13

Dando a volta à Ilha de Providencia - Colômbia

Renata Campos | 26.4.12 |

Assim como em San Andrés, dar a volta à ilha é uma das principais atividades de Providencia. E aqui ainda há a opção de fazer o passeio por terra ou por mar. Nós fizemos os dois!!!

E engana-se quem pensa que é a mesma coisa. Você pode até passar pelos mesmos lugares (ou não), mas cada trajeto tem as suas particularidades. Assim se já fez um dos passeios, você não está “livre” de fazer o outro. Agora, se você só tem um dia na ilha e tiver mesmo que escolher entre os dois, eu sugiro que faça a volta à ilha pelo mar. Por quê? Porque de barco você poderá conhecer outras ilhazinhas menores (chamadas de cayos) como o Cayo ter hermanos e o Cayo Cangrejo que, pra mim, é o lugar mais fascinante de Providencia!!

Vou descrever os dois passeios aqui, aí você escolhe qual deles prefere. Se ainda tiver dúvida... faça os dois, garanto que você não vai se arrepender!!

Volta à ilha por terra


Em Providencia, a volta à ilha funciona da mesma forma que em San Andrés (como eu contei aqui nesse post Volta à Ilha em San Andres) Você pode alugar um carrinho de golfe, uma scooter ou contratar o serviço de um táxi.

Novamente nós optamos pelo carrinho de golfe. Alugamos através do nosso próprio hotel (Hotel Sirius) e pagamos os mesmos COP 120 mil – R$ 120,00 de San Andrés, mas com a vantagem de só devolvermos o carrinho na manhã seguinte. Assim pudemos dar uma voltinha pela ilha à noite também.

O pessoal do hotel nos deu um mapinha (abaixo) e umas dicas de onde deveríamos parar. Outra coisa importante, é que eles também nos explicaram qual era a rota aproximada da volta à ilha de barco que faríamos no dia seguinte. Assim, já tínhamos em mente alguns lugares que passaríamos no dia seguinte e que poderíamos pular.

Mapa dos pontos de mergulho de Providencia

Começamos a percorrer a ilha pelo lado esquerdo e, pouco depois, paramos na Bahia Manzanillo.  É lá que fica e o famoso Roland’s Bar. Uma delícia de lugar!!! Boa música, cerveja gelada, redes no coqueiro... ótimo lugar pra passar o dia. Ficamos lá um bom tempo e só fomos embora porque ainda tínhamos muitos lugares pra conhecer, senão teríamos ficado o dia todo lá, fácil, fácil. O único inconveniente, a meu ver, é que a praia tem muita alga, chega a incomodar.









Seguimos viagem e apenas passamos por Agua Mansa e Maracaibo. E também pelo mini aeroporto, o El Embrujo, que fica ali na beira da estrada mesmo. Chegamos a Santa Isabel, o centro administrativo de Providencia. Procuramos por algum lugar pra almoçar, mas já estava tudo fechado, também já era quase 3hs da tarde!! Estacionamos o carrinho e atravessamos, a pé, a ponte dos namorados, que liga Providencia à sua vizinha Santa Catalina. Lá conseguimos achar o restaurante da Eneida. O lugar é simples, mas a comida é boazinha e barata. As opções de prato são peixe, frango e carne, com salada e arroz de coco, qualquer um por COP 12 mil – R$ 12,00.

Resolvemos dar uma volta pela pequena ilha de apenas 1km2. Seguimos pelo calçadão até o até o Fort Warwick, que fica no alto de uma escadaria e logo atrás da estátua de Santa Catalina, e de onde se tem uma vista bem legal de Providencia. Lá de cima, dá pra avistar uma praia curtinha (Fort Bay), como já sabíamos que passaríamos ali no dia seguinte, de barco, não   descemos até a praia e retornamos à Providencia para continuar dando a volta a ilha.

Santa Catalina
Santa Catalina
Fort Warwick

Nossa parada seguinte foi em Almond Bay, onde tem um polvo enorme no passeio marcando a “entrada” do local. Dali é só descer um bocado num caminhozinho que é uma graça, com o chão decorado e vários banquinhos pra descanso (pra ser usado na subidinha da volta..rs), neles há várias plaquinhas como as das fotos abaixo, escritas em inglês de um lado e em espanhol, de outro. No fim desse caminho tem um barzinho e uma praia curtinha. Chegamos lá já no fim do dia, vimos um casal subindo uma trilhazinha no morro à esquerda e fomos atrás..rs. Lá de cima, se tem uma visão linda do mar e é um ótimo lugar pra apreciar o pôr-do-sol! 





Quando voltamos novamente à estrada, já estava começando a anoitecer, apenas passamos pela Bahia de Agua Dulce, a região mais turística da ilha com as maiores ofertas de pousadas e restaurantes. Quando retornamos ao hotel já estava de noite. Apenas tomamos um banho e, aproveitando que estávamos motorizadas, voltamos à Água Dulce para jantar. Paramos, por acaso, no Caribbean Place Donde Martin. E só depois, lendo as dicas que anotei de restaurantes, vi que esse era um dos mais recomendados!! O lugar é mesmo bem legal e a comida é uma delícia!

Volta à ilha de barco


Dar a volta à ilha de barco é, sem dúvida, um dos melhores passeios de Providencia. Fizemos a reserva diretamente no hotel: uma lancha pequena apenas para nós quatro saiu por COP 160 mil – R$160,00. Dessa forma, nós pudemos escolher onde queríamos ir e também quanto tempo ficar em cada lugar. Assim, pulamos os lugares que já tínhamos ido de carrinho de golfe no dia anterior e focamos naqueles que ainda não conhecíamos.

Dessa vez, começamos o tour pelo lado direito. Nossa primeira parada foi para snorkeling próximo à Cabeça de Morgan – uma pedra enorme com forma de cabeça e que parece o perfil de um rosto humano sobre o mar, e que foi atribuída a Henry Morgan, um famoso corsário que saqueou grande parte do Caribe – em Santa Catalina. Vimos vários peixes diferentes, ouriço, estrela, corais de todos os tipos e a visibilidade da água é perfeita, transparente de tudo! De lá, fomos pra Fort Bay, a prainha que fica em Santa Catalina e que tínhamos apenas visto do alto do Fort Warwick, no dia anterior. Ali perto também há uma mini-caverna na qual você entra mergulhando!


Cabeça de Morgan
Ponte dos namorados 
Não paramos em Santa Catalina, pois já havíamos conhecido no dia anterior, passamos por baixo da ponte dos namorados de lancha e fomos para Cayo Cangrejo, uma pequena ilha rodeada de águas cristalinas (Taxa de entrada: COP 13 mil – R$ 13,00).

O lugar é simplesmente maravilhoso, parece ter saído de um filme, uma capa de revista, sei lá!!! A água é azuuuuuul e totalmente transparente, parece mais que uma piscina gigante!! Em sua parte superior há um grande penhasco, de fácil acesso por uma trilhazinha, lá do alto se tem uma visão de 360º!!! Muito lindo!! Pra ter uma pequena ideia, dá uma olhada nesse vídeo aqui.


Passamos horas nesse lugar, tirando foto, tomando sol, nadando... E por fim, ainda demos a volta completa ao Cayo, fazendo snorkeling. IMPERDÍVEL!!!  
Também é possível contratar uma lancha ou até mesmo um caiaque pra ir diretamente a Cayo Cangrejo.

Trilha pro alto da ilha

Vista de cima do Cayo Cangrejo
E foi aqui, em Cayo Cangrejo, que surgiu a primeira foto-capa do blog!!
Depois de passar várias horas em Cayo Cangrejo, partimos em direção ao Cayo Três Hermanos, que são três ilhazinhas juntinhas também cercadas de águas azuis e transparentes. Outro bom lugar para snorkeling. Ainda teríamos outros lugares para fazer snorkeling e poderíamos também passar o fim do dia na praia Manzanillo, que fomos no dia anterior, mas preferimos ir pra Suroeste mesmo, ainda não havíamos conhecido direito a praia em que estava nosso hotel.








Nosso hotel visto do mar
Chegando à Bahia Suroeste

Assim, almoçamos/jantamos no restaurante do Arturo, ali na "nossa" praia, do lado de "casa". E foi assim, comendo um peixinho e tomando umas Águilas, que finalizamos o dia, ainda com direito a um belo entardecer direto na praia! 

13 comentários :

  1. Oi, Rê. Tudo bem?

    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem. Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Bom feriado!

    Beijos,
    Bóia Paulista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah.. que ótimo!!!
      Obrigada!! :)
      Bom feriado tb!
      bjs

      Excluir
  2. Olá gostaria de saber se pra ir a Providencia e necessário ter hospedagem reservada... e qual o hotel voce poderia nos indicar....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruno, que eu saiba não precisa de hospedagem reservada não. Mas acho que seria uma boa opção sim, já que é meio complicado se locomover por lá pra ficar procurando lugar.
      Eu me hospedei no Sirius, dá uma olhada aqui no post que fiz sobre hospedagem na Colômbia e eu falo sobre o Sirius
      http://www.revivendoviagens.com/2012/02/colombia-donde-hospedarse.html

      Excluir
    2. Olá Renata mais uma pergunta. estou a alguns meses da viagem e queria saber o seguinte . Assim que eu chegar em Providencia ,o deslocamento da área de chegada para o hotel , foi fácil se localizar e encontrar o hotel/pousada, pois vi muitos posts dizendo que a locomoção lá pode ser meio complicada.

      Excluir
    3. Bruno, Providencia é minúscula!!!
      E todo mundo conhece tudo por lá. Acho que não tem dificuldade pra chegar não. Bom, eu pelo menos fiquei num hotel conhecido foi tranquilo chegar lá do aeroporto, onde peguei um "táxi", na verdade são carros comuns que fazem o trajeto, na maioria das vezes.
      A locomoção lá dentro pode ser complicada porque não existem taxis de verdade, por isso o ideal é alugar um carrinho de golfe para conhecer a ilha toda!

      Excluir
  3. Anônimo29.4.15

    Oi Renata, estou pesquisando pousadas em Provi e estou em dúvidas sobre o Sirius e o Cabanas Água Dulce. Vi que vc se hospedou no sirius. O que achou? E em relação à localização? Penso em ficar um dia e meio. Acha que é o suficiente, sendo que meu objetivo maior é conhecer Cayo Cangrejo e a Praia de Manzanillo? Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, tudo bem?
      Eu gostei do Sirius sim. Quanto à localização, talvez eu preferisse ficar mais central apenas pra ter mais opções à noite. Fora isso, a localização do Sirius é muito boa. Se você quer conhecer só Cayo Cangrejo e Manzanillo, acho que não faz muita diferença de onde vai ficar, até porque seu tempo é bem curto. Vc vai precisar arrumar um transporte pra ir para a praia de todo jeito. E pra Cayo Cangrejo eu peguei uma lancha na porta do hotel, agora em Agua Dulce não sei de onde saíria.
      Escrevi aqui um mais sobre o Sirius, dá uma olhada http://www.revivendoviagens.com/2012/02/colombia-donde-hospedarse.html

      Excluir
  4. Oii, tudo bem?
    Como foi certinho o passeio volta a ilha de lancha?
    Que horas eles pegaram e deixaram vocês no hotel? Quanto tempo precisa p/fazer tudo que vcs fizeram?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii, tudo bem?
      O roteiro certinho é esse que escrevi no post mesmo! O tempo que gastamos em cada lugar eu já não me lembro mais. Mas esse passeio que fizemos foi privativo, então logo no início o barqueiro já disse que nós é que faríamos o nosso tempo, poderíamos ficar quanto tempo quiséssemos em cada lugar! É um passeio que leva um dia inteiro. Chegamos de volta ao hotel no fim do dia! Não lembro que horas saímos, mas lembro de combinarmos o horário com o barqueiro, como era privativo, a gente é que escolheu o horário!
      Sei que existem alguns passeios de agências que levam várias pessoas e têm horários fixos, mas não sei te informar sobre eles. Mas chegando lá você se informa rapidamente de tudo! O pessoal do seu hotel pode te ajudar nisso! Foram eles que agendaram os passeios pra gente!
      Boa viagem!

      Excluir
  5. Renata, pretendo passar só um dia em Providência. Vc sabe como consigo contratar um barqueiro?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  6. Renata, pretendo passar só um dia em Providência. Vc sabe como consigo contratar um barqueiro?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Não sei te fizer ao certo, mas talvez se você entrar em contato com alguma agência em Providencia ou mesmo com algum hotel... eu contratei direto do hotel, lá na hora mesmo.
      Caso não consiga contato antecipado, quando chegar no aeroporto pegue um táxi e pergunte pro taxista se ele conhecesse algum barqueiro pra fazer o serviço (e aproveite e já combine algum horário pra ele te levar de volta pro aeroporto) ou então peça pra te levar em alguma agência que ofereça o passeio que você deseja fazer.
      Boa viagem!

      Excluir

Comente aqui