6

O que conhecer nos arredores de Joanesburgo

Renata Campos | 13.4.16 |
o que fazer em joanesburgo


Joanesburgo é a maior cidade da África do Sul, mas nem por isso é a que recebe mais turistas. Longe disso, aliás! Muita gente acaba usando a cidade apenas como conexão para outros lugares do país. Joburg, pode não ser totalmente imperdível, mas tem sim muita coisa bacana pra ser visita. Quer ver? 


No último post, eu contei tudo o que é possível fazer em apenas um dia em Joanesburgo, já que esse é o tempo que muita gente tem disponível por lá! Agora, se você tiver, pelo menos, um dia a mais (o que recomendo fortemente) pode conhecer outros lugares da cidade ou ainda seus arredores! 

Apesar de ter ficado 4 dias na cidade, só fizemos turismo mesmo em 2 deles. Já contei aqui no post sobre o Roteiro de Viagem que eu e uma amiga chegamos em Joanesburgo no dia 31 de dezembro e outras 2 amigas só chegaram no dia 1° à tarde. Como foi réveillon esse 2 primeiros dias foram meio mortos, até porque a cidade estava toda fechada. Assim, nos nossos outros 2 dias, reservamos um para Joanesburgo mesmo e outro pra conhecer seus arredores.

Como tinha muita coisa que queríamos ver fora da cidade, e o tempo era curto, resolvemos fazer um tour privativo . Assim, ganhamos tempo e conseguimos conhecer tudo o que queríamos. Sem falar que fugimos daqueles tours com muita gente e "engessados", que nós não curtimos nem um pouco. Mas, claro, existe um preço salgado a ser pago por essa comodidade e exclusividade, né? 

Viaje tranquilo, faça um seguro viagem! 
Seguro viagem africa 468x60


Depois de muito pesquisar agências que fizessem tours privados, vi um post do Diego, do blog Meus Roteiros de Viagem, sobre a empresa Big Six Tour Safaris. Ele tinha feito mais de um tour com eles, quando foi a Joanesburgo, e não só gostou muito, como também disse ter sido o mais em conta que achou! Opa... aí eu gostei! rs Entrei em contato com eles e foi o próprio dono, o Pieter, quem me respondeu e também quem nos acompanhou!

E que fique bem claro, esse NÃO é um post patrocinado. Eu paguei (caro) pelo tour e estou recomendando porque realmente gostei do serviço! Quanto paguei? 1.400 rands, o que dá uns R$350,00 por pessoa! 

É... não foi nem um pouco barato, mas valeu a pena pelo custo x benefício. Afinal de contas, reunimos 3 tours em um dia só (Soweto + Berço da Humanidade [Maropeng e Sterkfontein cave] + Pretoria), que durou mais de 12 horas! Sem falar que o tour foi privativo, o que já são outros 500. E ainda feito em um carro grande (com capacidade para 7 pessoas) pra acomodar nós 4 (mais o motorista/guia) confortavelmente.  Ahhh e ainda tinha wifi no carro! kkkk Não posso deixar de mencionar também a simpatia, paciência e conhecimento do guia! O cara é uma figura! 

E outra, para conhecer todos esses lugares que fomos só existem 2 alternativas: fazer um tour (privado ou não) com agência de turismo ou alugar um carro e fazer tudo por conta própria! Nós sempre somos a favor de fazer tudo por conta própria, inclusive, praticamente toda nossa viagem foi feita de carro, até mesmo o safári no Kruger! Mas dessa vez ficamos com um pouco de receio, falaram tanto do perigo e da violência de Joanesburgo, e também do Soweto, que preferimos não arriscar! Sem falar que, nesse caso, as explicações do guia foram fundamentais e totalmente essenciais para aproveitarmos melhor esse longo dia! 

SOWETO


Pontualmente às 8hs da manhã, o Pieter nos buscou em nosso hostel, o Curiocity Backpackers, e já partimos para o Soweto. O nome vem de South Western Township que seria "bairro do sudoeste", em português. O Soweto foi um dos bairros criados para alojar os negros impedidos de viver na área central de Joanesburgo, na época do Apartheid. Ficou famoso por ter sido cenário de vários protestos contra o regime de segregação racial, pois lá viviam muitos dos líderes negros que foram importantes na história do país, como Nelson Mandela, Walter Sisulu, Oliver Tambo (é... o do aeroporto), entre outros. Hoje o Soweto já é uma cidade com quase 2 milhões de habitantes!! 

No caminho fizemos uma paradinha parada conhecer (somente por fora) o belo FNB Stadium (também conhecido como Soccer City), um dos estádios de futebol reconstruído para a Copa do Mundo de 2010. Entramos em Soweto pelo seu bairro mais antigo, o Orlando East, onde pudemos ver algumas casas assim como foram construídas na década de 30. É lá também que ficam as Orlando Towers, 2 enormes torres pintadas de onde é possível fazer bungee jump.

o que fazer em Joanesburgo
Soweto.
Orlando East e Orlando Towers


Nossa primeira parada foi na Walter Sisulu Square of Dedication, antigamente conhecida como Freedon Square. , devido a um encontro de um grupo de ativistas anti-apartheid que aconteceu no local em 1955. Para comemorar o aniversário de 50 anos do local, a praça foi restaurada e ganhou o nome de um de seus principais ativistas, Walter Sisulu.

Soweto
Soweto
Walter Sisulu Square, no Soweto

De lá fomos para até Orlando West, visitar a casa onde Mandela morou por muitos anos e que hoje é um museu. O local foi reformado mas ainda preserva grande parte como originalmente era. A disposição dos cômodos, os móveis, alguns objetos, fotos, prêmios e muitas outras informações pessoas da família Mandela. Você pode visitar tudo por conta própria ou através de uma visita guiada. Se você, assim como eu, é fã do Mandela, não deixe de conhecer.

A casa fica aberta todos os dias de 9hs às 16:45 e a entrada custa 60 rands (em janeiro de 2016, 1 rand valia 28 centavos de real).


o que fazer em Joanesburgo
o que fazer em Joanesburgo
o que fazer em Joanesburgo
A casa onde viveu Nelson Mandela, no Soweto.

Não sei se porque ainda estava cedo, mas quando fomos a rua e o museu estavam tudo super tranquilos, não havia quase sem ninguém! A rua onde Mandela morou, a Vilazaki Street, é famosa não apenas por abrigar a casa dele, mas também a de um outro ganhador do Prêmio Nobel da Paz, o bispo negro Desmond Tutu. Essa é, portanto, a única rua do mundo onde moraram 2 ganhadores do Nobel da Paz!! Legal, né? 

E ainda nessa mesma rua fica o Museu Hector Pieterson, que leva o nome de um garoto de 13 anos assassinado em um confronto com a polícia durante o período do Apartheid. A foto do menino morto, sendo carregado por um amigo, foi manchete no mundo todo e está exposta na área externa do museu que conta sobre esse conflito ocorrido no Soweto.

BERÇO DA HUMANIDADE


De lá seguimos viagem até o Berço da Humanidade - Cradle of Humankind. O lugar é considerado Patrimônio Mundial da Unesco por abrigar milhares de fósseis de ancestrais do homem.

Começamos o passeio pelas Cavernas de Sterkfontein, onde foram encontrados fósseis de hominídeos (ancestrais do homem) e também de outros animais, com mais de 4 milhões de anos. As visitas à caverna são sempre guiadas e acontecem de meia em meia hora das 9h da manhã às 5h da tarde. Antes de visitar a caverna propriamente dita, passamos por um pequeno museu que mostra a história evolutiva do homem, desde seus ancestrais mais remotos, além da réplica de algumas peças encontradas na caverna. Após conhecer o museu, vamos caminhando junto com um guia até a caverna. No caminho, ele faz algumas paradas para dar algumas explicações. A temperatura lá dentro é constante e fica em torno de 18 graus o ano todo, o que é um alívio para o calorão que faz do lado de fora. A visita toda, incluindo o museu, a caminhadinha de ida e volta, e a caverna dura cerca de 1 hora e meia. No local existe também um restaurante e uma lojinha de souvenirs fofinha! 

o que fazer em Joanesburgo
Museu da caverna de Sterkfontein
o que fazer em Joanesburgo
Visita à caverna de Sterkfontein

Apesar de estarmos com fome, deixamos pra comer na próxima parada, Maropeng. Logo na entrada, fica a lanchonete e uma loja enorme (e cara) de souvenirs, e dentro do edifício, o restaurante. Depois de comermos algo rápido, na lanchonete mesmo, fomos até o centro de visitantes, demos uma volta por lá e logo descemos para o museu. 

o que fazer em Joanesburgo
Entrada de Maropeng

O museu é ótimo! Mas mais legal ainda é que para chegar lá, só indo de barco! Na verdade não é um barco, barco mesmo. Mas sim um bote ou um daqueles brinquedos de parque aquático... algo mais ou menos do tipo. Bom, mas não importa o que é, nem o nome, o que importa é que é muito bacana! Pra começar descemos, caminhando, por um corredor escuro onde estão representados os 4 elementos da Terra (água, fogo, terra e ar) e lá pegamos o tal "bote" que vai navegando por esses 4 elementos. No cominho passamos pelos estágios de formação do planeta, mostra a era do gelo, erupções de vulcões e muito mais! No final, chegamos a um museu muuuuuuuito legal e super interativo sobre a evolução do planeta e do homem! Adoramos o lugar!  

o que fazer em Joanesburgo
o que fazer em Joanesburgo
O tal "bote" que navega até o museu. 
o que fazer em Joanesburgo
Museu interativo super bacana em Maropeng
o que fazer em Joanesburgo
Onde está Wally? rs

Vou abrir um parêntese aqui: 
(Quando estávamos saindo encontramos com um casal de alemães totalmente desesperados pois não tinham como ir embora de volta pra Joanesburgo. Eles tinham ido até a caverna de Sterkfontein de carona com outro cara, que resolveu conhecer o Lion Park, mas os deixou em Maropeng. Eles estavam crentes que conseguiriam ir embora de lá sozinhos, tranquilamente. Mas não! Parece que não existe ônibus de linha (já falei que o transporte público no país é péssimo, né?). Eles também não estavam conseguindo táxi pra voltar, até porque são mais de 60km até o hostel! Quando saímos do museu vimos um monte de gente tentando ajudá-los (já falei também que os sul africanos são super simpáticos e solícitos, né?). Aí nosso guia veio nos perguntar se a gente se importava em dar carona pra eles. Por uma dessas coincidências da vida, eles também estavam hospedados no Curiocity Backpacker. Óbvio que ninguém se opôs, pelo contrário! Como estávamos em um carro grande, tipo uma mini van, tinha espaço suficiente pra todos! Depois de conhecer Pretória conosco, quando chegamos ao hostel, eles nos pagaram uma cerveja no bar do hotel, como forma de agradecimento! Não que precisasse, claro! Mas foi bacana sentar e conversar um pouco mais com eles. Principalmente porque os 2 também eram professores e pudemos trocar algumas figurinhas sobre as diferenças e semelhanças do sistema educacional do Brasil e da Alemanha.
Então fica a dica: se programem direitinho para conhecer os lugares. Não vá assim, na cara e na coragem porque é meio complicado se locomover por lá)
Fecha parênteses! rs


PRETÓRIA


O último destino do dia foi a cidade de Pretória, a capital executiva da África do Sul. O primeiro lugar que visitamos foi o Monumento Voortrekker, criado em homenagem aos primeiros imigrantes, (os Voortrekkers) que deixaram a Cidade do Cabo e ocuparam o interior do país. Inclusive, a cidade de Pretória recebeu esse nome em homenagem a Andries Pretorius, um dos líderes dos Voortrekkers.

O edifício é bem bonito, todo de granito e com 40 metros de altura. Ele fica no alto de um morro e cercado de muito verde, tem 40 metros de altura e 3 andares. O andar inferir é todo recoberto por belos painéis que contam a história dos Voortrekkers e sua jornada ao longo do país. No subsolo, fica um pequeno museu com objetos que mostram o dia a dia dos imigrantes pioneiros. Já do andar superior é possível ter uma visão bacana do andar inferir, onde um túmulo vazio homenageia os imigrantes mortos ao longo da jornada. E da parte externa tem-se uma bela vista da cidade!

Pretória
O Monumento Voortrekker
Pretoria
Museu no subsolo do Monumento Voortrekker
Pretória
1° piso do Monumento Voortrekker
Pretória
Vista da parte interna do Monumento Voortrekker
Pretória
Vista da parte externa do Monumento Voortrekker
Pretoria
Vista de Pretória a partir do Monumento Voortrekker

De lá fomos para a Church Square, a praça central de Pretória. A praça em si não tem muita graça, mas estava em reforma quando fomos. Em seu centro fica uma estátua de Paul Kruger, um famoso ex-presidente sul africano. E, ao redor, belos e históricos edifícios. O mais famoso é o Palácio da Justiça, local onde aconteceu o célebre julgamento de Rivonia no qual  Mandela, e outros líderes políticos que lutavam contra o regime do Apartheid, foram condenados à prisão perpétua!

Pretória
Pretória
Church Square
Church Square
O célebre Palácio da Justiça, na Church Square, em Pretória

E por último, já no finalzinho do dia, visitamos o Union Buildings. O lugar é a sede do governo sul-africano e residência oficial do presidente do país e também um dos pontos turísticos mais importantes da cidade.Não é possível visitar a parte interna do edifício, mas só a visita à parte externa, que tem belos jardins e uma estátua enorme de Nelson Mandela, já vale muito a pena! Do local também se tem uma linda vista de cidade e, caso vá no fim do dia como nós fomos, assistirá também a um belo por do sol!

Pretória
Pretória
Pretória
The Union Buildings
Pretória
Estátua enorme de Nelson Mandela no Union Buildings
Pretória
Pôr do dol no Union Buildings

Voltamos pro hostel super cansados mas felizes depois de um dia longo, mas super proveitoso! Valeu muito a pena! 

Nós 4 com o guia Pieter, no final do tour, na porta do nosso hostel. Cansados mas felizes!
(Faltou tirar foto com os alemães)





--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!





➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem africa 728x90



➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!



✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

6 comentários :

  1. Oi, Renata. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natalie,
      Que ótimo estar de volta ao Linkódromo! É sempre uma honra!
      Obrigada! :-)

      Excluir
  2. Oi Renata, quanto ficou para ir a Petrória? Você postou uma foto com o guia, mas não informou detalhes para quem tiver interesse de fechar com um guia também.
    Só terei um dia livre e gostaria de ir até Petrória.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabela, tudo bem?
      Coloquei o link da empresa no início do post pra quem tiver interesse e quiser entrar em contato também! Mas não coloquei o preço porque ele varia muito! A empresa faz passeios em grupo e particulares, como fizemos. E obviamente, o preço é diferente. No caso do passeio particular, o preço também muda de acordo com o número de pessoas. E por fim, nós pegamos 3 passeios (Soweto, Berço da Humanidade e Pretória) e fizemos num mesmo dia. Se fizéssemos só um desses lugares o preço seria outro, se fizéssemos 2 lugares, outro preço! Foram tantas várias que não fazia muito sentido em colocar o preço, já que cada caso o preço é específico! O melhor mesmo é entrar em contato direto com a empresa e fazer a cotação!
      Boa viagem! :)

      Excluir
    2. Oi Renata...o site é o do Big Six Tour Safaris? Entendo que há variação de preço, mas poderia me dizer quanto ficou o seu tour por pessoa na época?!

      Excluir
    3. Oi Isabela, é esse site sim!
      Agora é que fui reler e vi que eu tinha colocado o valor do tour sim. Eu nem lembrava disso mais. É que, como te falei, não costumo colocar os valores em casos tão específicos assim (pois juntamos 3 tours em 1). Mas tá tudo explicadinho no próprio texto! Dá uma lida! ;-)

      Excluir

Comente aqui