4

RêVivendo a Ilha de Boipeba/BA

Renata Campos | 24.4.14 |
Boipeba Bahia


Boipeba é uma ilhazinha baiana ainda pouco conhecida! E, graças a isso, Boipeba vem mantendo suas praias bem conservadas e lindíssimas! Quem ainda não conhece a ilha está perdendo a oportunidade de desfrutar de praias paradisíacas e praticamente desertas, até mesmo na alta temporada! Se você está procurando sossego e tranquilidade, Boipeba é o lugar ideal! Agora, quem estiver em busca de badalação, melhor seria ir pra ilha vizinha, a badaladíssima Morro de São Paulo (conheça mais sobre a ilha aqui: RêVivendo Morro de São Paulo).


COMO CHEGAR EM BOIPEBA


A ilha de Boipeba fica (relativamente) próxima à capital Salvador. Se você traçar uma linha reta de Salvador a Boipeba, seriam apenas 80 e poucos km de distância. Maaaas, a coisa não é tão simples! Quem dera! Não dá pra ir assim, em linha reta, pra Boipeba! A maneira mais comum é pegar um ferry boat em Salvador para Bom Despacho, depois um ônibus até Valença e, aí, uma lancha até Boipeba. Esse trajeto dura, no mínimo, 4 horas (isso sem contar o tempo de espera entre um transporte e outro). Outra opção, que não encurta o caminho mas pode deixá-lo menos cansativo e mais prazeroso, é fazer um stop over em Morro de São Paulo. E aí, depois de aproveitar a ilha alguns dias, seguir viagem até Boipeba. Foi o que fiz nessa viagem! Vim de Salvador, na verdade da Praia do Forte, para Morro de São Paulo e, só depois de 3 dias, é que fui para Boipeba!

Para informações mais detalhadas, leia o post Como chegar em Boipeba?

Mapa com a localização da Ilha de Boipeba e a referência de como chegar a partir de Salvador. A linha vermelha seria o trajeto em linha reta que, infelizmente, não existe. Já a linha verde representa o trajeto mais popular: ferry boat + ônibus/carro + lancha. 

ONDE FICAR EM BOIPEBA


Mas, antes de mais nada, é preciso definir onde se hospedar. E não estou falando só sobre hotéis, pousadas, hostels ou casas de aluguel não! É que, apesar de pequena, existem 2 povoados principais na Ilha de Boipeba onde a maioria dos turistas se hospedam: Velha Boipeba e Moreré.

Velha Boipeba, onde fiquei hospedada, é o maior povoado, o que tem maior infraestrutura, mais opções de hospedagem e de restaurantes. Mas perto de Moreré, Velha Boipeba parece uma cidade grande! Moreré é bem pequena, suas ruas são de areia e é tudo muito simples! Uma graça! Os dois povoados estão localizados a uma curta distância um do outro. Dá pra ir caminhando de um ao outro pela praia numa boa. Nesse post Onde ficar na Ilha de Boipeba: Velha Boipeba ou Moreré eu falei, mais detalhadamente, sobre os dois povoados e também a sobre o hostel que fiquei hospedada.

Velha Boipeba parece uma cidadezinha do interior de Minas, com suas ruas de paralelepípedo, onde os moradores ficam nas janelas e calçadas das casas observando o vai e vem de pessoas nas ruas. O campo de futebol faz as vezes da pracinha da cidade. Ali no entorno existem várias restaurantes e é onde tudo acontece. Não que aconteça muita coisa, mas se acontecer, será ali! Boipeba, assim como uma boa cidadezinha do interior, é bem tranquila. A rua ao lado do campo é cheia de barraquinhas de comida e artesanato, e é onde todo mundo vai à noite. E nós, claro, "batemos cartão" toda noite e nos deliciamos com cachorro quente, pipoca, tapiocas, acarajé e outras delicinhas.


O campo de futebol/pracinha da cidade à esquerda e a igrejinha lá no fundo da foto à direita. 
A "night" em Boipeba é assim!

Vez ou outra rolava uma apresentação teatral nas ruas também. Mas nada disso durava até muito tarde. Antes de meia noite já não havia praticamente mais ninguém na rua. Durante os dias que estivemos lá não tivemos notícia de nenhuma festa ou algo parecido. Portanto, todos os dias depois da nossa voltinha pela vila, acabávamos voltando pro hostel pra tomar umas cervejas e/ou caipirinhas e jogar conversa fora com o pessoal antes de dormir.


Contrastando com toda rusticidade da vila de Velha Boipeba, foi construído um shopping na praia de Boca da Barra. O lugar ainda tem pouquíssimas lojas e pouquíssima gente visitando também! Fui lá dar uma olhada e, sei lá, achei bem nada a ver. Enfim...

O tal shopping de Boipeba. 

AS PRAIAS DE BOIPEBA


Falando em praia, Boipeba foi agraciada com praias lindíssimas. Várias delas, inclusive, já foram eleitas como as mais bonitas da Bahia e até do Brasil! A praia da Cueira, por exemplo, é simplesmente maravilhosa! Sem sombra de dúvidas, uma das mais bonitas que já conheci! Aquela imensidão de coqueiros a perder de vista, a areia fina, o verde do mar, o céu azul, tudo isso deixa o cenário totalmente paradisíaco! Pena que minhas fotos não fazem jus à beleza da praia. Todas as fotos desse, e de todos os outros posts sobre Boipeba, foram tiradas apenas de celular. A blogueira esperta aqui esqueceu de levar uma máquina pra viagem, pode? (Ok, levei uma Gopro, mas não é bem desse tipo de foto que estou falando).

Praia da Cueira na maré baixa
Praia da Cueira vista do mar

Para chegar na Praia da Cueira existem 2 opções, dá pra ir caminhando pelas praias ou por uma trilha por dentro da vila. Logicamente, a trilha pela praia é muito mais bonita, mas é mais longa também! Sugiro que você faça as duas, vá por um caminho e volte por outro, por exemplo. Todas as vezes que fomos à Cueira, fomos por dentro da vila e voltamos pela praia.

Para pegar a trilha é só caminhar pela rua do posto de saúde, que é paralela ao campo de futebol/praça, até o final. Você vai chegar numa avenida curtinha, quer dizer, não é beeem uma avenida. É que a rua, de repente, se bifurca e tem uma praça estreita e comprida ou um canteiro central largo, como queira. Escolha a rua da esquerda e siga em frente até o Centro Cultural de Boipeba (são 3 casinhas amarelas que estarão à sua direita). Continue caminhando até uma rotatória, onde você vai pegar a estrada de terra e seguir sempre reto, sem desviar em nenhuma trilha secundária. Depois de uns 10 minutos você começará a ver a praia ao fundo. No trecho final, a trilha já é de areia fofa e, quanto mais areia você levantar, mais ela vai te queimar. Eu sei que com a vista lindíssima da praia, a vontade é sair correndo logo, mas vá com calma e tente seguir pelos caminhos mais firmes e pela sombra. Depois disso, é só correr pro abraço, digo, pro mar!

Caminho para a praia por dentro da vila. A princípio o caminho é de paralelepípedos e, após a rotatória, a estrada é de terra. 
O trecho final da trilha é com essa vista maravilhosa. 

Chegando à praia, haverá duas barraquinhas que vendem água de coco, água, cerveja refrigerantes e uma ou outra coisinha de comer. As duas têm mesinhas e cadeiras de plástico com guarda sol e você não paga nada pra sentar ali! Então, aproveite! Se quiser comer algo mais elaborado ou almoçar, a pedida é a barraca do Guido, que ganhou fama pelas suas lagostas. Como eu não gosto de lagosta, não posso dizer se a fama é realmente merecida, mas a isca de peixe que comi estava bem mais ou menos. A barraca do Guido, que já saiu até no Fantástico, fica no canto esquerdo da praia, já quase na divisa com a praia de Tassimirim.

Tassimirim é vizinha à Cueira e, nas 2 vezes que passamos por lá, a maré estava bem alta. Tinha trechos onde não se via praticamente nada de areia. Portanto, não chegamos a ficar na praia, apenas caminhamos por ela indo em direção à vila, quando voltávamos da Cueira.

Praia de Tassimirim

Quase no final da praia de Tassimirim, você verá uma porteira à sua esquerda, com uma plaquinha de madeira escrito "Velha Boipeba". Pegue essa trilha sem medo, depois de alguns minutos você chegará na vila. A maior parte do caminho é feito em trilhas como a da foto abaixo. Em outros momentos você terá belíssimas vistas do mar e, em uma parte do trajeto, você também passará pela praia das pedrinhas.

Trilha para Velha Boipeba no final da Praia de Tassmirim
Vista do mar durante a trilha
Praia das pedrinhas. O nome diz tudo, né? 

A trilha vai terminar na praia de Boca da Barra. A parte inicial dessa praia, quando ainda é banhada pelo mar, é especialmente agradável e bonita. Mas, a parte da praia que é banhada pelo rio do Inferno, não é assim tão bacana. Ali é o local de mais fácil acesso pra quem está hospedado em Velha Boipeba e é também onde há maior infraestrutura, com várias opções de restaurantes. Consequentemente, é onde há a maior concentração de pessoas. É por ali também que todo mundo chega e sai de Boipeba, portanto, também é cheio de barcos. Em contrapartida, é um excelente lugar para assistir ao pôr do sol!

Boipeba
Boca da Barra na parte da praia de mar. 
Boca da Barra na parte da praia de rio.
Pôr do Sol na praia de Boca da Barra

Acho que a praia mais famosa de Boipeba é Moreré. Ela fica no vilarejo de mesmo nome e disputa com Velha Boipeba a atenção dos visitantes. Para chegar em Moreré existem 2 opções: de trator por dentro da ilha ou caminhando pela praia. Nós fomos caminhando e voltamos de trator.

O trator, obviamente, é adaptado. O carro puxa uma "carrocinha" com vários bancos, tipo um trenzinho. Mas por que um trator? Porque a estrada é péssima! Quer dizer, não é bem uma estrada, né? É um caminho cheio de lama onde só mesmo um trator pra passar. As fotos do trator ficaram bem mais ou menos, mas acho que deu pra entender como a coisa funciona, né? A passagem custa 10 reais e os horários... bem, melhor procurar se informar a respeito dos horários  por lá mesmo porque eles variam muito de acordo com a demanda.

Trator que faz o trajeto entre Velha Boipeba e Moreré e vice versa. 

Pra ir caminhando até Moreré, faça aquele mesmo caminho da vila de Velha de Boipeba até a praia da Cueira que eu falei ali em cima. Ao chegar na Cueira é só seguir pelo lado direito (lado contrário da praia de Tassimirim, claro) e caminhar até o final da praia, onde há uma barraquinha de praia bem na ponta. Ali, você terá que atravessar o rio até a outra margem e seguir por dentro de uma fazenda. Pode entrar pela porteira, sem problemas. E, então, você chegará a uma praia que até hoje não descobri o nome. Alguns dizem que ali já é a praia de Moreré, outros dizem que Moreré é só a praia (curtinha) que fica bem em frente à vila e outros falam que a praia ali faz parte das piscinas naturais de Moreré. Enfim, o nome é o que menos importa! Continue caminhando por essa praia e, pouco tempo depois, já estará na praia de Moreré. E, mais alguns minutos de caminhada depois, você encontrará a praia de Bainema.

Praia  "sem nome" chegando em Moreré
Praia de Bainema, logo após Moreré

A caminhada dura entre 1:30 e 2h, dependendo do ritmo de cada um e das paradas para descanso, pra tomar uma água de coco ou um banho de mar. Achei super de boa! A vista é tão linda que você nem percebe o tempo passando. Tente fazer a caminhada pela manhã, quando o sol escaldante da Bahia está judiando menos. Mas, também é preciso dar uma olhada na maré. O ideal é ir na maré baixa porque você poderá caminhar mais próximo ao mar, na areia molhada e firme. Na mará alta, o mar invade tudo e só sobre a parte de areia fofa pra caminhar, aí fica puxado! Outro motivo é porque, no final da praia da Cueira, você precisará atravessar o rio Oritibe. Atravessamos com a água um pouco acima dos joelhos e a correnteza dificultou um pouco o equilíbrio, mas nada demais. Mas, se a maré estiver cheia, você terá que atravessar o rio nadando. E vai fazer o que com as suas coisas? Não rola!

Praia da Cueira na maré baixa, ótima pra caminhar
Barraquinha no final da praia da Cueira, ótimo lugar para um pit stop e o rio Oritibe ao lado. 
Praia da Cueira vista da outra margem do rio Oritibe. 


As praias das quais falei nesse post são as mais conhecidas de Boipeba. Mas ainda existem outras praias na ilha que ficam um pouco mais afastadas e eu não tive oportunidade de conhecer. Bom que já tenho desculpa pra voltar, né?

No mapa abaixo, você pode conferir a localização das praias que mencionei nesse post. Além das trilhas que ligam uma praia a outra.

Mapa das praias de Boipeba
Mapa das praias e das trilhas de Boipeba

👍
Gostou do conteúdo e quer salvar pra consultar depois? Dê um "pin" na foto abaixo e salve no seu Pinterest!
Aproveite para seguir o blog por lá também! 😉

Ilha de Boipeba. Bahia.


Para saber mais sobre Boipeba, leia também:


--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem brasil 728x90

➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!




✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

4 comentários :

  1. Caroline22.9.14

    Oi Renata!! Tudo bom? Adorei seu blog.
    Estou indo agora (outubro) para Boipeba. Sairei de Morro (já conheço) e vou conhecer Boipeba.
    Adorei suas dicas.
    Mas, queria tirar algumas dúvidas.
    Como são nas praias: em todas elas tem barracas? Mesmo que simples!! Servem bebidas (sendo específica - cerveja)? Tem cadeiras e mesas?
    Por favor, me explique como é toda essa dinâmica. rsrsr
    Diante mão, já agradeço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Caroline, tudo bem?
      Obrigada! :)
      Na maioria das praias tem barraca sim. Mas nada comparado à Morro. As barracas são poucas, às vezes só tem uma em cada canto da praia. Também são pequenas e simples. Algumas nem vendem comida, só bebida! Quanto a isso, não se preocupe, dá sim pra tomar uma cervejinha sempre! ;-)
      Boa viagem e aproveite muito Boipeba!

      Excluir
    2. Caroline23.9.14

      Oiiee Renata!!
      Não, não queremos nada igual a Morro! Queremos Boipeba como ela é! rsrs
      Mas, como não conhecemos, umas boas dicas caem super bem!!
      Ótimo! Cerveja, um bom livro e mar... maravilha!!
      Obrigada mais uma vez.
      Aproveitaremos bastante!!!

      Excluir
  2. Renata muito obrigado pela postagem. Sem nível de informação sobre o local é ótimo, na medida certa.

    ResponderExcluir

Comente aqui