10

Catedral de Sal de Zipaquirá: 1ª maravilha da Colômbia!

Renata Campos | 13.5.12 |

Um dos principais atrativos de Bogotá, a mundialmente famosa Catedral de Sal, não está propriamente localizada na capital colombiana, mas a cerca de 50km de lá, na cidadezinha de Zipaquirá.

O acesso à Zipaquirá é super fácil. Apesar disso, vi muita gente contratando passeio por agências de turismo por cerca de COP 100 mil – R$ 100,00!! Outra forma cara de se chegar lá é de táxi, uma corrida de ida e volta até Ziparquirá pode custar até COP 180 – R$ 150,00. A melhor opção é mesmo o ônibus!


E existem 2 opções:

- Pegar um ônibus da Alianza que sai do Terminal de Transporte de Bogotá pra Zipaquirá a cada 1 hora. A viagem dura 2 horas e custa COP 3.100 – R$ 3,10.

- Pegar o ônibus do sistema de transporte rápido, o Transmilênio (COP 1.700 – R$1,70) em qualquer estação da cidade e descer no terminal norte, que é a última estação. Ali é só passar pelas catracas na saída da estação, os ônibus para Zipaquirá (COP 3.700 – R$ 3,70) já estarão estacionados logo ali. Tem placas indicativas tanto no terminal quanto nos próprios ônibus, que são, geralmente, bem coloridos. Não tem erro! A viagem dura cerca de 40 minutos.

Como chegar na Catedral de Sal

Do ponto onde você desembarcar em Zipaquirá é só subir alguns quarteirões até a praça principal, onde está a Igreja, prédios do governo e outras construções históricas. Vale a pena gastar um tempo por ali e dar rodada pela cidadezinha que é uma graça e bem pequena. Em pouco mais de meia hora dá para percorrer seus principais pontos.

Depois disso, continue subindo até chegar ao Parque de Sal. Se tiver dúvidas, peça indicação pra qualquer pessoa na rua, todos saberão lhe informar o caminho. Ou simplesmente siga o fluxo de turistas.





Após andar por quase toda a cidade, chegamos à entrada do Parque de Sal sofrendo com os efeitos da altitude - Zipaquirá está a 2.652m de altitude, pouca coisa a mais que Bogotá, mas muita coisa a mais do que as 4 cidades a beira mar pelas quais passamos anteriormente na Colômbia (Santa Marta, Cartagena, San Andrés e Providencia).

Da entrada do Parque até a Catedral, ainda havia um longo caminho a ser percorrido e pior, cheio de escadas. A verdade é que, em situações normais, aquele caminho seria tirado de letra, mas a altitude nos deixava extremamente cansadas e era preciso fazer um esforço maior que o normal pra subir toda aquela escadaria. Minhas amigas ainda reclamaram de dor de cabeça e enjoo, eu senti “apenas” um cansaço excessivo. Mas no final do dia já estávamos mais ambientadas com a altitude e menos cansadas. E no dia seguinte, já estávamos 100%. 



Paradinha estratégica no meio do caminho pra tirar foto e tomar fôlego.. rs

Vencido todo o caminho, chega-se à bilheteria onde você terá que escolher uma opção entre os vários “combos” de atrativos.O plano mais simples dá direito apenas à visita à Catedral de Sal e a um filminho que conta a história da mina de sal em 3D que é exibido no final do tour e custa COP 20 mil – R$ 20,00. Você ainda pode incrementar o passeio com qualquer um desses atrativos: o Museu da Salmora, a Rota do Minério e o muro de escalada, cada um com um preço diferenciado. Ou escolher pela opção que contempla todos eles e custa COP 35 mil – R$ 35,00. Há tarifas diferenciadas para crianças até 12 anos e adultos acima de 60.

E ainda, com um acréscimo de COP 3 mil – R$ 3,00, você compra um city tour de trenzinho pela cidade, que sai a cada 15 minutos do lado da bilheteria. Você pode retornar com o trem até o mesmo local ou pode saltar em qualquer lugar em Zipaquirá. 


Nós compramos o plano A5 que dava direito  todos os atrativos, com exceção do muro de escalada. Começamos pelo Museo de La Salmuera, que fica próximo à bilheteria. Lá dentro não tem quase nada pra ver, mas o interessante é a explicação dada pelo monitor através de painéis interativos e de um filme a respeito de como funciona a mina de sal (que aliás é gigantesca, o que vemos não é nem 1 décimo – e olha que o lugar é bem grande), de todo o processo de fabricação do sal e da história de construção e engenharia da Catedral de Sal.Tudo isso dura menos de meia hora.




Saímos de lá e fomos direto para a Catedral de Sal, a atração principal. O horário de visitas é de segunda a sexta das 9 às 16:30. Sábados e domingos das 9 às 17:00.

Quando chegamos estava saindo um tour guiado. A descida em direção à catedral propriamente dita é lenta. A primeira parte do tour subterrâneo tem cerca de 400 metros de comprimento, nos quais estão dispostas as quatorze estações da Via Sacra, esculpidas em pequenas capelas. Estas desembocam nos grandes túneis da mina, que levam à grande cúpula, onde está uma cruz talhada na pedra de 16 metros, o altar e obra "A Criação do Homem", homenagem a Michelangelo. 










No fim do tour, assistimos a um filme em 3D, com duração de 15 minutos que mostra a dinâmica da mineração do sal e mostras as diferentes etapas geológicas. É legalzinho, mas nada demais.

Um pouco mais adiante ainda tem o espejo de agua, local onde era uma salmoura. O local tem uma iluminação especial que dá um efeito espelhado na água parada e rende ótimas fotos. Ah e também tem o show de luzes, que acontece numa sala escura com uns painéis de LED no teto, onde as luzes vão me movimentando e formando imagens que no ritmo da música. Bem legal!

Espelho d'água
Vídeo do show de luzes da Catedral de Sal 

Enquanto esperávamos o horário de saída da Ruta del Minero, que estava incluída no pacote que compramos e só saía de meia em meia hora, ficamos andando por ali nas “lojinhas” que vendiam desde souvenir como esculturas de sal, velas e cruzes até as famosas e populares esmeraldas colombianas.  E sentamos num Café, único lugar que vende comida e bebida lá dentro. Pedimos um chocolate quente pra espantar o frio...




A Ruta Del Minero é um tour por caminhos relativamente apertados e sinuosos. Antes da saída, todos nós ganhamos um capacete e uma lanterna. Mas logo no início do caminho, a guia nos pediu para apagar as luzes e sentirmos o ambiente. Escuridão total! Definitivamente esse não é um passeio indicado para pessoas que sofrem de claustrofobia, têm medo de escuro ou coisas do gênero. Mas para o resto da população pode ser bem divertido. "Trabalhamos" como mineiros e recebemos picaretas para tentar extrair sal das paredes da mina. Difícil!, viu?! rs. No final, há ainda uma simulação de explosão, processo utilizado pelos mineiros para extração. O tour dura menos de 1 hora. 




Ficamos horas lá dentro e nem vimos o tempo passar. O lugar é realmente incrível! Vale muito a visita!! É uma experiência única!

No fim de do dia estávamos exaustas! E ainda bem que compramos o passeio no trenzinho turístico que mencionei anteriormente, assim descemos até a cidade nele. O trem tem saída da Catedral de Sal a cada meia hora e passa pelos principais pontos da cidadezinhas de Zipaquirá. Você pode escolher ficar em alguns dos charmosos restaurantes ao longo do trajeto, voltar até a catedral de sal ou ficar próximo ao ponto de ônibus de Bogotá. Foi o que fizemos. 



Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!





➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem america do sul 728x90



➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!



✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

10 comentários :

  1. Anônimo12.2.15

    Olá!
    Você sabe me dizer se também é possível pegar esse trem p subir até a catedral, fazendo o sentido inverso que vc fez?
    Obrigada
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, tudo bem?
      Não posso te afirmar com certeza, porque não vi o trem na parte de baixo quando subi e confesso que nào lembro dessa informação, mas ACHO que faça o sentido contrário sim.

      Excluir
  2. renata. estou querendo fazer esse trajeto como voce fez de transporte publico. a volta parece que é mais complicada. os pontos são os mesmos para descer? qual linha pego na volta para bogota. estarei hospedada perto do museo nacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Francisca, tudo bem?
      A volta não é complicada não! Pelo contrário, como você já conhece o lugar fica mais fácil de se achar! Você pegará o ônibus exatamente no mesmo lugar que desceu e pegará o mesmo ônibus pra voltar! Simples! :)
      Agora, em qual ponto descer em Bogotá que fique mais próximo a seu hotel é melhor perguntar para o trocador ou motorista!
      Boa viagem!

      Excluir
  3. Anônimo20.7.16

    Boa tarde.Consigo pegar no aeroporto onibus até o terminal ? A volta , sabe se tem onibus à noite?Vou com 12 pessoas, tava pensando no aeroporto arrumar uma van e ir direto, No aeroporto eldorado ,sabe se tem essas vans ? Como são muitas pessoas uma van vai ficar bem baratinho. Sabe se a catedral abre todos os dias ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Não tenho certeza se tem transporte público no aeroporto, eu não vi nada de ônibus ou van quando eu fui. As 3 vezes que sai de lá eu fui e tb voltei de táxi.
      Mas boa sorte pra vocês

      Excluir
  4. Olá Renata, tudo bem ?

    Como são os ônibus que levam até lá ? São como os nossos aqui que fazem trajetos inter municipais ? Pergunto pois estarei indo com outras 5 pessoas, inclusive meu sogro, que já é de mais idade ...

    Obrigado !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dan, tudo bem?
      Então, tinha vários tipos de ônibus. Desses comuns tipo "lotação", ônibus tipo de viagem e micro ônibus também! Se não me engano fui num ótimo tipo viagem (mas velho).
      Boa viagem pra vocês

      Excluir
  5. Olá Renata, tudo bem? Então, esse seu passeio durou um dia inteiro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sergio, tudo jóia!
      Sim, gastamos um dia inteiro na Catedral. Pegamos o ingresso completo pra conhecer todos os lugares. Mas é possível fazer a visita em menos tempo também!

      Excluir

Comente aqui