O banheiro era limpo e dividido em duas partes: em uma porta ficava o chuveiro (que era bem bom) e na outra a privada e a pia. Eu acho isso ótimo pois assim, 2 pessoas conseguem usar o banheiro ao mesmo tempo! Super práitco! Mas caso a pia e o espelho ficassem também separados, como em outros hostels que já me hospedei, teria sido ainda melhor! Mas assim está ok e já ajuda bem!

Hospedagem em Roma
Banheiro com 2 portas independentes 

Sempre que fico em hostel, procuro por um que tenha um bar, eu disse bar e não boate. Odeio Party Hostels... já passei da idade! Eu até gosto de festa, mas meu sono é preciosíssimo! O The Yellow tem um bar bem bacaninha que fica no térreo, bem na entrada, tem uma parte interna com música baixa e outra área externa, com mesinhas na calçada. E o barulho, que nem é muito, não atrapalha nada quem quer dormir. Na verdade, o bar bomba mesmo é no happy hour, e serve mais como um "esquenta" pro pessoal que vai pra night depois! Dizem que tem uma boate no subsolo, mas eu não cheguei a ver. 

Nesse mesmo bar, é servido o café da manhã, que é pago à parte. Não lembro o preço, mas não era muito caro não. Mas não devia ser muito barato também não porque eu só tomei café umas duas vezes lá. Achei gostosinho, mas assim, opções bem americanas, sabe? Muito ovo e bacon... eu até gosto, mas não sempre!

Hospedagem em Roma
Parte externa do bar do hostel
Hospedagem em Roma
Parte interna do bar do hostel
OBS1: tirei essas fotos de manhã na hora do café, está vazio mas o lugar bomba!
OBS2: olha que gracinha o banheiro feminino rs
Hospedagem em Roma
Pessoal que eu conheci no hostel e com quem assisti à estreia do Brasil na Copa do Mundo.
Não lembro mais os nomes só a nacionalidade rs. Da esquerda pra direita: Holanda, Suécia e Austrália. 

O hostel também tem uma cozinha, mas eu só fui descobrir isso na metade da minha estadia lá. Se não me engano, ela fica entre o térreo e o 1o andar e é uma portinha comum, como as outras, nas quais você precisa usar seu cartão (chave) pra entrar. Cheguei lá totalmente por acaso. 

Hospedagem em Roma
Cozinha do hostel
E por fim, mas não menos importante (pelo contrário), o wifi é excelente! Funciona perfeitamente bem em todo lugar do hostel. Absolutamente nada a reclamar! 

The Yellow Hostel
Endereço: Via Palestro n. 44. Roma Termini
Site: www.the-yellow.com
Reservaswww.booking.com/the-yellow


Alessandro Palace Hostel


Passei apenas uma noite no Alessandro Palace quando voltei de Florença. Cheguei no fim do dia e saí no outro dia cedo. Praticamente só dormi lá mesmo. Mas deu pra reparar bem em alguns detalhes. Me parece que o Alessandro Palace era um hotel antes de ser um hostel. Por isso, todos os quartos têm banheiro. E a entrada também tem bem uma cara de hotel mesmo. 

Hospedagem em Roma
Entrada do Alessandro Palace. Cara total de hotel, né? rs
Foto: divulgação

Eu fiquei num quarto misto para 6 pessoas com banheiro privativo. Apesar de ser espaçoso, o quartos era muito desorganizado. As malas estavam espalhadas por todos os cantos do quarto, pois os lockers são pequenos e não cabe muita coisa lá. Além disso, não há luz individual, nem prateleira, muito menos tomada. Existem algumas tomadas espalhadas pelo quarto, é verdade, mas nenhuma próxima às camas de cima da beliche.

Hospedagem em Roma
Quarto séxtuplo do Alessandro Palace
Foto: divulgação

Outra coisa meio chata no quarto é que é precisar deixar algum cartão magnético (que é a chave do quarto) num suporte pra energia do quarto funcionar. Isso é até ok quando você está num quarto privativo de hotel, pois você conhece a(s) pessoa(s) que estão hospedadas com você e tal. Agora, num hostel, onde você à princípio não conhece ninguém isso é meio chato, né? Eu tinha deixado o meu cartão lá no tal suporte mas fiquei com receio de alguém pegá-lo por engano (ou não). E aí, além de eu ficar sem chave, teria perdido 5 euros de depósito que deixei no balcão como garantia pra devolver a chave/cartão intacto. Além disso, quando fui sair do quarto, tinha uma menina tomando banho (e o exaustor do banheiro estava ligado) e um cara dormindo (e o ar condicionado ligado), as outras pessoas já tinham saído. Eu não podia esperar a menina sair do banheiro, porque já estava em cima da hora do check out e não ia acordar o cara pra ele botar a chave dele lá. Fiquei super sem jeito, mas tirei meu cartão de lá e saí. Fazer o quê?

Existem um bar dentro do hostel. Tinha lido que era bem animado e até visto algumas fotos bacanas. Mas na noite que estive lá só tinha meia dúzia de pessoas. E olha que era sábado, hein!? Pensei em ficar por lá mesmo, já que estava cansada e queria apenas comer e beber alguma coisa e aproveitar o wifi (que, infelizmente, cai sem parar). Mas eles não vendiam (estavam vendendo?) comida. Só bebida! Aí acabei indo pro bar do The Yellow, onde tinha ficado hospedada no início da viagem, que fica pertinho, tem comida, bebida, wifi e pessoas! rs

Hospedagem em Roma
O bar do Alessandro Palace
Foto: divulgação

Falando no bar, o café da manhã não está incluso na diária do hostel, mas pode ser comprado no bar. Não experimentei, então não posso comentar. O ruim é que o hostel também não possui cozinha, aí nem dá para comprar umas coisinhas e guardar na geladeira. 

Com relação ao staff, tinha um recepcionista super educado e prestativo e outro mais ranzinza, mas nada demais também. Uma coisa bacana é que há uma sala enorme, no subsolo, onde dá pra deixar as malas, sem custo algum. O problema é que achei meio sem segurança já que todo mundo entra e sai de lá o tempo todo. E é você mesmo que leva a mala lá e a busca lá. Ou seja, se alguém quiser pegar (ou mexer) a mala de outra pessoa, "pode". Os próprios funcionários dizem que não se responsabilizam pela mala. Até porque a entrada e saída do hostel não é controlada também não. 

Alessandro Palace Hostel
Endereço: Via Vicenza n.42. Roma
Site: www.hostelsalessandro.com
Reservaswww.booking.com/alessandro-palace



➥ Diante disso, as comparações entre o Alessandro Palace e o The Yellow são inevitáveis!

Quanto à localização não há muito o que acrescentar, já falei lá em cima que escolhi os dois (que são praticamente vizinhos) justamente por estarem muito bem localizados. Já em relação à estrutura, o The Yellow ganha, sem sombra de dúvidas. Além de ser mais novo, é melhor decorado, tem mais comodidades e aqueles detalhes que fazem toda a diferença em um hostel (pelo menos pra mim): tomada, prateleira e luz individual ao lado da cama, locker grande para guardar a mala, banheiro privativo e com chuveiro separado do restante, cozinha, bom wifi e um bar bacana. Agora, pensando em preços, o Alessandro Palace ganha, sem dúvida! Ele ser também tem a vantagem de não cobrar pelo depósito de bagagens e do quarto ser mais espaçoso.

Enfim, se você gosta de um hostel arrumadinho, bonitinho e com várias comodidades, escolha o The Yellow. Agora, se você está numa vibe mais econômica e afim de economizar uns euros, fiquei no Alessandro Palace. Eu, particularmente, gostei mais do The Yellow, como já deve ter dado pra notar! Mas Alessandro Palace não é ruim não e não deixa de ser uma boa opção!

Pra ver outras opções econômicas de hospedagem em Roma, clique aqui.
Se está indo viajar de casal ou em lua de mel, dá só uma olhada nessas opções românticas aqui. Agora, se a viagem é em família, esses aqui te atenderão melhor. Mas se você gosta mesmo é de luxo e glamour, que tal se hospedar num desses aqui?



--

Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem europa 728x90

➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!




✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

2 comentários :

  1. Fiquei feliz após ler seu post, Renata! Estou indo para a Itália sozinha, em novembro, e ficarei 4 noites no Yellow. A princípio fiquei um pouco receosa de ser muito badalação, mas pelo que você escreveu me tranquilizei. Bom saber que você foi sozinha também e não teve contratempo por isso. Ah, e fiquei feliz de saber do atendente que fala português, tomara que ele ainda esteja por lá! Hehehe.. Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Louse, tudo bem?
      Que ótimo! Vá tranquila que o The Yellow é muito bom e, apesar de ter um bar no 1° andar, é bem tranquilo ao mesmo tempo!
      Você vai gostar de lá (com ou sem atendente em português rs)
      Boa viagem! bjos

      Excluir

Comente aqui