5

Vapor do Vinho - como é o passeio pelo Vale do São Francisco

Renata Campos | 17.8.16 |

Vapor do Vinho - Petrolina Juazeiro


Sem dúvida, um dos passeios mais procurados, bacanas e imperdíveis de Petrolina e Juazeiro é o passeio de barco pelo Rio São Francisco que, inclusive, serve como divisa para as 2 cidades. Entre as opções de passeio, o mais legal e completo é o chamado Vapor do Vinho, que vai além do tradicional passeio de barco pelo São Francisco e inclui também uma visita a uma vinícola. 

Mas peraí, vinícola no meio do sertão nordestino??? É isso mesmo! O Vale do São Francisco é uma das principais regiões produtoras de vinho do Brasil! E mais, é o único lugar do mundo onde o vinho é produzido durante o ano inteiro! São 6 as vinícolas instaladas no Vale do São Francisco (entre Pernambuco e Bahia) e elas já correspondem a 15% da produção de vinhos do país.

O passeio do Vapor do Vinho é legal justamente porque, de uma só vez, você pode conhecer uma das vinícolas da região, degustar alguns dos vinhos lá produzidos, e ainda navegar pelo Rio São Francisco que, entre outras coias, é o grande responsável pelo sucesso dessas vinícolas no meio da caatinga!

Deixa eu contar então os detalhes do passeio que eu fiz. Mas antes dá um play aí pra ir lendo o post ouvindo a música tema do passeio: Sobradinho, de Sá e Guarabyra



O transfer me buscou no Hotel Quality, em Petrolina, onde fiquei hospedada, pontualmente às 8hs da manhã e me levou ao Centro de Informações Turísticas Vapor Saldanha Marinho, na Orla II de Juazeiro. Lá, quem ainda não havia pago pelo passeio fez isso e todos pegamos uma pulseirinha de identificação. Quem for por conta própria deve estar lá às 08:30. E não tem como errar o lugar, o Centro de Informações Turísticas fica dentro de um antigo barco a vapor que passou anos navegando pelo rio São Francisco e foi restaurado pra funcionar como tal.

Vapor do Vinho
Centro de Informações Turísticas Saldanha Marinho, na Orla II de Juazeiro

Antes das 9h (que é horário real de saída do passeio) já estávamos todos dentro dos ônibus a caminho de Sobradinho. A viagem até lá dura mais ou menos uma hora, mas a gente nem vê o tempo passar direito porque, no caminho, o guia vai dando informações sobre o passeio, a história do São Francisco e da barragem de Sobradinho. Nós fizemos a navegação primeiro e depois fomos à vinícola, mas parece que muitas vezes a ordem é inversa.

Começamos a navegação no lago de Sobradinho por volta das 10:30 da manhã e logo já fizemos a eclusagem da barragem de Sobradinho. Mas eclusagem? O que é isso? Bom, a eclusa é um local, tipo um reservatório que é enchido (e esvaziado) de água para que as embarcações consigam transpor o desnível de uma barragem que, no caso de Sobradinho, é de pouco mais de 32 metros. Ou seja, a eclusa é tipo um elevador de barcos! rs Portanto, eclusagem é então esse processo que permite que as embarcações subam ou desçam os rios nos quais existe um desnível.

A eclusa tem 120 metros de comprimento e 17 de largura e comporta várias embarcações. No dia que fui havia apenas o nosso barco e um outro no local. Assim que entramos, um portão enorme foi fechado e a água começou a encher a eclusa. Cerca de 20 minutos depois, já havíamos subido o suficiente para atingir o nível da outra parte do lago. E assim, a comporta desceu abrindo caminho pra navegarmos por toda a imensidão do lago de Sobradinho! Achei bacana demais! 

Vapor do Vinho
As comportas da eclusa se fechando para dar início ao processo. 
Vapor do Vinho
A eclusa começando a se encher de água e, 20 minutos depois e mais de 20 metros acima, a comporta se abre para a embarcação passar e continuar a navegação no lago de Sobradinho. 

O barco tinha uma boa estrutura e era confortável. Na verdade, eram 2 barcos juntos, mas juntos mesmo, grudados, amarrados, sei lá, um no outro. Os barcos tinham 2 andares, mas todo mundo fica apenas no andar superior, onde existem várias mesas, comunitárias, pro todos se acomodarem. O andar inferior é usado praticamente apenas pelos funcionários, é lá que fica a cozinha, por exemplo. Mas é lá também onde se tem as melhores vistas. Quer dizer, durante o passeio pelo lago, a vista lá de cima é ótima, até porque pra onde quer que você olhe, verá uma paisagem bonita! Mas na hora da eclusagem, todo mundo se acotovela na parte da frente e também de trás pra tirar fotos, já que nas laterais você não vê muita coisa além de paredes! Já o andar inferior fica completamente vazio! Por isso, enquanto estávamos na eclusa eu fiquei no andar inferior e consegui tirar várias fotos e vídeos sem ninguém pra atrapalhar! Fica a dica pra quando vocês forem! ;-)

Assim que saímos da eclusa, eu voltei para o andar superior pra curtir a música ao vivo e as belas paisagens sentadinha na minha mesa e tomando uma cerveja!

Vapor do Vinho
O(s) barco(s) que fizemos o passeio. Reparem que os 2 estão juntos! 

Vapor do Vinho
Vapor do Vinho
Vapor do Vinho
Vapor do Vinho
Vapor do Vinho navegando pelo lago da barragem de Sobradinho

O barco tem um esquema bacana de deixar uma caixa térmica com várias bebidas debaixo de cada mesa. Aí é só você anotar o que bebeu e, no final do passeio, alguém passa conferindo e recolhendo o dinheiro. Prático, né? Mas quem preferir, pode pegar bebidas direto no bar do barco. Além de bebidas, são vendidos também amendoins, chocolates, blusas, chapéus e bonés!

O almoço está incluso e é servido no barco mesmo, durante a navegação. Confesso que eu estava um tanto receosa com esse almoço. Eu já fui em muito passeio que tinha almoço incluído e ou a comida não era boa ou tinha um monte de coisas que eu não gostosa (sou chata com frutos do mar) ou era pouca quantidade e acabava num piscar de olhos. Por via das dúvidas, levei um lanchinho, mas ele foi totalmente desnecessário! A comida era ótima, muito saborosa e bem variada pra agradar a todos!

Vapor do Vinho
Vapor do Vinho
Almoço servido à bordo do Vapor do Vinho. Comida variada e saborosa! 
Vapor do Vinho
O almoço estava uma delícia! 
Vapor do Vinho
O esquema da caixa térmica com bebidas. Cada mesa tinha uma dessas. 

Outra coisa que eu estava com um pouco de receio, mas que foi uma grata surpresa foi a música. É que quando falaram que tinha música ao vivo no barco e que a galera ficava animada eu já imaginei um "forró eletrônico", ritmo muito popular no nordeste/norte, no último volume! É que eu me lembrei de uns passeios que fiz no Maranhão e no Pará com essas músicas tocando sem parar e com volume altíssimo! Eu sei que muita gente adora, mas eu não curto! Mas novamente, eu estava enganada! O repertório musical é ótimo, basicamente só MPB! (Ótimo pro meu gosto, né? Com certeza deve ter gente que não curte. Mas gosto é gosto e não se discute rs).

         

E foi assim, com música boa, comida gostosa, muita animação e belas paisagens, que o passeio prosseguiu pelas horas seguintes até a Barragem do Sobradinho, onde funciona a CHESF, Companhia Hidrelétrica do São Francisco.

Vapor do Vinho
Vista Panorâmica do Lago de Sobradinho
Vapor do Vinho
CHESF - Companhia Hidrelétrica do São Francisco

Lá pegamos o ônibus novamente e fomos até a Vinícola Ouro Verde - Terra Nova, do grupo Miolo, na cidade baiana de Casa Nova. Fizemos uma visita guiada por um enólogo para conhecer um pouco da vinícola e do processo de fabricação dos vinhos, do espumante e do brandy (conhaque) lá produzidos. No final da visita pudemos degustar um pouco das bebidas que são produzidas no local; 2 vinhos (um tinto e um branco), um espumante e o brandy. Muito legal! Depois de conhecer e degustar todo mundo acaba finalizando o passeio na lojinha pra fazer umas comprinhas e levar alguns rótulos pra casa.

Vapor do Vinho
Vapor do Vinho
Vapor do Vinho
Degustação de vinhos, conhaque e espumante.
Vapor do Vinho
Hora do brinde
Vapor do Vinho
Visita guiada para conhecer o processo de fabricação das bebidas do local
Vapor do Vinho
Parreiral recheado no Vale do São Francisco

Ao final do passeio, ainda visitamos algumas parreiras que estavam carregadas de uvas. Incrível como, em pleno sertão, estava tudo verdinho. O que a tecnologia não é capaz de fazer, não é mesmo? Quem imaginaria que o Vale do São Francisco seria um ótimo local para produção de vinhos? A coisa é tão séria que Petrolina é a única cidade do Brasil, fora da região sul (tradicional área produtora de vinhos no país), que possui uma faculdade de enologia! Bacana, né? 

E o Vale do São Francisco, além de produzir uvas de qualidade também produz várias outras frutas para exportação. Sabiam que o aeroporto de Petrolina é internacional? Pois é! As frutas lá produzidas desembarcam direto na Europa em voos diretos! 


*Esse passeio foi feito em parceria com a empresa Vapor do Vinho



O Vapor do Vinho acontece todos os sábados, domingos e feriados, de 8:30 às 17:30 e custa R$145,00 por pessoa. Nesse está incluso a navegação pelo Lago de Sobradinho com eclusagem e almoço no barco, visita à Vinícola Ouro Verde com tour e degustação e transporte rodoviário. Durante a semana, o passeio só sai caso haja, no mínimo, 35 pessoas. 


OBS1: Eu fiz o passeio num sábado mas, quem tiver oportunidade eu sugiro que faça no domingo. É que somente aos domingos é feita uma parada pra banho na Ilha da Fantasia, no Lago de Sobradinho! Não sei dizer se o lugar é legal ou não, mas que eu fiquei com uma vontade enorme de nadar naquele lago enorme, ahhh isso eu fiquei! Com exceção desse "pequeno detalhe" os passeios de sábado e domingo são exatamente iguais.

OBS2: Outra possibilidade é fazer apenas o Vapor da Eclusa com Ilhas. Esse passeio só acontece aos domingos, de 10:30 às 18h, e custa 100 reais por pessoa. Inclui a navegação pelo lago de Sobradinho com eclusagem, almoço e parada pra banho na Ilha da Fantasia, só não tem mesmo a visita a vinícola.

Para saber mais, acesse: www.vapordovinho.com


LEIA TAMBÉM
Dica de Hospedagem em Petrolina
RêVivendo Petrolina e Juazeiro


--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem brasil 728x90

➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!




✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

5 comentários :

  1. Maravilha! Adorei o post! Em breve estarei por Petrolina! obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir
  2. Maravilha! Adorei o post! Em breve estarei por Petrolina! obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanessa, que bom que gostou!
      Aproveite Petrolina e tenha uma boa viagem!

      Excluir
  3. Amei Não conheço a região e irei com certeza. Estava na dúvida da resposta que daria a uns amigos para conhecer em novembro Petrolina e fazer este passeio. Agora a resposta é SIM. Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá que ótimo que gostou!
      E tenho certeza que irá gostar do passeio também!
      Boa viagem e bom proveito!

      Excluir

Comente aqui