0

Roteiro de Viagem: 8 dias na Holanda

Renata Campos | 9.11.18 |
Holanda Roteiro de Viagem


A Holanda é um país que eu sonhava conhecer há tempos. Mas que por N motivos, nunca tinha entrado no roteiro das minhas outras viagens pra Europa! Só que dessa vez, eu não apenas consegui incluí-la, como ela foi o principal motivo da minha viagem.

Eu comentei nesse post, que um dos meus grandes sonhos de viagem era conhecer Keukenhof, o famoso e maravilhoso parque das tulipas da Holanda. Como sou professora, viajar em março, abril ou maio (época de floração das tulipas) é algo totalmente fora da minha realidade. Maaaas, como funcionária pública, eu tenho direito a "férias prêmio" depois de 5 anos de trabalho. E foi assim que, não apenas conheci a Holanda, como também realizei meu o sonho de visitar Keukenhof. 💗🌹

Marquei minhas férias prêmio para o mês de maio. Assim, eu conseguiria pegar o final da floração das tulipas. Mas como as datas de abertura e o fechamento mudam todos os anos, é melhor vocês conferirem as datas com antecedência para se programarem direitinho. Agora em 2018, o Parque Keukenhof  funcionou do dia 22 de março até o dia 13 de maio.

Keukenhof - o Parque das Tulipas da Holanda
O lindo Keukenhof, o Parque das Tulipas da Holanda
Como não morrer de amores por um lugar desses? Me diz? 

Bom, mas minha ideia inicial era já começar a viagem na Holanda, afinal de contas, eu tinha que pegar o Keukenhof aberto, né? Mas as passagens do Brasil pra Amsterdã estavam muito caras. Então, aumentei o raio de pesquisa e encontrei uma passagem boa chegando em Paris. Paguei 34 mil milhas no trecho BH-Paris e achei justo.

E foi assim que Paris, cidade que eu ainda não conhecia, até porque nunca foi prioridade pra mim, entrou no meu roteiro. Passei uma semana por lá e, só então, fui pra Amsterdã, a 1ª cidade do meu roteiro de 8 dias na Holanda.

AMSTERDÃ


Fui de Paris pra Amsterdã de ônibus noturno, pela Eurolines. Financeiramente foi ótimo! Paguei apenas 18 euros na passagem e de quebra ainda economizei uma diária de hostel que custaria quase o dobro da passagem! Mas a viagem foi péssima! O ônibus era MUITO apertado. Simplesmente não me cabia! Aliás, qualquer pessoa que tivesse acima de 1,70 m teria muita dificuldade de se acomodar. Pra piorar, o wifi do ônibus não funcionava nem por reza braba! Ô raiva! Passei a noite em claro!

Cheguei em Amsterdã moída, prometendo que eu nunca mais viajaria num ônibus noturno. Se ele ainda tivesse um mínimo de conforto, como todos os outros ônibus que eu peguei nessa viagem, ainda ia. Mas, definitivamente, não foi o caso.

E olha que eu pesquisei antes, perguntei em alguns grupos de viagem e as pessoas disseram, que era de boa. De duas, uma: ou eu dei o azar de pegar um ônibus muito ruim, ou todas as pessoas que me falaram isso  não tinham nem 1,65m. Só pode! Eu também tinha pesquisado outras empresas de ônibus, outros horários também e eram mais caras. Trem, então, nem se fala. A passagem de trem mais em conta era 4x mais do que o ônibus. Mas enfim, valeu pela economia, pelo menos.

O que fazer em Amsterdã


Fiquei 4 dias em Amsterdã, sendo 1 dia inteiro dedicado só pro Keukenhof me deliciando com todas aquelas tulipas e outras milhares de flores também! Fui embora querendo ficar mais. Não consegui fazer tudo o que eu queria. Até porque eu estava num clima mais relax, sem correria, sem hora pra acordar, sem hora pra nada, aliás.

Holanda Roteiro de Viagem
Ahh Amsterdã... como não se apaixonar por essa cidade linda? 

Me permiti ficar andando sem rumo pela cidade que é uma graça, sentar em vários bares e ficar vendo o vai e vem de pessoas enquanto curtia uma cerveja. E esse é um dos grandes prazeres de se viajar sozinha. Fazer tudo do seu jeito, no seu tempo. Não há nada melhor!

Bom, mas além de curtir a cidade em si, seus canais, suas praças cheias de bares e também seus coffe shops, alguns outros lugares que valem a pena incluir no roteiro são:

Casa da Anne Frank (Ingresso esgota rápido. O ideal é comprar com 1 mês de antecedência através do site oficial)
Museu Van Gogh (compre aqui ingresso sem filas)
Rijksmuseum (compre aqui ingresso sem filas)
Heineken Experience (compre aqui ingresso com hora marcada)
✔ A'dam Lookout (compre aqui ingresso com desconto que inclui entrada na torre de observação, passeio de barco pelos canais e visita à Heineken Experience, no mesmo dia). 
✔ Red Light District (se tiver interesse de conhecer mais sobre a história do lugar, visite o Red Lights Secrets)
Letreiro Iamsterdam (veja o post e saiba como tirar foto sem ninguém)
Mural do Kobra em homenagem à Anne Frank (leia o post a respeito do mural)
Vondelpark

Holanda Roteiro de Viagem
Alguns dos principais atrativos de Amsterdã, da esquerda pra direita: Letreiro Iamsterdam, Mural Anne Frank, Heineken Experience, Vondelpark, A'dam Lookout, Rijskmuseum

Esses são apenas alguns dos principais lugares para se conhecer em Amsterdã (todos eles estão no mapinha que coloquei no final desse post). Logicamente, existem muito mais coisas pra conhecer, mas isso vai do gosto de cada um também, listei aqui os que EU acho que mais valem a pena.

Ahh e dependendo dos lugares que você escolher visitar, vale a pena comprar o I Amsterdam City Card que dá desconto nos principais atrativos turísticos da cidade.

Bom, mas além da cidade em si, também vale a pena conhecer alguns outros lugares das redondezas. Um bate e volta bem popular entre os turista é pra os moinhos de Zaanse Schans. Ainda não escrevi sobre o lugar, mas nesse post do Instagram, eu expliquei como chegar lá e na hashtag #RêvivendoAmsterdã tem várias outras dicas do que fazer na cidade também. É bem tranquilo ir por conta própria, mas se você preferir ir com uma agência, dá uma olhada aqui nesse tour.

Holanda Roteiro de Viagem
Os moinhos de Zaanse Schans

Eu também queria ter feito um bate e volta pra algumas cidades, como Haarlem (onde você chega lá com 15 minutos de trem) e Amesfoort (que fica a pouco mais de meia hora de trem de Amsterdã). Mas, infelizmente, não tive tempo!

Citei apenas essas cidades pois são as mais próximas a Amsterdã, mas existem várias outras que são uma graça e valem muitíssimo a pena. Dá até pra fazer bate e volta a partir de Amsterdã, ou você pode dormir em cada uma ou ainda escolher uma delas pra servir de base pra conhecer as demais. Eu Roterdã como base pra fazer isso e explico abaixo meus motivos.

Seja como for, reserve um tempo pra conhecer o interior da Holanda que é maravilhoso! Amsterdã é legal, mas as cidadezinhas do interior são demais!


Onde ficar em Amsterdã


Ô cidade com hospedagem cara essa Amsterdã, viu? Socorro! 💸
Depois de muita pesquisa e algumas indicações, escolhi ficar no hostel Stayokay Vondelpark, que me ganhou pelo excelente custo x benefício. O lugar é uma gracinha, super bem decorado, espaçoso, confortável e ainda tem um bar legal onde a cerveja sai pela metade do preço na happy hour!

Ele não fica lá na "muvuca" mas está bem próximo a tudo e do lado do Vondelpark, o maior e mais famoso parque da cidade, da Museumplein (a praça onde estão os museus Vang Gogh, Rijksmuseum e o letreiro Iamsterdam) e da Leidseplein (repleta de lojas, bares legais e restaurantes). E tem um ponto de ônibus para o aeroporto que fica ali pertinho também. Por essas e outras, considero a localização muito boa (confira no mapa no final do post).

Como os preços em Amsterdã são doídos, optei por ficar (pela 1a vez na vida) num quarto com 20 pessoas. E quer saber? Achei bem melhor do que eu imaginava. Melhor e mais espaçoso, inclusive, do que o hostel que eu tinha ficado em Paris para apenas 4 pessoas.

Lógico que isso varia de um lugar pro outro, por isso é preciso pesquisar bastante. Tem lugar que colocam "milhares" de camas num espaço que não comporta. Mas no Stayokay, o quarto era enorme e todo segmentado com meias paredes que davam uma privacidade maior. Tinha 2 banheiros do tipo vestiário no quarto que atendiam super bem a todos que lá estavam. Me surpreendi positivamente com o quarto, viu?

Holanda Roteiro de Viagem
Hostel Stayokay Amsterdam

Eu sou bem chata com hospedagem, não tenho frescuras, mas faço questão de um mínimo de conforto! Então, sempre olho todos os detalhes, leio comentários no Booking de quem já ficou hospedado no mesmo local, analiso fotos, checo a localização etc e tal. Preço é importante também, claro! Mas não é tudo! Enfim, opto sempre pelo melhor custo x benefício. 

Veja outras opções de hospedagem em Amsterdã

Se quiser ver todos os Stories que fiz em Amsterdã, com várias dicas do que fazer na cidade e mostrando, inclusive, o hostel que fiquei, é só seguir o blog no Instagram @revivendoviagens. Salvei os vídeos nos destaques (aquelas bolinhas que aparecem no perfil). Clique aqui pra assistir aos vídeos de Amsterdã.   

ROTERDÃ


De Amsterdã, eu fui, também de ônibus, pra Roterdã, onde fiquei outros 4 dias. Dessa vez o ônibus (da Flixbus) era bem mais espaçoso e confortável, outro nível. E o wifi funcionava maravilhosamente bem.

A viagem entre Amsterdã e Roterdã durou apenas 1:10 min. Paguei 7 euros porque comprei na noite anterior, direto no site. Se eu tivesse comprado com antecedência, teria pago apenas 5 euros na passagem. Mas eu queria ter a liberdade de escolher o horário de acordo com a minha programação.

Também existe a possibilidade de ir de trem. A diferença de tempo entre o ônibus e o trem, não é muito significativa, coisa de 15 minutos apenas. Isso no trem direto, se tiver troca aí pode-se gastar até mais tempo do que no ônibus. Portanto, fique atento a isso e, caso opte pelo trem, pesquise os horários com antecedência no site da NS.

Já que a diferença de tempo não era significativa, optei pelo ônibus por causa do preço. Paguei menos da metade do que pagaria indo de trem. De novo optando pelo melhor custo x benefício, né? Sempre!

o que fazer em roterdã
A arquitetura moderna de Roterdã é totalmente diferente da capital Amsterdã

E por que Roterdã? Bom, primeiro porque eu também queria conhecer a cidade. Já tinha visto várias fotos e achado a cidade interessante. Ela é completamente diferente de Amsterdã, bem mais moderna e com uma arquitetura super moderna e diferentona. Gostei bastante de lá!

Segundo, porque Roterdã fica próxima a várias outras cidadezinhas que eu também queria conhecer. Terceiro, porque ela é a 2ª maior cidade do país e tem uma ótima infraestrutura e transporte rápido e eficiente pra todos os lugares que estavam no meu roteiro. E quarto, porque Roterdã fica no sul da Holanda, portanto mais próxima à Bélgica, meu próximo destino.

Onde ficar em Roterdã


Fiquei hospedada no Sparks Hostel, que é uma graça e super aconchegante. Tem mais cara de pousada, ou melhor, de uma guest house, do que propriamente de hostel. O ambiente é super tranquilo e muito bem decorado. A cozinha fica integrada às outras dependências da área comum e é super completinha. Fiz compras no supermercado próximo e cozinhei praticamente todos os dias à noite, enquanto tomava uma cerveja e conversava com outros hóspedes que também faziam suas comidas.

Fiquei em um quarto para 6 pessoas. A cama era confortável e tinha um painel que abria e fechava e dava uma super privacidade. Amei!

Holanda Roteiro de Viagem
Sparks Hostel Rotterdam

Ele fica pertinho da Estação Central, dava pra ir caminhando tranquilamente mesmo com mochila pesada. E como eu iria usar muito o trem pra conhecer as cidades vizinhas, ficar próximo à estação de trem foi essencial.


O que fazer em Roterdã


Dos 4 dias que passei em Roterdã, apenas o 1º deles  foi totalmente dedicado pra cidade em si. Nos outros 3 dias eu fiz bate e volta pra cidades vizinhas. Mas como os dias são longos nessa época do ano (maio), eu ainda conseguia fazer uma coisa ou outra em Roterdã no final do dia.

Apesar de ser a 2ª maior cidade da Holanda, Roterdã é relativamente pequena. Dá pra fazer praticamente tudo a pé. Eu, particularmente, gosto muito de caminhar pelas cidades, acredito que não tenha maneira melhor pra conhecê-las.

Lógico que às vezes é necessário usar transporte pra visitar algum atrativo turístico mais afastado. Mas, no geral, o grande barato de viajar é conhecer as ruas, as construções, as praças, os parques, as lojas, supermercados, restaurantes, bares, etc.

Por isso, eu sugiro que você caminhe bastante por Roterdã. Alguns bairros interessantes pra caminhar por eles são o centro comercial, onde fica a bela prefeitura (Stadhius) e a linda Igreja Laurenskerk. Além do Markthal (ou Market Hall em inglês), o Mercado Central de Roterdã, que é maravilhoso e visita mais que obrigatória.

o que fazer em roterdã
O lindo e delicioso Markthal de Roterdã

Ali mesmo na área central, fica o Cool District que, como o nome já diz, é um lugar muito legal, cheio de lojas bacanas, bares, restaurantes, baladas. Sem dúvida, a área mais... ehr.. cool (não tem outra palavra que se encaixe melhor hahaha) da cidade. 

Caminhando mais um pouco, e cruzando o canal principal (que também é um lugar super bacana pra uma caminhada de reconhecimento da cidade), Você encontrará a Museumpark, uma área onde estão concentrados os principais museus da cidade.

Mais alguns minutos de caminhada e chega-se ao Het Park, uma área verde enorme e deliciosa. Vale apena caminhar ou pedalar pelo parque, ou só deitar na grama pra tomar um sol, fazer um picnic ou comer em um dos restaurantes dali.

Ali ao lado fica a Euromast, uma torre de observação que oferece uma vista linda da cidade. Bom, tô falando que a vista é linda pelas fotos que eu vi. Eu mesma não subi. Tentei ir 2 vezes mas o tempo estava horrível. Um dia choveu e no outro o céu tava muito cinza e nublado, não achei que valeria a pena pagar pra subir. Rola de comprar ingresso nesse link.

Agora, se quiser esbanjar, você pode ficar hospedado lá no alto da torre. É isso mesmo que você leu, tem um hotel no alto da Euromast!!! Imagina que demais? Veja mais informações e reserve por esse link.

Alguns dos principais atrativos de Roterdã

Tendo tempo disponível, vale a pena caminhar mais um pouco e conhecer o bairro histórico de Delfshaven e suas construções antigas. Totalmente o oposto de Delfshaven, é o moderno bairro de Kop van Zuid, que fica na outra margem do rio Nieuwe Maas, logo após a famosa ponte Erasmusbrug.

Uma boa opção de passeio é caminhar pela beira do rio da ponte Erasmusbrug até Oudehaven, um antigo porto revitalizado com vários restaurantes em volta, além do Museu Marítimo e da Witte Huis, o 1º arranha céu da cidade. 

E por fim, mas não menos importante, não deixe de conhecer as famosas casas em formato de cubo, Cube Houses ou Kijk-Kubus. é possível conhecer o interior dessas casas visitando um pequeno museu situado lá. Ou então, ficando hospedado no Stayokay Rotterdam, hostel da mesma rede do que eu fiquei em Amsterdã, o Stayokay Vondelpark. 

Não cheguei a conhecer, mas pelas fotos do Booking, ele parece ser bem bacana. Ahh, e assim como vários hostels, ele também tem quarto privativo. Então, se você tem interesse de ficar lá, mas não quer dividir quarto com ninguém, pode ser uma boa pegar um quarto desses.

holanda roteiro de viagem
As famosas casas cubo de Roterdã

Enfim, além desses lugares que eu citei (e marquei também no mapa no final do post), tem outras coisas interessantes pra conhecer entre um lugar e outro que mencionei. Portanto, deixe a preguiça de lado e bora caminhar!

Bate e volta a partir de Roterdã


Os outros 3 dias em Roterdã, eu usei pra fazer bate e volta pra conhecer as cidades vizinhas. Fiz tudo de trem comprando passagem na hora, nas estações mesmo. Por isso foi ótimo ficar hospedada perto da estação central.


  • Delft e Haia

Tirei um dia pra conhecer Delft e Haia (ou The Hague, em inglês ou ainda Den Haag, em holandês).

As duas cidades ficam muito próximas uma da outra e também próximas a Roterdã, então é muito tranquilo fazer as 2 em um dia apenas. Apesar de eu achar que o ideal seria um dia inteiro pra cada. Mas deu pra fazer praticamente tudo o que eu queria em meio dia apenas, sem tanta correria.

Holanda Roteiro de Viagem
A fofa cidadezinha de Delft e o melhor stroopwafel (esse doce holandês no alto à direita) da vida! 
Holanda Roteiro de Viagem
A bela cidade de Haia ou (Den Haag)

É possível comprar os tickets tanto nas maquininhas das estações de trem, como através do site da NS. A vantagem de comprar online é que rola desconto de 1 euro em cada passagem. Mesmo com o IOF de 6,38% cobrado pelo cartão de crédito, comprando online você economiza uma graninha.

Mas fique atento na hora de comprar, pois algumas viagens são diretas e em outras é preciso fazer conexão e trocar de trem. Outra dica: existem 2 tipos de trem, o Intercity (que é mais lento, pois faz mais paradas) e o Sprinter (que é mais rápido). Os dois fazem o mesmo trajeto, a diferença mesmo é basicamente no tempo de viagem, mas como as cidade são próximas, a diferença nem é assim tão significativa. 

Confira os preços e tempos de viagem, considerando o trajeto mais rápido e ticket comprado online (para tickets comprados na estação, acrescente 1 euro) entre Roterdã, Delft e Haia:
🚆 Roterdã - Delft 💶 €3.40 🕐12 minutos
🚆 Delft - Haia 💶 €2.50  🕐12 minutos
🚆 Haia - Roterdã 💶 €4.90 🕐25 minutos


  • Gouda e Utrecht

No outro dia conheci Gouda (fala-se Ráuda), a cidade onde "nasceu" o queijo Gouda 💗. E de lá fui pra Utrecht. Ao contrário das 2 cidades anteriores, Gouda e Utrecht são menorzinhas e com menos atrativos. Então, acredito que meio dia pra conhecer cada uma delas é tempo mais do que suficiente. Principalmente se considerar os dias longos da primavera e do verão. 

holanda roteiro de viagem
Gouda, a cidade desse famoso e delicioso queijo holandês  
Holanda Roteiro de Viagem
Utrech, outra linda cidade holandesa

O deslocamento entre as cidades também é possível de ser feito de trem, no mesmo esquema das cidades anteriores. Maaaas eu dei um baita azar de pegar uma manutenção dos trilhos do trem, bem no dia que eu estava lá. Com isso, tive que fazer parte do trajeto de ônibus e outra parte de trem. Foi bem confuso e bem mais demorado, mas no final deu tudo certo.

De toda forma, vou colar aqui os valores e tempo de viagem de trem, considerando o trajeto mais rápido e ticket comprado online (para tickets comprados na estação, acrescente 1 euro) entre Roterdã, Gouda e Utrecht:
🚆 Roterdã - Gouda 💶 €5.10 🕐18 minutos
🚆 Gouda - Utrecht 💶 €6.40  🕐18 minutos
🚆 Utrecht - Roterdã 💶 €10.50 🕐37 minutos


  • Kinderdijk

E, por fim, no último dia, fui para Kinderdijk, conhecer os moinhos mais antigos do país. Amei o lugar! Pra chegar lá, é possível ir de ônibus, de barco ou de bike. O lugar é bem bonito e mais interessante do que Zaanse Schans, onde ficam os moinhos mais próximos de Amsterdã. Se tiver que escolher apenas um, escolha Kinderdijk. Vale muito a pena!

Holanda Roteiro de Viagem
Como não amar esses moinhos? 

Eu simplesmente AMEI o interior da Holanda!!! Queria ter ficado muito mais pra conhecer muito mais. Infelizmente, o tempo foi curto. Fiquei 8 dias na Holanda, mas indico que você fique ao menos 10 dias pra conhecer ainda mais. É quase um pecado ir pra Holanda e ficar só em Amsterdã. Vale muitíssimo a pena esticar o roteiro e passar mais tempo explorando esse país incrível! Garanto que vocês não irão se arrepender.


No mapa abaixo você consegue ver os lugares que visitei na Holanda e/ou citei nesse post. ´Vai dando zoom aí pra ver os lugares em detalhes.



✔ Todas as fotos da Holanda, com dicas dos lugares que visite no país, você encontra no Instagram do blog @revivendoviagens na hashtag #RêVivendoaHolanda. Os Stories estão salvos nos destaques (que aparecem no perfil) e os vídeos estão divididos entre Amsterdã e Interior da Holanda (clique nos links pra assistir).   


👉 Confira todos os posts sobre a Holanda: RêVivendo a Holanda

--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem europa 728x90


✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Comente aqui