3

O que fazer em (apenas) 1 dia em Joanesburgo

Renata Campos | 6.4.16 |
1 dia em joanesburgo



Joanesburgo, é a maior cidade da África do Sul, mas ao contrário do que muita gente pensa, não é a capital. O país tem 3 cidades como capitais: Pretória (que fica pertinho de Joanesburgo) é a capital executiva, a Cidade do Cabo é a capital legislativa e Bloemfontain, a capital judiciária. No entanto, Joanesburgo é o centro econômico e financeiro do país. É também porta de entrada para maioria do turistas, apesar de muitos só usarem a cidade como conexão para  outros destinos. 

Joburg (pros íntimos rs) pode não ser tão bonita como a 2a maior cidade do país, a Cidade do Cabo, e nem tão charmosa como as cidades da Rota Jardim, mas não é de se jogar fora também não! hehe É bem verdade que a a fama de ser uma cidade perigosa talvez isso afaste um pouco os turistas. Mas sinceramente? Achei super de boa! Não ficamos dando bobeira, claro! Mas não me senti insegura em momento algum. A desigualdade social na cidade, e no país como um todo, é grande e visível! Existem lugares maravilhosos e riquíssimos (coisa de 1° mundo), mas também existe muita pobreza, favelas e mendigos nas ruas. Mas isso não está, necessariamente, associado à violência!

Antes de viajar, muita gente veio me dizer pra ter cuidado e  tentaram até mesmo desencorajar minha visita a Joanesburgo! Apesar de nenhuma dessas pessoas ter sofrido ou presenciado algum ato de violência por lá, e muitas delas nem sequer visitaram a cidade. Não estou falando que o receio dessas pessoas seja infundado, não é isso! Mas acho que é exagerado e me sinto na obrigação de dizer que, definitivamente, não é pra tanto!

Viaje tranquilo, faça um seguro viagem! 
Seguro viagem africa 468x60


O fato é: Joanesburgo figura na lista das 50 cidades mais perigosas do mundo (é a 47ª pra ser mais exata)!!! Maaaaas a Cidade do Cabo (ou Cape Town), a cidade mais badalada e linda da África do Sul, está vaaaarias posições acima! Joanesburgo ainda está abaixo de outras 20 (vin-te!!) cidades brasileiras nessa lista! Ou seja, baseado nessa lista, é mais perigoso você passar férias em cidades como Fortaleza, Natal, Maceió, Porto Alegre, Curitiba, entre outras, do que em Joanesburgo!

Dito isso, acho que violência não é mais desculpa pra você deixar de conhecer Joanesburgo, não é mesmo? Acho que vale a pena você dar uma chance pra Joburg mostrar seu valor! E se você tiver pouco tempo, não se preocupe, com apenas um dia você consegue visitar os principais atrativos de lá. Obviamente, não é o ideal, mas é melhor que nada!

Por não ter um transporte público eficiente e decente, conhecer Joanesburgo por conta própria pode não ser assim tão simples. No entanto, existem muitas agências que oferecem serviços de city tour em Joanesburgo! Mas se você não curte muito esse turismo em massa, pode contratar uma agência pra fazer um tour privativo (fizemos isso pra conhecer os arredores da cidade, contei tudo nesse post) que é um pouco mais caro, mas é mais personalizado também! Ou ainda contratar um taxista ou motorista pra ficar por sua conta e te levar de um lugar pro outro. São boas opções para ter um pouco mais de individualidade.

Ou então, pode optar uma maneira ainda mais livre - e barata - para conhecer a cidade. Estou falando daqueles ônibus da CitySightSeeing, tipo hop on - hop off, ou seja, você pode subir e descer em todos os pontos e ficar quanto tempo quiser em cada lugar! Já usei esses ônibus em vários lugares do mundo e acho uma mão na roda. Na verdade, se a cidade oferece um bom transporte público, eu sempre vou optar por isso. Mas, quando isso não acontece, como em Cuba, por exemplo, ou em Malta, que possui uma linha exclusiva dos sítios arqueológicos, ou mesmo em Budapeste, que tem um transporte público excelente, mas que tem uma linha noturna desses ônibus que ainda é conjugada com um passeio de barco no Danúbio (passeio mais imperdível da cidade, a meu ver).

Os ônibus seguem o mesmo padrão em vários lugares do mundo! Possuem 2 andares, sendo que o andar superior é geralmente aberto, além de áudio em várias línguas. No caso, tinha áudio em português também, o que nem sem acontece! Mas era português de Portugal, na verdade acho que era de Moçambique, país vizinho à África do do Sul que fala um português bem mais, digamos, português do que brasileiro! rs. Seja como for, os áudios são bem bacanas pra conhecer um pouco mais sobre os lugares, já que rola uma descrição dos atrativos à medida que vamos passando por eles. Em algumas cidades existam várias linhas que recebem nomes de de cores diferentes, independente disso, o ônibus será sempre vermelho. Portanto ele é facilmente identificado. 

o que fazer em joanesburgo
o que fazer em joanesburgo
Os ônibus do CitySightseeing segue o mesmo padrão em vários lugares do mundo! 

ticket custa 180 rands*, mas comprando online rola um desconto e ele vai pra 160. E o bacana é que esse ticket também dá desconto em praticamente todas as atrações que ficam próximas aos pontos de parada ônibus. É possível pegar o ônibus e comprar o ingresso, diretamente com o motorista ou com alguém uniformizado nos pontos, em qualquer uma das paradas. Você também recebe um folheto com as atrações, os horários e o mapa do percurso e das paradas.

* em janeiro de 2016 1 rand = ± 0,28 centavos de real (câmbio oficial).

Em Joanesburgo, a linha é relativamente curta - são 11 paradas apenas. Mas ela cobre todos os principais atrativos da cidade. Existe até mesmo uma linha complementar que vai até o Soweto, cidade satélite que ficou famosa na época do Apartheid, e onde Nelson Mandela morou por anos.

o que fazer em joanesburgo
Mapa CityStghtseeing Joanesburgo
www.citysightseeing.co.za/johannesburg

Nós rodamos o dia todo nele, subimos e descemos em várias atrações. Conhecemos tudo nosso tempo. Achei que foi super proveitoso, vantajoso e totalmente seguro! Vou contar aqui como foi o roteiro que fizemos.  


CONSTITUTION HILL


Por uma questão de logística e pra conseguir ver tudo o que queríamos, começamos pelo último ponto, a Constitution Hill, que é a Corte Constitucional do país. Lá fica também a Old Fort Prison, uma prisão que abrigou muitos presos políticos, entre eles Mandela e também Gandhi. Atualmente desativada, a prisão virou um memorial que conta parte dos horrores do Apartheid.

Visitamos a Constitution Hill rapidinho, até porque lá não tem muito o que ser visto. Quando estávamos caminhando pra Old Fort Prision, que era nosso principal objetivo no local, os seguranças nos informaram que ela estava fechada! Segundo eles, o pessoal emendou o feriado do dia 1°! E olha que eu me certifiquei antes que o lugar abria aos sábados e também que estaria aberto naquele dia (2 de janeiro). Enfim, decepção total! Mas fazer o que, né? Bora conhecer outros lugares da cidade.

o que fazer em Joanesburgo
o que fazer em Joanesburgo
Constitution Hill

Constitution Hill
Onde: 11 Kotze St, CBD, Braamfontein
Quando: segunda a sexta de 9h às 17h. Sábado e domingo de 10h às 15h.
Quanto: 65 rands (25% de desconto com o City Sightseeing)

Nós fomos de táxi até a Constitution Hill e lá pegamos o ônibus. Como esse era o último ponto, paramos em seguida no 1° ponto, a Gautrain Park Station, onde ele ficou parado por alguns minutos. Foi ali que fizemos o câmbio alguns dias antes por um ótimo valor e é ali também que chega o Gautrain, o trem que vai até o aeroporto e dá nome ao lugar.

CARLTON CENTRE


O 2° ponto é o Carlton Centre, um dos maiores prédios de Joanesburgo. Ele abriga um shopping nos primeiros andares, mas a atração principal fica no último andar, o Top of Africa, de onde é possível ter uma vista de 360° da cidade. O prédio, de 50 andares, já foi o mais alto do continente africano. Se não me engano, são apenas 15 rands para subir, num elevador super rápido, até o topo. Estivemos no Carlton Centre no dia que chegamos, mas ficamos só no shopping mesmo, compramos umas coisinhas (por causa da mala perdida) e almoçamos. Mas deixamos pra visitar o Top of Africa quando nossas amigas chegassem.

O que fazer m Joanesburgo
o que fazer em joanesburgo
Vista do alto do Top of Africa, no Carlton Centre, em Joanesburgo


Carlton Centre
Onde: 150 Commissioner Street, CBD, Joanesburgo
Quando: diariamente de 9h às 18h (17h sábado e 14h domingo)
Quanto: 15 rands para subir o Top of Africa

GOLD REEF CITY


Pegamos mais uma vez o ônibus até o 4° ponto que é a Gold Reef City, um complexo de 10 hectares com parque temático, hotel, cassino, restaurantes e até uma antiga mina de ouro. O lugar é bonito e tal, mas não faz muito nosso estilo não! Inclusive, o ônibus fica parado lá por 15 minutos e, a menos que você queira ir no Parque de diversões, fazer o passeio na mina subterrânea, jogar no cassino ou comer algo, acredito que o tempo seja mais do que suficiente pra dar uma voltinha pelo lugar. Nós demoramos um pouco mais porque aproveitamos para almoçar num dos restaurantes do complexo.

o que fazer em Joanesburgo
Parte da área externa da Gold Reef City
o que fazer em Joanesburgo
Cassino da Gold Reef City

Gold Reef City
Onde: Corner of Northern Parkway & Data Crescent, Ormonde
Quando: Cassino - aberto 24 horas todos os dias
                Parque Temático - quarta a domingo de 9:30 às 17h
Quanto: Cassino - entrada grátis
               Parque Temático - de 120 a 190 rands veja tabela de preços aqui.

MUSEU DO APARTHEID


De lá fomos para o ponto seguinte, o Museu do Apartheid. Se tem um lugar que é imperdível em Joanesburgo, esse lugar é o Museu do Apartheid! Bom, pelo menos pra quem se interessa pela história do Apartheid. Esse era, inclusive, um dos principais motivos de eu querer ir à Joanesburgo. Tinha muita vontade de conhecer esse museu, vontade que aumentou ainda mais depois de eu ler a autobiografia do Mandela "Longa Caminhada até a Liberdade".

O acervo do museu é enorme! São fotos, vídeos, documentos, painéis e mais uma infinidade de objetos que contam a toda a história do Apartheid no país, do início ao fim. E o impacto já começa logo na entrada, antes dela na verdade. Os ingressos estão marcados com "Non-Whites/Nie-Blankes" e "Whites/Blankes" que significam "Não-Brancos" e "Brancos" em 2 das 11 línguas oficiais do país: inglês e africâner, respectivamente. E há também 2 entradas separadas no museu, uma para os brancos e outra para os não brancos (por não brancos, entenda: negros, mulatos, mestiços, indianos e qualquer outra tonalidade que não o "branco puríssimo"). Assim, já dá pra ter uma pequena ideia de como era a divisão racial no país.

Reserve, no mínimo, 2 horas pra conseguir ver tudo! Acho que gastamos umas 3 horas! Não é permitido tirar fotos nem filmar dentro do museu, apenas nas áreas externas.

o que fazer em Joanesburgo
Museu do Apartheid
o que fazer em Joanesburgo
Entrada do Museu do Apartheid

Museu do Apartheid
Onde: Cnr Northern Parkway & Gold Reef Roads, Ormonde.
Quando: diariamente de 9h às 17h.
Quanto: 75 rands (35 para professores) 15% desconto sightseeing

MUSEU DA CERVEJA


Nossa última parada foi no museu da cerveja, o SAB (The South African Breweries) World of Beer’s. Lá é possível fazer um tour e conhecer o processo de fabricação da cerveja, com direito a degustação. Nós chegamos, junto com um casal de brasileiros - um dos pouquíssimos que encontramos durante toda a viagem, - quase na hora de fechar. Aí uma funcionária sugeriu que fizéssemos apenas a degustação, sem o tour! Foi o que fizemos. Não sei se é porque estava fechando, mas achei a degustação meio corrida. Uma mocinha botava as informações da cerveja da vez na tela e descrevia sobre ela, enquanto outra ia nos servindo. Logo em seguida já passava pra outra cerveja. Tínhamos também água e biscoito água e sal para limpar o paladar entre uma cerveja e outra.

Provamos 6 cervejas, sendo 4 sul africanas (Black Label, Castle Large, Castle Milk Stout e Lite) 1 italiana (Peroni, que é fabricada também em Joanesburgo) e uma tcheca (Pilsener Urquell que só é produzida na República Tcheca mesmo). Não entendi muito bem porque essas 2 cervejas estrangeiras entraram na degustação não, talvez pra dar mais volume, não sei!

o que fazer em Joanesburgo
o que fazer em Joanesburgo
Degustação de cervejas
o que fazer em Joanesburgo
As 6 cervejas que fizeram parte da nossa degustação
Além da degustação ganhamos, cada uma, 2 fichas para tomarmos as cervejas que quiséssemos no bar do museu. E ainda ganhamos outras fichas de um pessoal que estava indo embora e não tinha conseguido beber tudo! :-) A variedade de cervejas do bar é maior do que a da degustação, então aproveitamos pra provar outras. Até porque, de todas as cervejas da degustação, eu só não tinha provado a Castle Milk Stout. As outras 3 sul africanas eu tomei na festa réveillon e as estrangeiras, quando estive na Itália e na República Tcheca.

o que fazer em Joanesburgo
O bar do museu
o que fazer em Joanesburgo
Um brinde!!! :)

Museu da Cerveja - SAB World of Beer’s
Onde: 15 Helen Joseph Street (President Street), Newtown
Quando: diariamente de 10h às 18h (último tour às 17h, ou 16h domingo e segunda).
Quanto: Tour - 105 rands
               Degustação - 95 rands
               Tour + Degustação - 160 rands (100 rands, desconto City Sightseeing Bus)

MANDELA SQUARE


De lá, pegamos um táxi até a Mandela Square, uma praça com uma estátua gigante do Nelson Mandela e várias restaurantes ao redor. E bem ao lado fica um shopping e um hotel também. Nós demos uma volta por lá e jantamos num dos restaurantes ao redor da praça. Voltamos pro hostel já tarde da noite. Foi um dia longo e super produtivo!

o que fazer em Joanesburgo
Mandela Square

Enfim, se você tiver apenas um dia em Joanesburgo (o que, definitivamente, não é recomendado) conseguirá conhecer seus principais atrativos dessa forma. Mas existem ainda outras coisas pra fazer na cidade, claro!

Se você tiver mais tempo pra explorá-la sugiro que conheça também o bairro de Maboneng onde fiquei hospedada no Curiocity Backpackers, um hostel bem bacaninha que meio que segue o estilo do bairro.

                                    Veja mais opções de hospedagem em Joanesburgo
                        

Maboneng é o novo point do momento. Uma área que foi recentemente restaurada, mais ou menos nos mesmos moldes de Williamsburg, no Brooklyn, em Nova York. ou de Shoreditch, em Londres. Antigamente uma área industrial, o local ficou abandonado e decadente por muitos anos, mas hoje está cheia de bares e restaurantes descolados, lojas bacaninhas, além de galerias de artes e um mercado super famoso, o Arts on Main que, dizem, é imperdível!

Infelizmente, não consegui conhecer muita coisa do bairro. Apesar de ter ficado 4 dias na cidade, eu viajei no réveillon, então quase todos os lugares estavam fechados no feriado e permaneceram assim no fim de semana.

Tendo ainda mais tempo, sugiro conhecer os arredores de Joanesburgo, como a cidade satélite de Soweto e também Pretória, uma das capitais do país. Eu conheci as 2 e ainda um lugar chamado "Berço da Humanidade". Contei tudinho nesse post aqui: O que conhecer nos arredores de Joanesburgo. Confira! 


Saiba mais sobre a África do Sul

África do sul: roteiro de viagem
O que conhecer nos arredores de Joanesburgo

👍
Gostou do conteúdo e quer salvar pra consultar depois? Dê um "pin" na foto abaixo e salve no seu Pinterest!
Aproveite para seguir o blog por lá também! 😉


o que fazer em joanesburgo

--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!





➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem africa 728x90



➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!



✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

3 comentários :

  1. Anônimo31.7.16

    Olá Renata, meu nome é Aleksander e adoro viajar pelo mundo!!
    Muito bom seus relatos sobre sua trip pela Africa do Sul!
    Pretendo ir em 2017 no mês de Abril com minha esposa e minha filha de apenas 2 anos e meio.
    Pelo o q você viu e sentiu das cidades que visitou, é viável ou não fazer uma trip pela Africa do sul com uma criança de 2 anos e meio de idade?
    Parabéns pelos posts :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aleksander, tudo bem?
      Muito obrigada! :)
      Então, acho que depende de onde você vai e o que vai fazer.
      Nas cidades maiores, como Joanesburgo e Cape Town, é bem tranquilo ir com criança. Mesmo nas cidades da Garden Route que são menores. Tudo muito bem estruturado, coisa de 1° mundo mesmo! Super tranquilo!
      Agora, só acho que não rola muito fazer safári. Aliás, existe uma idade mínima pra crianças entrarem no Kruger (nos outros lugares deve ser parecido). Não lembro qual a idade, mas no site do Sanparks (organização que gerencia todos os parques do país) você encontra todas as informações.
      Boa viagem!

      Excluir
    2. Anônimo5.8.16

      Entendi Renata, você esclareceu bem minhas dúvidas. O que eu estava preocupado mesmo era com a estrutura das cidades por causa da bebe.
      Eu já tinha imaginado e lido em algum lugar sobre limitação de idade para visitar os safáris. Nem iria arriscar também entrar na selva com um bebe, fora que tem também a tal da malaria na região do parque Kruger né?!
      Renata, eu tenho um vlog no youtube onde a ideia principal é incentivar as pessoas a viajar mais e dou dicas também sobre minhas viagens, se interessar dar uma olhada o endereço é esse: www.youtube.com/aondeestamos
      Obrigado pela resposta e pelos posts bem escritos!!
      Até !!!

      Excluir

Comente aqui