14

Alter do Chão - Dicas para planejar sua viagem

Renata Campos | 21.11.19 |
Alter do Chão Pará


Já ouvi falar de Alter do Chão, no Pará? Pois bem, esse é um daqueles lugarzinhos simples, deliciosos e que ainda não foram descobertos pelo grande público. Bem do jeito que eu gosto! rs

Não lembro como, nem quando exatamente, eu fiquei sabendo da existência de Alter do Chão. Só sei que tem aaaanos (pelo menos uns 15 anos, desde que fui no Pará pela 1ͣ  vez, em 2004) que morro de vontade de ir pra lá.


Apesar desse meu sonho ser antigo, sei que tem muita gente que nunca ouviu falar de Alter do Chão ou, até sabe da existência, mas não faz ideia do que tem pra fazer por lá! Já adianto que as praias de água doce, com águas mornas e transparentes, areia fina e branca, são a principal atração do lugar.

Alter do Chão Pará
Alter do Chão 💓

Não por acaso, Alter do Chão é conhecida como o Caribe da Amazônia! E já foi eleita pelo jornal inglês The Guardian, como uma das 10 melhores praias do Brasil (leia a reportagem aqui, em inglês). E também foi eleita, pelo jornal Estadão, como um dos melhores destinos para se conhecer em 2019 (confira aqui).

Estão esperando o que pra ir? Todas as informações mastigadinhas? Pronto! Taí! hehe

COMO CHEGAR EM ALTER DO CHÃO


A vila de Alter do Chão faz parte de Santarém, município que fica no noroeste do Pará, a mais de 1200 km da capital Belém. Portanto, comprar voo para Belém (como muitos que acompanharam minha viagem pelo Instagram me perguntaram), definitivamente, não é uma boa opção.

Ah não ser, claro, que você tenha interesse em passar uns dias em Belém para conhecer também! Aí de lá, é possível pegar um avião, um ônibus ou um barco para Santarém. O mesmo pensamento vale pra Manaus, que também possui transporte direto pra Santarém e fica, inclusive, até um pouco mais perto. Veja no mapa abaixo.

Mas lembre-se que as distâncias são grandes e, dependendo do transporte escolhido, a viagem pode durar dias! Logicamente, essa não é uma viagem qualquer, não é apenas se deslocar de um lugar pro outro. O trajeto já é a própria viagem em si!


Pra quem tiver interesse, o Ricardo Freire, do Viaje na Viagem, foi de Santarém a Manaus e contou todos os detalhes nesse post Santarém a Manaus de barco. Já a Maria Fernanda, do blog Mala Enxuta, fez a viagem de Belém até Santarém e relatou tudo no post Subindo o Rio Amazonas.

Mas, se o foco for apenas Alter do Chão mesmo, como foi o meu caso, pegue um voo direto para Santarém e pronto! De lá, até Alter do Chão são cerca de 40 minutos de carro. Táxi ou transfer ficam entre 100 e 120 reais por pessoa.

Caso queira algo mais em conta, existe um ônibus que sai de hora em hora do aeroporto de Santarém para o centro da cidade. Desça no Shopping Tapajós, atravesse a rua, e pegue ali um outro ônibus, que passa a cada meia hora, para Alter do Chão.

QUANDO IR PARA ALTER DO CHÃO


Se seu objetivo é aproveitar as deliciosas praias de água doce de Alter do Chão, saiba que elas só aparecem na época da seca. Isso mesmo! Apenas entre agosto e dezembro (talvez novembro, talvez janeiro, depende da temporada) é possível curtir praia em Alter do Chão.

De janeiro até julho, é época de cheia na região e aí, as praias são "engolidas" pela água e desaparecem. Mas é possível curtir o lugar de uma maneira diferente, fazendo alguns passeios de barco pelos rios da região. Já na época da seca, nesses locais é possível fazer caminhadas pela mata.

Alter do Chão Pará
Caminhando por áreas da floresta que estão acessíveis apenas na época da seca. Na cheia, só é possível conhecer tais lugares em passeios de barco, já que as áreas estão completamente alagadas. 

Eu viajei no início de outubro e achei uma época ótima! As praias já estavam todas aparentes e o nível das águas estava ótimo, nem alto  demais, a ponto de atrapalhar curtir algumas praias, e nem baixo o suficiente a ponto de não permitir que alguns passeios de barco (como o do Canal do Jari) acontecessem.

O QUE FAZER EM ALTER DO CHÃO


O turismo em Alter do Chão gira em torno do rio Tapajós e seus afluentes. Tanto para curtir as praias, como para fazer passeios de barco, o Tapajós é a estrela principal.

Existem as praias da própria vila, como a Ilha do Amor e o Lago Verde, que podem ser visitadas caminhando mesmo. Mas, para conhecer melhor a região, o ideal é fazer alguns passeios de barco. E aí existem várias possibilidades. Tanto em relação aos lugares a serem visitados, como na forma de conhecê-los.

É bem verdade que vários lugares podem ser conhecidos de carro. Mas, a não ser que você tenha alugado um, vai ter dificuldade de encontrar carros, táxis ou agências que façam passeios por terra. O melhor jeito de explorar as belezas de Alter do Chão é de barco mesmo.

Existem alguns roteiros clássicos que os barqueiros oferecem. Mas você pode montar o seu como bem quiser. É só conseguir companhia e fechar o barco. Se estiver viajando com um grupo grande, melhor ainda!

Os destinos mais procurados pelos turistas são os que envolvem as praias do Rio Arapiuns, o Canal do Jari, a FLONA Tapajós, as praias de Pindobal e Ponta de Pedras e as pontas de Muretá e Cururu. Logicamente existem muito mais lugares pra se conhecer por lá. Citei só o basicão mesmo. Mas vou falar tudo detalhadamente num outro post específico. Fiquem de olho!

Alter do Chão Pará
Praia de Ponta de Pedras

PASSEIOS DE BARCO


Bom, com relação aos passeios de barco, você pode ir até o "porto" e tentar negociar diretamente com os barqueiros. Você pode chegar lá de manhã (antes das 9h) e tentar se encaixar em algum passeio. Mas não é garantido que vá conseguir algo.

Se quiser algo mais certeiro, o ideal é já deixar tudo acertado no dia anterior. Aí não tem erro. Quer dizer... não deveria ter, né? Mas li e ouvi algumas reclamações de pessoas que tinham fechado um passeio e foram "esquecidas", ou encaixadas em outro passeio ou mesmo que o barqueiro queria cobrar um preço diferente do que tinha sido negociado anteriormente. Complicado...

Por isso, eu resolvi pedir indicação de barqueiro de confiança para o cara que alugou o chalé onde me hospedei. Ele me deu o telefone do Deco (93 99132-6160) que, pelo que entendi, é um agenciador de passeios. Fiz o passeio do 1º dia com o Sabá, irmão dele e foi tudo ótimo! Lancha boa, confortável. Nada a reclamar!

Alter do Chão Pará
Navegando pelo rio Tapajós

Já no 2º dia, eu não me interessei pelo passeio que o Sabá faria e o Deco me direcionou para o Eduardo (93 99179-0556). E aí acabei fechando os passeios dos 2 dias seguintes diretamente com o ele.

O Eduardo é dono da pousada Sombra do Cajueiro que, aliás, é uma graça e uma excelente opção pra se hospedar. Ele costuma fazer os passeios principalmente para os hóspedes, mas também encaixa não hóspedes no grupo. É só ligar ou mandar um WhatsApp e conferir a disponibilidade.

Super recomendo o Eduardo. Ele é de confiança, não vai te deixar na mão, como dizem que acontece por por lá! E também é super prestativo, te busca e leva na pousada, se precisar! Ahh e além de ter a lancha mais nova e moderna de Alter do Chão, vez ou outra, ainda conta com o ajudante mais fofo de todos, o Lucas, seu filho de 9 anos! Uma graça o menino, vocês tem que ver!

ONDE COMER/BEBER EM ALTER DO CHÃO


A vila de Alter do Chão tem algumas boas opções de restaurantes para experimentar a comida local. No entorno da praça principal, você encontrará opções para todos os gostos e bolsos, desde tapioca e pastel na pracinha até pratos sofisticados com frutos do mar, etc e tal. Sem esquecer, é claro, da culinária local. É cada peixe mais gostoso que o outro. 😋

Vou citar alguns aqui, mas é aquela coisa, gosto não se discute. Portanto, exploram o lugar e escolham por conta própria! Se quiser provar comidas diferentes com ingredientes locais, o Ty Comedoria e Bar é uma excelente opção. Além de ser super bonitinho e ter música ao vivo à noite (pelo menos, no dia que fui tinha rs).

Ao lado do Ty, também na orla, fica o Restaurante Farol da Ilha. Não cheguei a comer lá, pois quando cheguei a cozinha já estava fechada, mas o cardápio pareceu interessante. Outro restaurante, que também fica na orla e que eu também não conheci, mas vi muita gente recomendando, é o Espaço Alter do Chão. Pelas fotos, e depoimentos de pessoas que conheci, o lugar parece ser bem legal.

Na lateral da praça principal, ficam alguns restaurantes com mesinhas na rua e onde rola um showzinho ao vivo à noite. Eu comi nos restaurantes: Arco Íris da Amazônia, Mãe Natureza e Pizzaria e Restaurante do Italiano. Gostei de todos, cada um a seu modo. Se preferir hambúrguer o Mamute Burguer Grill e o X Bom Burguer parecem ser 2 boas opções. Não cheguei a comer neles, mas passei em frente aos 2 achei os lugares bem bonitinhos. Também ouvi boas recomendações a respeito.

Alter do Chão Pará
A noite na praça principal de Alter do Chão

A maioria desses lugares só fica aberto à noite já que, durante o dia, as pessoas costumam estar nas praias ou fazendo passeio de barco. No meu último dia de viagem, almocei no Restaurante Lago Verde que fica também na praça principal, mas do outro oposto aos restaurantes que citei acima. Ele é mais simples, mas a comida é boazinha. Ao lado, fica uma lanchonete, que faz parte do restaurante, onde tomamos café da manhã no 1º dia.

Nos outros dias, nós tomamos café no bangalô mesmo. Compramos algumas coisinhas no Supermercado Mingote, que também fica na praça principal, ao lado da igreja. Além de itens pro café da manhã, compramos também alguns lanchinhos, tira-gostos e cerveja. Assim, nas noites que ficamos com preguiça de sair, comemos em casa mesmo.

Minha última recomendação na área central, é o Bar da Dona Glória. O bar não tem cardápio e é preciso perguntar, lá na hora, qual o menu do dia, que envolve sempre pratos locais. O destaque aqui vai pra cerveja geladíssima e pro chorinho acontece lá todas as sextas-feiras por volta das 9h da noite. Esse é o point de Alter do Chão!

Alter do Chão Pará
Bar da Dona Glória é a "baladinha" de Alter do Chão às sextas-feiras

O lugar fica cheio, todas as mesas ocupadas e ainda gente em pé nas ruas curtindo o som delicioso que começa com chorinho mas com o avançar da hora, acaba entrando também no samba de raiz e no carimbó (ritmo local). Falando em carimbó, é possível assistir apresentações na praça principal, em alguns dias da semana.

Fora do centrinho da vila, 2 lugares que comi muitíssimo bem, foram o badalado Restaurante Casa do Saulo, que fica na praia de Carapanari e o restaurante do Hotel Beloalter, que fica no Lago Verde. Foram, de longe, minhas comidas prediletas da viagem. Super recomendo ambos. 

Alter do Chão Pará
Restaurante Casa do Saulo


ONDE FICAR EM ALTER DO CHÃO


Não espere grandes luxos em Alter do Chão. Assim, como o vilarejo, as pousadas também são simples. O nível de conforto vai depender de quanto você estará disposto a pagar. Entre as pousadas mais confortáveis (segundo as avaliações do Booking), destacam-se a  Pousada AlterosaVilla ArumãPousada Pedra do SolPousada Sombra do Cajueiro e Recanto Maguary.

Outras boas opções, com destaque para localização, são: a pousada Belas Praias, que fica na orla da Ilha do Amor; a Pousada do Mingote que fica quase na praça principal e faz parte do supermercado de mesmo nome; e as pousadas Vila Alter e Mato Grosso, assim como os hotéis Agualinda e
Borari que também têm localização bem central.

Agora, se a prioridade for mesmo economizar, tente a Vila Flor Bed &Breakfast, a Pousada e Hostel Coração Verde e Don Preguiça Hostel. Ou então, alugue uma casa ou chalé no AirBnB. Foi o que eu fiz!

Eu viajei com uma amiga e ficamos hospedadas em um dos bangalôs (Bangalô Tatu) do Canto Carauari. O lugar é simples, mas bem arrumadinho. O bangalô tem um quarto com uma cama de casal e um beliche, banheiro, área nos fundos com tanque e varal e uma varanda na frente com cozinha (fogão, frigobar e utensílios básicos), mesinha e rede. Ah e tem um chuveirão na área gramada também. Bem bacana!

Alter do Chão Pará
Bangalô Tatu

O quarto não tem ar condicionado, mas o ventilador de teto é super potente e dá conta do recado. Bom, pelo menos na cama de casal, que fica bem debaixo do ventilador, é super de boa. Posso dizer que em alguns momentos senti até um friozinho. Mas minha amiga, que estava na parte debaixo do beliche sentiu calor na 1ª noite. Então, tiramos o colchão da cama de cima e ficou bem de boa pra ela, já que, sem o colchão de cima, o vento conseguia chegar nela!

O bangalô fica numa área super tranquila, rodeada de árvores. Uma delícia de lugar. Fica bem pertinho do Lago Verde, que é uma delícia de lugar pra passar o dia ou assistir ao pôr do sol!

Em contrapartida, fica um pouco afastado do centrinho e da ilha do amor. Coisa de 15 minutos de caminhada. Não é nada demais, claro! Maaas, confesso que no calor paraense, às vezes dava preguiça de encarar a caminhada de ida e volta para o centrinho à noite e ficar pingando de suor. Por isso, compramos algumas coisinhas no supermercado e deixávamos lá para comer à noite, em caso de preguiça rs.

Fora isso, acho que o maior problema, pra mim, foi a falta de Wi-fi. Eu sei que Alter do Chão é um paraíso, em meio à natureza, e muita gente vai falar pra tentar se desconectar, coisa e tal. Mas, na vida real, a coisa não é tão simples! A gente precisa mesmo de internet pra quase tudo hoje em dia! E se você considerar que a internet da maioria das operadoras de celular não funciona direito lá (só a Vivo mesmo), o wifi realmente faz falta!

👉 Caso vá o AirBnB pela 1ª vez (seja em Alter do Chão ou qualquer outro lugar do mundo) use esse link aqui e ganhe R$130,00 de desconto!! Obrigada, de nada! 😄


OUTRAS DICAS DE ALTER DO CHÃO


  • Só existe um único caixa eletrônico (desses 24h que atende a todos os bancos) na vila. Portanto, não é bom ir contanto com isso pra não ficar na mão. Porque, vai que dá algum problema, não é mesmo? Nunca se sabe! Outro porém, é que ele fica dentro do Supermercado Mingote, na praça principal. Ou seja, se o supermercado estiver fechado, já era! 
  • A grande maioria dos lugares aceita cartões de crédito e débito. Maaas, como a cobertura de internet não é das melhores por lá, não se arrisque a depender única e exclusivamente do cartão. Tenha sempre dinheiro em espécie também. 
  • O sinal de internet por lá é sofrível! O Wi-fi da maioria dos estabelecimentos costuma ter sinal bem fraco, isso quando funciona!  
  • Já com relação ao 4G, a única operadora de celular que funciona realmente bem por lá é a Vivo. A minha era Claro e a única coisa que funciona, bem mais ou menos, era o WhatsApp e, mesmo assim, só pra mensagens de texto mesmo e olhe lá! Nada de conseguir enviar ou receber arquivos. Instagram? Facebook? Sem chance!
  • O Supermercado Mingote (o mesmo do Caixa 24h) vende chip da Vivo com 3gb de internet por 18 reais! Comprei no meu 2º dia lá, usei bastante todos os outros 6 dias que passei lá e foi tudo perfeito! Consegui subir (e também assistir) vídeos nos Stories, que é algo pesado, bem rapidamente. Sem problema algum! Achei que valeu muito a pena! Principalmente porque, como eu comentei, não tinha Wi-fi na casa que eu estava e também não estava conseguindo usar os dos restaurantes que fui já que o sinal era bem ruim! 

Já segue o blog no Instagram? Vai lá então: @revivendoviagens
Tá cheio de fotos lindas de Alter do Chão lá! É só procurar pela hashtag #RêVivendoAlterdoChão

--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem brasil 728x90

➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!




✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

14 comentários :

  1. Fui em 2016, Outubro, naquele ano o Rio ficou bem baixo. Adorei os passeios, um dia subi o rio, outro dia desci e num terceiro dia cruzei com destino ao Arapiuns. Adorei Alter, está na hora de voltar, agora quero voltar na cheia para ver como é. Parabéns pelo post

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! :)
      Eu também fiquei com vontade de voltar em outra época pra conhecer uma Alter diferente! Veremos!

      Excluir
  2. Eu fico chocada com o tanto que Alter do Chão é lindo!! Tenho muita vontade de conhecer e suas dicas estão ótimas :)

    ResponderExcluir
  3. Minha mãe foi para Alter do Chão esse ano com a mulherada e ficou me mandando muitas fotos! Obviamente fiquei com vontade de conhecer, e depois desse seu relato, descobri que preciso ir logo antes que vire mainstream.
    Bjks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha que demais!
      Precisa mesmo Mi. O lugar é muito delícia! Vai adorar!

      Excluir
  4. Olá Renata, estive em Alter do Chão em 2005 e sempre recordo com saudade essa viagem. Pelo que vejo aqui, não mudou assim tanto - que bom! Quanta saudade...
    Abraço desde Portugal e obrigado pela partilha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Filipe, que bom saber que não mudou tanto! Fico bem feliz!
      Alter do Chão é o máximo, não é? Adorei!

      Excluir
  5. esse é um destino que quero muito visitar! quando fui para o pará nao era epoca de visitar alter do chão, tava todo coberto por agua... quem sabe ano q vem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh pois é, o ideal mesmo é ir na época da seca.
      Mas se programe mesmo pra ir. Vai adorar!

      Excluir
  6. Sou apaixonada por alter do chão e pelo Pará inteirinho! Morro de vontade de voltar pra lá. Adorei suas dicas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh eu também já estou morrendo de vontade de voltar! rs

      Excluir
  7. Anotei todas as dicas, Rê! Morro de vontade de conhecer Alter do Chão e até hoje não consegui tirar o sonho do papel...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Demorei anos pra conseguir realizar esse sonho também.. e amei!
      Se planeje e já, certeza que vai adorar!

      Excluir

Comente aqui