18

Roteiro de Viagem a Fernando de Noronha

Renata Campos | 3.2.16 |
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha



Fernando de Noronha é o destino dos sonhos de 9 em cada 10 brasileiros. Mas, infelizmente, muita gente fica só sonhando mesmo! Eu sonhava em conhecer Fernando de Noronha há, pelo menos, 15 anos. E por que eu fiquei tanto tempo só sonhando? Acho que pelo mesmo motivo da maioria das pessoas que ainda não foram: grana! Ou a falta dela! rs. 

Noronha é um destino caro! Fato! 
Mas não é nada de outro mundo também! Juro que achava que era bem pior, bem mais caro! Mas é basicamente um destino (caro) do Nordeste, como outro qualquer! E com um bom planejamento é possível conhecer esse paraíso sem gastar muito. Acho que o mais caro mesmo são as passagens áreas! Mas se você descolar uma promoção, aí pronto, metade dos seus problemas estarão resolvidos. Porque apesar de hospedagem também ser um item caro, é possível sim achar ótimas opções com preços bem camaradas. Inclusive, já falei disso nesse post Dicas de hospedagem em Fernando de Noronha


Comida e bebida de fato são mais caras do que no continente. Mas vamos dar um desconto pela dificuldade de acesso, né? E como em todo lugar, existem aqueles restaurantes carérrimos, da modinha, mas tem também os medianos e até aqueles bem em conta! Portanto, isso também não é necessariamente um problema! Já os passeios, bem, o preço não foge tanto assim de outros destinos. Não que sejam baratos, mas também dá pra economizar nisso! Você encontra alguns passeios por um valor X ou 2X! E não estou exagerando não! Você pode fazer alguns passeios pela metade do preço de outros e sem perder a qualidade, claro! Já falei nesses posts sobre o passeio de barco e o mergulho de batismo.

Mas se tem algo que não há como fugir, é das taxas - a ambiental e a do Parque Nacional (saiba mais aqui)! Mas dá pra fugir de gastos extras e, ao meu ver desnecessários, como o ilha tour. Eu sei, muita gente - aliás, quase todo mundo - faz (e adora) o ilha tour. Mas, definitivamente, não é a minha praia. Também não aluguei buggy. Acho que dá pra se locomover por lá de ônibus e táxi numa boa! Muita gente fala que se perde tempo esperando o ônibus. Gente, o máximo que deve ter esperado foi 15 minutos, quando muito! Sinceramente? Se sua viagem está tão corrida que você não pode perder alguns minutos esperando ônibus, você deveria rever sua programação! Sério!

Bom, mas já falei sobre tudo isso: as taxas, os passeios, como se locomover e várias outras coisas essenciais, no post Dicas básicas para planejar uma viagem à Fernando de Noronha.

Um bom planejamento, aliás, é o segredo de toda viagem de sucesso! E em Noronha não seria diferente! O engraçado é que, pouco antes de eu viajar, uma amiga disse que eu não precisava programar nada, era só chegar lá e ir cada dia pra uma praia. Mas não se iludam! Ao contrário da minha amiga, eu recomendo que você pesquise bastante o que quer fazer antes de ir. Por exemplo, alguns passeios como as trilhas, que têm muita procura, é preciso agendar com antecedência, senão já era. Estude o mapa, veja o que fica perto do que e programe o que fazer em cada dia para ganhar tempo e não perder dinheiro. Eu consegui muita informação bacana e atualizada no grupo do Facebook Dicas de Fernando de Noronha.

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Mapa de Fernando de Noronha
Fonte: Site Oficial do Arquipélago de Fernando de Noronha

Assim, depois de muita pesquisa, achei passagens de ida e volta, saindo de BH por menos de mil reais pra Fernando de Noronha!! O preço pode não ser barato, mas considerando que as passagens pra lá costumam ser o dobro, o triplo ou até mais que isso, o que paguei foi uma verdadeira pechincha!  E melhor ainda, coincidiu exatamente com a data que eu tinha disponível em outubro!

Eu viajei com 2 amigas, minha xará Renata e a Roberta. Nós ficamos 5 noites na ilha, sendo 4 dias inteiros, além do dia da chegada e o da saída, ou seja, 6 dias. Nesse post, eu descrevo detalhadamente, dia a dia, todo o roteiro que fizemos em Fernando de Noronha.


1° DIA


Depois de madrugar pra pegar um voo cedinho e fazer 2 escalas (Campinas e Recife), finalmente chegamos em Noronha, às 15:20 (do dia 12/10, uma segunda-feira). A viagem foi cansativa mas valeu pelo preço que pagamos R$408,00 no trecho BH-Noronha - e R$536,00 no trecho de volta, com voo direto de Recife pra BH!!

O aeroporto de Noronha é minúsculo! Você desce na pista mesmo e vai caminhando para a sala de desembarque. Assim que entra, já dá de cara com duas filas, uma para mostrar o boleto de pagamento da Taxa de Preservação Ambiental - caso você tenha feito o pagamento antecipadamente nesse site. E outra fila para pagar a taxa na hora. Nesse caso, é preciso preencher um formulário antes.

Mais informações sobre as taxas, os voos e muito mais, aqui: 

Eu já fui com a taxa paga, então foi tudo bem rapinho e já saímos para pegar as bagagens. As malas das minhas amigas chegaram logo, mas a minha não. Quer dizer, nem demorou muito, mas na hora já bateu um mini desespero. Afinal de contas, ainda estou traumatizada com a minha última viagem, quando fiquei 15 dias sem mala na Europa! Por via das dúvidas, eu levei um biquíni na mala de mão e mais umas coisinhas essenciais pra não passar pelo mesmo aperto! 

PS1: Ainda preciso contar isso aqui no blog, mas vou esperar tudo se resolver na justiça antes. Mas quem me segue nas redes sociais acompanhou meu perrengue).
PS2: Conhecemos algumas pessoas no voo pra Noronha e, uma delas, a Alessandra, me seguia no Instagram, me reconheceu e quando veio falar comigo já comentou justamente sobre o desaparecimento da minha mala! E adivinha só? Dessa vez foi a mala dela que sumiu e só foi chegar em Noronha 2 dias depois!!!! Tá vendo que minha "paranoia" não é em vão? rs
PS3: Estive agora em janeiro na África do Sul e adivinha? Cheguei lá sem mala! Sério! Aconteceu de novo! Dessa vez a mala chegou no dia seguinte... menos mal! Mas se eu não tivesse levado uma muda de roupa e outras coisinhas na mala de mão, teria passado o réveillon com a mesma roupa que viajei.

Mas continuando...
Nós tínhamos transfer grátis oferecido pela pousada, mas fomos de táxi (R$26,00), como estávamos em 3 ficou baratinho! Contei nesse post o motivo de termos dispensado o transfer mas, basicamente, a idéia era ganhar (muito) tempo.

Ficamos na Pousada da Germana, que é ótima e super bem localizada. No post Dicas de hospedagem em Fernando de Noronha, contei tudo sobre ela e sobre outras opções de hospedagem também! Chegamos na pousada e só deixamos nossas coisas lá, trocamos de roupa e fomos a pé conhecer as praias centrais. A ideia era assistir ao por do sol no Bar do Meio, que fica entre a praia do Meio e a da Conceição. Maaas no lugar do sol quem apareceu foi a chuva! Bateu um desânimo tão grande na hora...

Mas, fazer o que, né? Bola pra frente! O Bar do Meio é incrível e, mesmo com o tempo fechado, curtimos muito o lugar, a vista, o ambiente, a vibe, a música, a comida, tudo! Só o preço que não é lá dos melhores, mas é "padrão Noronha" mesmo! Pedimos uma isca de peixe, que veio com um molhinho delícia (R$45,00) e uma porção de batata frita com parmesão (R$37,00). Mas cara mesmo era a cerveja: R$12,00 a long neck. Refrigerante R$7,00.

Ficamos lá até de noitinha quando o lugar se transforma numa baladinha, mas como estava chovendo e era segunda-feira o movimento estava fraco. Mas senti que aquilo ali tem potencial, viu? rs

Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Bar do Meio - Fernando de Noronha

Voltamos a pé pra pousada, tomamos banho e fomos até o quiosque do ICMBio (ex IBAMA), na praça Flamboyant, fazer nossa carteirinha de acesso ao Parque Nacional de Noronha. Nós também já havíamos comprado o ingresso antecipadamente pela internet nesse site. Então foi só levar o voucher, tirar a foto e receber a carteirinha. Mas também é possível comprar o ingresso lá na hora mesmo. O único porém é que pra fazer algumas trilhas é preciso agendar com antecedência e, dependendo da procura, você pode não conseguir vaga na hora! Se já tiver com a taxa paga pode pedir pra alguém da ilha, como o guia que você contratou pra fazer as trilhas, pra agendar pra você!

De lá, fomos jantar no Empório São Miguel, que também fica ali na praça. O lugar é bem bacana, atendimento ótimo, todos os garçons foram super simpáticos! Mas de novo, a cerveja era caríssima, R$18,00 a garrafa de 600 ml. Fazer o que... beber pouco, né?! rs. Eu comi um Filé com molho gorgonzola, arroz com brócolis e purê de batata (R$48,00). O prato era individual, bem servido mas não dava pra dividir não!  Estava gostoso, mas achei meio sem sal e praticamente não senti o gosto de gorgonzola no molho. Minhas amigas pediram um bobó de camarão (R$94,00) e também acharam meio sem sal, mas elogiaram o fato de ter muito camarão!

Roteiro de viagem Fernando de Noronha
Empório São Miguel
À esquerda, meu filé com gorgonzola. À direita, o bobó de camarão das meninas. 

A ideia era sair de lá e ir pro Bar do Cachorro onde, toda segunda-feira, rola um maracatu, seguido de forró. Mas ainda estava cedo quando saímos do restaurante, então voltamos pra pousada (que era no caminho) mas o cansaço de ter acordado de madrugada pra viajar, aliado à moleza que bateu depois de encher a barriga no jantar falou mais alto! A gente achou que o bar só abria às 23h mas, na verdade, esse é o horário que o maracatu começa. Conhecemos um pessoal que chegou lá antes disso e disse que já tava rolando uma musiquinha. Eles pagaram apenas R$8,00 pra entrar, sendo que quando o maracatu começa, a entrada passa pra R$20,00. Se a gente soubesse, teríamos ido direto do jantar pra lá! Portanto, fica a dica!

MAPA DO 1° DIA 
Roteiro de viagem Fernando de Noronha
Mapa do nosso 1° dia em Fernando de Noronha



2° DIA

Tínhamos agendado a trilha da Atalaia para nossa primeira manhã na ilha. Optamos por fazer a trilha curta, devido a uma série de motivos que expliquei aqui

Perguntamos na pousada como chegar lá e, pela explicação deles, nos pareceu meio longe, mas nem era! Era uma caminhadinha boa, mas dava pra ter ido a pé. Também poderíamos ter ido de ônibus, já que tem um ponto do lado da pousada e outro lá bem próximo, mas não sabíamos disso ainda! 1° dia... já viu! Acabamos indo de táxi e pagamos R$19,00. 

Nossa trilha estava marcada para às 9hs da manhã e por volta de 11h já estávamos de volta. Quando terminamos, pegamos o ônibus e fomos direto para a praia do Sueste. O ônibus pára bem em frente à praia, aliás lá é o ponto final.

No post - Trilha da Atalaia - eu conto como foi a trilha, como agendá-la, o que usar durante a trilha e o que levar. 

Roteiro de viagem Fernando de Noronha
Trilha da Atalaia

Para ter acesso à praia do Sueste, você deverá passar pelo PIC Sueste e mostrar sua carteirinha - aquela que você recebeu depois de ter comprado o ingresso do Parque. O PIC tem uma estrutura bem bacana com uma lojinha fofa e caríssima, uma lanchonete, aluguel de equipamentos como máscara e snorkel, nadadeira, colete (o preço de cada é 6 reais, mas alugando mais de um rola um desconto), banheiro, ducha (que quando fomos não tinha água).

A Praia do Sueste é bonita, mas não é assim a melhor opção pra banho! A praia tem muitas algas e água é bem mais turva que as outras, "culpa" da grande quantidade de vida marinha do local. Por isso mesmo é um ótimo local pra mergulhar de snorkel e ver muitos animais, principalmente tartaruga! Quase impossível você não encontrá-las por lá. Mas se quiser garantir, sem tanto esforço, pode contratar algum dos vários guias de lá para te levar exatamente onde elas estão. Eles inclusive falam que se você não ver tartaruga não precisa pagar! rs.

Cada guia pode "rebocar" até 3 pessoas numa boia, ao custo de 40 reais por cabeça. Nós contratamos e achamos que valeu muito a pena! Nosso guia foi o Hamilton, ele é ótimo, muito gente boa. Se forem lá procurem por ele e vocês não se arrependerão! Ele foi super prestativo conosco, tirou um milhão de fotos nossas com as tartarugas e fez de tudo para nos mostrar a maior quantidade de animais possíveis. Nós ficamos muuuito tempo na água, acho que quase umas 2 horas, sendo que no geral, o tempo é de 40 minutos a uma hora. Acho que se não estivéssemos com guia não teríamos feito nem metade do que fizemos. Até porque o mar estava agitado, se estivéssemos sozinhas, teríamos desistido muito antes. Com guia ou sem guia, é obrigatório o uso de colete (tem uns corais bem rasinhos) e de nadadeiras, que ajudam muito! Nós alugamos lá no PIC Sueste mesmo!


*Depois do acidente do ataque do tubarão a um turista no Sueste, novas regras foram estabelecidas pelo Parque Nacional de Noronha, para a visita ao local. Leia ao lado!
Roteiro de viagem Fernando de Noronha
PIC Sueste
Roteiro de viagem Fernando de Noronha
Praia do Sueste
Roteiro de viagem Fernando de Noronha
As lindas tartarugas da Praia do Sueste. 
video


Ahh uma dica importante: não deixe de passar MUITO protetor solar nas pernas e no bumbum e, caso não esteja usando uma blusa com proteção solar (o que eu recomendo muito) passe nos braços e costas também. O guia Hamilton nos avisou, nós passamos o protetor, mas se vocês vissem o estado de vermelhidão que ficamos... e olha que o sol nem tava forte no dia! Mas infelizmente, nos falta melanina (pra terem uma ideia, eu sou a mais "morena" das meninas). E vamos combinar que não há protetor que aguente 2 horas debaixo d'água. Mesmo assim não deixe de usar! O estrago será menor!

Próximo ao Sueste fica a Praia do Leão. Pra chegar lá, tem uma trilha - na verdade uma estrada de terra - que sai próximo ao ponto de ônibus do Sueste. É super de boa ir caminhando de lá pra praia do Leão. Eu tinha lido algumas pessoas falando que era longe e tal mas, gente, fala sério, é só 1 km! 15 minutinhos de caminhada! No caminho tem outros mirantes, mas acabamos não indo pois nosso tempo estava mais ou menos curto.

A chegada é pela parte alta, chamada de mirante do Leão. De lá até a praia em si tem uma trilhazinha ladeira abaixo. A praia é linda mas, infelizmente, não é um lugar recomendado pra banho, pois o mar é muito agitado e perigoso. Dizem que já ocorreram vários casos de afogamento lá! Mesmo assim, não deixe de descer até a praia e aproveitá-la, mas sem cair na água, hein?! Durante uns 20 minutos ficamos só nós 3 no mirante e na praia. Só depois é que apareceram 2 buggys, mas o pessoal nem desceu na praia, ficou mesmo só no mirante!

Roteiro de viagem Fernando de Noronha
Vista do Mirante do Leão
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Praia do Leão
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Taí, a pedra que dá nome à praia.
Diiiiizem que ela lembra um leão (marinho, né?). Mas, pra mim, tá mais pra hipopótamo, não tá não?

Voltamos então pela mesma trilha até a praia do Sueste e lá pegamos o ônibus para o Mirante do Boldró. O ponto fica bem pertinho do mirante, coisa de 100 metros de caminhada! O mirante é bem bacana e tem um visual incrível, por isso mesmo vive lotado! Até porque é o destino final de praticamente todos que fazem o ilha tour. Portanto, chegue cedo se quiser garantir um bom lugar! No mirante tem um barzinho onde rola uma musiquinha delícia durante o pôr do sol! Se quiser algo mais confortável, chegue cedo e arrume uma mesinha por lá. Ou então, vá para a beira do mirante, se acomode nas pedras ou no chão mesmo e aprecie o espetáculo do por do sol de camarote!

E que espetáculo, viu? Se bem que pôr do sol de verdade meeeesmo, a gente não chegou a ver! É, porque quando o sol estava se aproximando do mar, nuvens intrusas apareceram o escondendo. E esse "fenômeno" se repetiu durante todos os nossos dias na ilha. Acreditam que não conseguimos ver nenhum pôr do sol de verdade? Se bem que vimos entardeceres lindíssimos! Então, nem ouso reclamar muito! Mas que eu queria ver aquela bolota amarela sendo "engolida" pelo mar, eu queria! Bom que tenho (ainda mais) motivos pra voltar, não é mesmo? rs

Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Mirante do Boldró
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Fim de tarde no Boldró, fala que não é um espetáculo??

Voltamos pro ponto de ônibus e o pegamos até a pousada. Depois de tomar banho fomos à agência Costa Blue pagar o passeio de barco que faríamos na manhã do dia seguinte e que já tinha sido agendado anteriormente através da nossa pousada (R$100 no dinheiro ou R$110 no cartão).

De lá tentamos ir no Ginga's Bar que fica praticamente do lado da agência, mas já não tinha mesa disponível. Toda terça-feira rola uma musiquinha ao vivo lá, então se quiser garantir mesa chegue antes das 20:30. Nós chegamos às 21h e já haviam 2 mesas de espera na nossa frente! Como estávamos mortas de fome, fomos ao restaurante Flamboyant, que fica quase em frente, no centro da praça de mesmo nome. O lugar é bonitinho, o ambiente é bacana e tem um repertório musical (de rock) muito bom. Eu comi um frango crocante com arroz e batata frita que custou 36 reais. As meninas comeram um parmegiana de boi com massa (desculpem mas esqueci de anotar e não lembro mais o preço do prato delas). Comida gostosinha! A Skol lata custa 6 reais -  mesmo preço do refrigerante, e a Heineken R$8,00.

Restaurante Flamboyant. "
Meu prato na foto acima e o prato das minhas amigas, abaixo! 

MAPA DO 2° DIA
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Mapa do nosso 2° dia em Fernando de Noronha


3° DIA

Acordamos cedo com o dia lindo. Fomos tomar café e quando saímos mal acreditamos, o céu estava completamente fechado, com uma super cara de que ia chover! Tínhamos agendado um passeio de barco para aquela manhã e até pensamos em desistir devido ao tempo, mas não tínhamos muita escolha. Ou fazíamos o passeio mesmo assim, ou não teríamos outra data! Então, fomos! E foi ótimo! Durante o passeio o céu abriu novamente e o sol voltou a brilhar. Só no finalzinho, quando estávamos chegando ao porto de volta, o tempo voltar a fechar!

Veja mais informações e fotos do passeio de barco dessa manhã, nesse post:

Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Passeio de Barco

A ideia era ir pra alguma praia, tipo a do Boldró e vizinhanças, depois do passeio, mas como o tempo estava horrível, dispensamos o transfer de volta e fomos conhecer o Museu dos Tubarões, que fica ali na região do porto mesmo. E foi só a gente botar o pé lá dentro que a chuva desabou! O lugar é bem legal e tem muitas informações interessantes e úteis sobre esse animal fascinante que é o tubarão. Vale a visita!

O museu também conta com uma lojinha e um restaurante. Aproveitamos para provar o famoso bolinho de tubalhau que vem com 8 unidades e custa R$15,00 - e a cerveja 600ml R$18,00. Dizem que o bolinho é feito de carne de tubarão!!! Eu jurava que era lenda, até porque se ele é vendido no museu do tubarão, um lugar que luta pela preservação do mesmo, seria bem contraditório eles matarem o bicho pra isso, não é mesmo? Pois é, mas muitos dizem que é verdade e que a venda será proibida! Depois de saber disso eu fiquei com peso na consciência por estar colaborando com isso... até porque, o bolinho nem é lá grandes coisas.. falando em sabor!

Roteiro de viagem Fernando de Noronha
Várias informações sobre os tubarões no museu dedicado a eles. 
Roteiro de viagem Fernando de Noronha
Restaurante e lojinha do Museu dos Tubarões

Depois que a chuva passou, fomos visitar a área externa do museu onde tem umas esculturas bacanas pra tirar umas fotos. É ali, logo atrás das esculturas que fica a Enseada dos Tubarões e o Buraco da Raquel. As paisagens ali são belíssimas, e olha que o céu estava nublado. Num dia bonito a vista deve ser ainda mais linda! Portanto, reserve um tempinho para conhecer!

Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Buraco da Raquel e arredores
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Brincando com as esculturas do Museu dos Tubarões

Como o tempo continuava chuvoso, abortamos a ideia de ir pra praia e pegamos um ônibus de volta pra Vila dos Remédios. Já devia ser quase 3hs da tarde e como só tínhamos comido os bolinhos de tubalhau, paramos na praça e resolvemos almoçar no restaurante Flamboyant, um dos poucos restaurantes que oferecem selfie service. Tínhamos jantado lá na noite anterior e gostado da comida, além disso, muita gente recomendou o almoço. Mas que decepção! Pra começar, o preço é bem salgado - R$52,90 o quilo. Mas a variedade de comida é inversamente proporcional ao preço. Praticamente não existe opção além do basicão arroz com feijão, carne e massa. Nada contra, pelo contrário! Mas por um preço desses, juro que esperava mais! Bom, mas o problema mesmo nem era esse. O negócio é que a comida não era boa. Na verdade, era ruim mesmo! E não fui só eu que achei não, uma das minhas amigas não conseguiu comer nem metade do prato dela. E depois, conversando com outras pessoas, elas também comentaram que não gostaram... apesar de outras terem gostado! Gosto é gosto! Mas o fato é que é possível encontrar lugares muuuuito melhores pra almoçar e pelo mesmo preço, ou até menos! Pra não ser injusta, continuo afirmando que o lugar é uma boa opção pro jantar, mas pro almoço... 

Depois do almoço, voltamos pra pousada pra fugir da chuva. Assim que ela parou, aproveitamos pra dar uma volta no centrinho histórico e visitar o Palácio São Miguel, a igreja de Nossa Senhora dos Remédios, a associação de artesãos, etc. Passamos no Bar do Cachorro e depois descemos até a Praia do Cachorro. As ondas estavam enormes e só tinha surfista na água. Ficamos só uns minutinhos ali na areia e resolvemos subir até o Forte de Nossa Senhora dos Remédios.

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios e Palácio São Miguel

O Forte é um lugar incrível que vale, e muito, a visita. Muita gente vai até lá pra assistir ao por do sol, que realmente deve ser lindíssimo, já que a vista que se tem das praias com o Pico ao fundo é espetacular! Eu disse que "deve ser" porque, de novo, o sol resolveu se esconder. Mas mesmo assim o fim de tarde foi ótimo. O lugar é super bacana, as ruínas são muito legais e as paisagens então... 

Não deixe de explorar o lugar, caminhar por tudo, conhecê-lo por completo e aproveitar a visão de 360° de toda a área. Muito show! Reserve ao menos uma hora para conhecer o lugar e depois apreciar o por do sol. Você não irá se arrepender. Pra chegar lá é fácil. De costas pra igrejinha, se você caminhar pra esquerda vai para a o bar e a praia do cachorro. Caminhando pra direita, dará de cara com o início da estradinha para subir ao Forte.

Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Caminho para o Forte de Nossa Senhora dos Remédios
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Forte de Nossa Senhora dos Remédios
roteiro de viagem fernando de noronha
Pôr do sol, digo, entardecer no Forte de Nossa Senhora dos Remédios

À noite fomos na pizzaria Na Moita. Como o próprio nome diz, ela fica meio escondidinha, na moita mesmo, mas perguntando é fácil chegar lá. Fica mais ou menos próxima à praça Flamboyant, indo em direção à vila dos trinta. O ambiente da pizzaria é muito legal. As mesas ficam espalhadas pela grama, entre as árvores. Iluminação baixa, cardápio bacana e uma musiquinha gostosa, nota 10! O lugar é ótimo mas os preços são salgadinhos. Pedimos uma pizza grande - Toscana R$68,00 - mas tem outras bem mais caras até. A pizza foi cara mas estava deliciosa... pra compensar o fiasco do almoço! Agora, cara mesmo era a cerveja, R$21,00 a Heineken de 600ml!!! Fa-ca-da!


MAPA DO 3° DIA
roteiro de viagem fernando de noronha
Mapa do nosso 3° dia em Fernando de Noronha


4° DIA

Tínhamos agendado um mergulho de cilindro para as 9h da manhã, com a Mar de Noronha, na praia do Porto. Chegamos na praia e o Bodão, fundador da Mar de Noronha, nos disse que o mar não estava muito bom, que estava mexido e com a visibilidade reduzida. Tudo culpa da chuva do dia anterior e do bendito swell que, segundo ele, já estava indo embora da ilha. Ufa! Remarcamos então o mergulho pro dia seguinte.

Como tínhamos reservado a trilha do Morro São José para as 11h do mesmo dia e como ela também saía lá do Porto, ficamos essas 2 horinhas curtindo a praia por lá mesmo! Apesar das chuvas do dia anterior, o dia estava lindo, sem nenhuma nuvem no céu! A praia do Porto pode não ser das mais bonitas de Noronha, mas ela é bem gostosinha. Com um simples snorkel você consegue explorar o que ela tem de melhor, a vida marinha! Ali no rasinho mesmo, em poucos minutos eu vi várias tartarugas e arraias, além de muitos peixes. Nadando um pouco mais adiante é possível avistar o naufrágio. É super tranquilo chegar lá, já que é próximo à praia e a área está demarcada com boias. Mas nada se compara à experiência de mergulhar no naufrágio de cilindro, só assim você consegue ver tudo bem de pertinho e até passar por dentro do navio. De snorkel você verá tudo de cima, mais de longe, ainda assim é legal, mas não é a mesma coisa de estar lá embaixo junto mesmo ao navio! 

Toda segunda e quinta-feira, o pessoal do Projeto Tamar faz capturas de tartarugas para controle e marcação/remarcação nas praias do Sueste ou do Porto! Essa também é uma oportunidade para conscientizar e tirar dúvidas dos turistas e mostrar um pouquinho do trabalho do Tamar. Eu sou suspeita pra falar pois já fiz estágio no Projeto Tamar, quando fazia faculdade de Biologia, mas achei bem bacana. Quem tiver interesse, eles sempre lançam a programação mensal das capturas com datas e horários. Fiquem de olho!

Roteiro de viagem Fernando de Noronha
Praia do Porto e a marcação de tartarugas do Projeto TAMAR

Às 11h em ponto, encontramos a guia Amanda (irmã do guia Felipe do qual já falei aqui sobre) em frente ao restaurante Mergulhão. Alugamos nadadeira, deixamos nossas coisas no guarda volumes e fomos descendo até a ponta da Air France - encontro do mar de dentro com o de fora. Lá deixamos o restante das coisas e começamos a trilha andando sobre as pedras. O ideal seria ir com sapatinhos de borracha porque é bem chato ir de chinelo. O ruim é só carregá-los durante a trilha mesmo, que é feita basicamente a nado, já que vamos de nadadeira. De chinelo é só enfiá-lo no braço e boa! O caminho a nado é de uns 20 minutos e durante o trajeto vimos vários peixes, tartaruga, arraia, moreia e até um tubarão lixa de mais de 2 metros. No final tem mais um trecho chato nas pedras até chegar à piscina. O lugar é muuuuuito legal, água super transparente e visual incrível. Quando chegamos havia um outro grupo lá, mas eles logo se foram e ficamos todo o tempo sozinhas lá!

Veja todas as informações da trilha, nesse post: Trilha do Morro São José.

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Piscina do Morro São José

No fim do passeio, estávamos esfomeadas e como não teríamos tempo de almoçar (já era 14:30 e tínhamos um passeio de barco agendado para às 15hs), fomos novamente ao bar do Museu dos Tubarões com a Amanda. Ela sugeriu que provássemos a coxinha - tem a tradicional de frango, e também de carne seca e camarão. Todas com catupiry. Delícia! Comemos também uma tortinha de limão deliciosa! (Na correria esqueci de anotar os preços e agora já não lembro mais, claro! rs. Sorry)

Nós com a guia Amanda e nossa coxinha (e tortinha) no Museu dos Tubarões. 

Saímos correndo de lá para a Praia do Porto, onde o "Tio Élcio" estava nos esperando com seu barco Tsunami. Nomezinho, né? rs. Mas nem de longe ele lembra um navio, é um barco pequeno e leva até 4 pessoas, no máximo! O passeio é privativo  e custa R$150,00 por pessoa.

Logo no início rola um plana sub - uma pranchinha que é rebocada pelo barco - ali na área do naufrágio, que é bacana demais! Depois o barco vai navegando devagar até o 2 Irmãos. Na volta para em frente à Praia da Conceição pra cairmos no mar e assistir ao por do sol. Levamos espumante e o entardecer ficou ainda mais vip, não é a toa que o nome do passeio é Entardecer Vip.


Veja mais informações e fotos do passeio de barco dessa tarde, nesse post:

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Passeio de barco privativo

No final do passeio, já à noitinha pegamos o ônibus de volta à pousada. Jantamos na Pizzaria Muzenza, que fica ao lado da igreja. Toda quinta-feira rola um showzinho de reggae muito bacana, que começa lá pelas 23h mais ou menos. Nós chegamos umas 21:30 e estava bem vazio. Foi bom porque pegamos uma mesa ótima e pudemos jantar tranquilas antes do show começar, depois o lugar vira uma baladinha. Comemos um pizza (R$58,00) que era gostosinha, mas a que comemos no Na moita é muuuuito melhor. A Skol lata é R$7,00 e todas as outras custam R$12,00. As músicas são ótimas, o clima é bem bacana, pessoal bonito e animado!

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Noite de quinta-feira no Muzenza

MAPA DO 4° DIA
roteiro de viagem em Fernando de Noronha
Mapa do nosso 4° dia em Fernando de Noronha


5° DIA

Mesmo tendo ido dormir às 2hs da manhã acordamos cedo e pouco depois das 8h da manhã já estávamos no Sancho. Fomos de táxi - R$31,00 até o PIC Golfinhos-Sancho, que tem estrutura semelhante à do PIC Sueste, com lanchonete, banheiros, ducha, aluguel de equipamentos e lojinha. E, assim como no Sueste, é preciso mostrar a carteirinha do Parque pra entrar!

Do PIC até os mirantes das praias há uma passarela de madeira que é, inclusive, acessível a cadeirantes. Super de boa pra caminhar. A maior trilha é para o Mirante dos Golfinhos, mas pulamos esse. Dizem que para ver os golfinhos teríamos que ir bem cedo, por volta das 6hs, mas chegamos lá já depois dsa 8hs. Acho que até compensaria fazê-la só pelas paisagens do caminho, mas nosso dia estava cheio e resolvemos não "perder tempo" com isso, fomos direto para o Mirante do Sancho. Como ainda estava cedo, a praia estava praticamente vazia. Vazia de gente, mas estava cheia de tubarões!!!! Provavelmente outros animais também, claro, mas lá de cima do mirante só conseguimos avistar os tubarões, 5 ao todo!

roteiro de viagem Fernando de Noronha
PIC Golfinho Sancho
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Tubarões vistos do mirante da praia do Sancho

Ao invés de descer pra praia, continuamos andando pela passarela e fomos até o Mirante da Baía dos Porcos, de onde se tem uma vista linda dos 2 Irmãos. Aliás, é de lá que se tem a vista mais clássica de Noronha! Aproveite o lugar, aprecie toda sua beleza e tire muuuuitas fotos! 

roteiro de viagem Fernando de Noronha
A vista clássica das clássicas, cartão postal de Fernando de Noronha!! 
roteiro de viagem Fernando de Noronha
A Baía dos Porcos vista do mirante. É linda ou não é?

Depois de muitas fotos, voltamos ao Mirante do Sancho, agora pra descer até a praia. O Sancho foi eleita a praia mais bonita do MUNDO pelos leitores do TripAdvisor. Chegar na praia mais bonita de todas não é molezinha não! Tá achando o que? rs. Pra descer até lá você terá que encarar 2 lances de escadas de metal num local um tanto quando apertado. Olhando de cima pode parecer meio assustador, mas até que é bem tranquilo! Vencidos os lances de escadas de metal, ainda tem outros 2 lances de escadas de pedra. Aí sim, você finalmente estará na praia mais bonita do mundo!!

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Escadaria para chegar ao Sancho, acompanhe a sequência numérica. 
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Praia do Sancho, a mais bonita do mundo! 
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Praia do Sancho

Bom, o Sancho é uma praia bonita! Fato! Mas, assim, mais bonita do mundo? Sei lá! Acho que não é pra tanto! Mas é minha opinião. E gosto é gosto... não se discute! rs De toda forma, não há como negar que a praia é ótima!! O mar do Sancho é sem igual! A água é suuuper transparente, deliciosa e o melhor, lotada de vida marinha. O Sancho pode até não ser a praia mais bonita do mundo - pra mim - mas é uma praia espetacular e imperdível!!! Vale todo o esforço das escadarias!

Na volta tem que subir aquela escadaria toda, claro! Apesar de muita gente ter reclamado, e de a subida geralmente ser mais cansativa que a descida, achei mais fácil subir do que descer! Voltamos pro PIC e pegamos um táxi que estava lá na porta para a Cacimba do Padre - R$25,00. Eu tinha pesquisado e me falaram que tinha uma trilha que ligava o Sancho (na verdade, o PIC) à Cacimba. Perguntei pra 3 pessoas, inclusive pra um funcionário do Parque e ninguém soube informar, disseram que o caminho era o mesmo do carro e que não era muito legal! E de fato não é! Achei a estrada bem ruim, tanto pra ir caminhando, como até mesmo pros carros.No finalzinho tem uma descida forte e cheia de valas e buracos na qual os carros sofrem. Muitos taxistas nem vão até lá. E realmente acho que carro pequeno deve sofrer muito pra subir.

Chegamos na Cacimba e antes mesmo de curtir a praia, fomos direto pra Baía dos Porcos, que só é acessível por uma trilha nas pedras que fica no canto esquerdo da praia. A trilha é bem chatinha e até dá pra ser feita de chinelo (eu fiz mas ele saiu do meu pé e soltou as tiras também), mas se tiver um desses sapatinhos com sola de borracha - que já comentei outras vezes - é bem melhor, dá mais segurança! O ideal é ir na maré baixa, pois na maré alta a água cobre parte das pedras e fica perigoso.

Mas o esforço pra chegar lá é recompensado pelo visual incrível da praia! Ela é bem pequena e cheia de pedras, mas tem uma vista incrível do 2 Irmãos e uma água de um tom azul esverdeado maravilhoso! Sem falar na vida marinha que é riquíssima, não esqueça o snorkel! A natureza pra agradecer a beleza daquele lugar "construiu" uma piscininha natural no meio das pedras em formato de coração (ownn ❤), que é um berçário de peixes e, obviamente, é proibido entrar lá! 

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Trilha para a Baía dos Porcos
roteiro de viagem Fernando de Noronha
A linda Baía dos Porcos

Voltamos para a Cacimba do Padre, dessa vez, pra curtir a praia! E que praia deliciosa, viu? Adorei!!! Ao contrário do Sancho e da Baía dos Porcos, ela tem estrutura de aluguel de cadeira e guarda sol, além de um restaurante que fica no estacionamento. 

Aproveitei pra caminhar até a Praia do Bode que fica logo ali no lado direito. No caminho a vista do 2 Irmãos foi ficando ainda mais linda - é que na Cacimba mesmo, um irmão fica na frente do outro e vemos um morro só, à medida que vamos caminhando eles vão se separando. Sem falar na vista linda do Pico, do outro lado! No final dessa praia tem uma trilha para a Praia do Americano, mas dali eu voltei pra Cacimba. 

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Cacimba do Padre
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Canto esquerdo da Cacimba do Padre. Espetáculo!! 
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Praia do Bode

Nós tínhamos anotado o telefone do taxista Parea (81 99999-5630) que nos levou pro Sancho e ligamos para ele nos buscar na Cacimba do Padre. O cara é uma figura, super solícito e cheio de histórias pra contar! Ele tem uma Duster, então a estrada ruim da Cacimba não é problema pra ele! O táxi até o Porto (R$39,00 - o mais caro que pegamos na ilha), onde finalmente faríamos o mergulho de cilindro.  

Nossa ideia era almoçar no restaurante Mergulhão antes de fazer o mergulho, mas ele estava sendo preparado para uma festa de casamento que aconteceria no fim do dia. Então fomos novamente para o restaurante do Museu dos Tubarões. Dessa vez, comemos um sanduíche (R$ 24,50). Começamos o mergulho um pouco tarde, por volta das 16h, então a luz já não estava tão boa! Pra piorar, o sol que tinha brilhado fortíssimo durante todo o dia, desapareceu entre as nuvens no fim da tarde! A água ainda estava com resquícios do swell e ainda não estava aquela belezura toda! Mas estava bem melhor do que no dia anterior. Debaixo d'água, a visibilidade era boa, mas as fotos não ficaram tão boas porque não tinha muita luz mesmo. Apesar de tudo isso o mergulho foi sensacional!!! 

Saiba todos os detalhes do mergulho de cilindro, no post: 

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Mergulho de cilindro

Depois do mergulho, pegamos um ônibus no Porto para voltar para a Pousada. Tomei banho correndo e fui para a palestra do Projeto TAMAR, que acontece todas as noites no centro de visitantes do TAMAR, com temas diferentes a cada dia. O tema das sextas feiras são os fascinantes tubarões. A palestra é ótima!!! Super recomendo a todos, principalmente pra quem tem medo de tubarão, vai super desmistificar o temido "peixinho". Muito show!! As meninas não quiseram ir e fui sozinha de ônibus que para na porta. Cheguei em cima da hora e não tinha mais lugar pra sentar, sentei na escada mesmo e tinha muita gente no chão! Voltei de ônibus também. Ele passou poucos minutos depois do fim da palestra e tive que sair correndo pra pegar, nem deu tempo de passear pelo centro de visitantes, que parece bem legal e nem pela lojinha, que sou fã! O bom é que economizei uma graninha, já que provavelmente eu sairia de lá com algo! rs

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Palestra Projeto TAMAR

Encontrei com as meninas na pousada e fomos para o Ginga's Bar. Parece que ia ter música ao vivo, estava tudo preparado mas, ao contrário de terça-feira que estava lotado e não conseguimos entrar, nesse dia estava super vazio! Fomos as últimas a sair e quando estávamos indo embora uma garçonete até deu graças a Deus! Deselegante, no mínimo! E olha que nem era tão tarde assim! Pedimos uma isca de peixe (R$44,00) e uma porção de queijo coalho empanado (R$28,00). A long neck de Heineken é 10 reais e a Skol 6 reais.

roteiro de viagem Fernando de Noronha
Ginga's Bar

Saímos de lá pra ir no forró do Bar do Cachorro, que é um dos programas noturnos mais famosos da ilha. Sexta-feira o lugar bomba!! Chegamos lá na porta e a entrada custava 40 reais. Achamos muito caro!! Tudo bem que seriam 3 bandas e a festa iria até as 5hs da manhã. Mas nenhuma de nós gosta muito de forró, estávamos indo só porque passamos no bar durante o dia e pareceu ser bem legal. E porque todo mundo recomenda o lugar! Resolvemos ir embora dormir, afinal de contas não íamos durar muito lá mesmo, estávamos mortas, tínhamos dormido pouco mais de 4 horas na noite anterior e como o dia seguinte era nosso último dia, queríamos acordar cedo pra aproveitar mais um pouco de praia. 

  MAPA DO 5° DIA
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Mapa do nosso 5° dia em Fernando de Noronha


6° DIA

Último dia!! ☹
Acordamos cedinho, tomamos café e fomos para a Praia da Conceição. Chegando lá descobrimos que estava acontecendo uma das etapas de Triathlon do XTerra. Com exceção dos atletas que estavam se preparando para a competição, e que logo saíram nadando, a praia estava praticamente vazia de turistas!

O mar estava aquela piscininha azul delícia e não tinha absolutamente ninguém na água. Da areia mesmo pudemos ver tartarugas e raias, além de um cardume giganteeeeeesco de sardinhas! E logo em seguida vimos "todo mundo" debaixo d'água também, claro! E ficamos um tempão ali dentro do mar, tirando altas fotos com a GoPro.

roteiro de viagem fernando de noronha
XTerra Etapa Noronha
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Mar piscininha da Praia da Conceição
roteiro de viagem Fernando de Noronha
Brincando com a GoPro na Praia da Conceição

Da Conceição, fomos para a Praia do Cachorro. Mas foi só o tempo de dar uma conferida no Buraco do Galego e voltar pra pousada, tomar banho e partir pro aeroporto!

De novo, dispensamos o transfer que sairia 1 hora antes do que saímos de táxi. E olha que chegamos com super tempo de sobra no aeroporto. Lembra do papelzinho da Taxa Ambiental? Pois é, você precisará dele pra ir embora! Depois que fizer check in, eles irão conferir se você está indo embora no dia certo mesmo! Ou seja, se você paguei pelo número exato de dias que ficou na ilha! Porque, né? Vai que alguém resolve dar o golpe, pagar por 3 dias e ficar 5? Tem doido pra tudo, né? rs

 MAPA DO 6° DIA
Roteiro de Viagem Fernando de Noronha
Praia do nosso 6° dia em Fernando de Noronha

Ufaaa... acho que é "só" isso tudo! Se ainda tiver ficado alguma dúvida depois disso, só mandar aí!!


Já segue o blog no Instagram
Tá cheio de fotos de Noronha lá! É só procurar pela hashtag #RêVivendoNoronha

👍
Gostou do conteúdo e quer salvar pra consultar depois? Dê um "pin" na foto abaixo, salve no seu Pinterest!
Aproveite para seguir o blog por lá também! 😉

Roteiro de Viagem Fernando de Noronha


☛ Saiba mais sobre Fernando de Noronha:


--
Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem brasil 728x90

➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!




✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

18 comentários :

  1. Mariana L.15.4.16

    Olá, fiquei com uma dúvida relacionada as trilhas. Você diz que é necessário um guia e que agendou antes de chegar a ilha. Por onde você agendou?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana , tudo bem?
      Eu falei tudo sobre as trilhas, como agendar etc e tal, nesse post http://www.revivendoviagens.com/2015/11/trilha-da-atalaia-noronha.html
      Coloquei alguns links desse e de outros posts ao longo desse texto! Dá uma olhada! ;-)
      E boa viagem

      Excluir
  2. Yasmim25.5.16

    EStou indo para Noronha mÊs que vem e adorei as suas dicas. Só uma dúvida: as duas taxas que precisamos pagar, posso fazer o pagamento quanto tempo antes de viajar? Tipo, posso pagar uma semana antes? Ou um dia antes que já aparece no sistema pra eles? Você sabe me informar? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Yasmin, tudo bem?
      Obrigada! :)
      Bom, já vi alguns pessoas recomendando pagar a taxa com 1 ou 2 dias de antecedência pra dar tempo do sistema realmente processar. Mas não sei se realmente isso é necessário já que você terá os comprovantes e vouchers pra apresentar na hora!
      Quanto a pagar com muita antecedência, não tem problema algum já que você colocará a data que irá viajar! Inclusive, o ideal é pagar a taxa do Parque antes mesmo já que a agenda das trilhas abre com 10 dias de antecedência! E se deixar pra agendar lá na hora, corre o risco de não achar vaga!
      Expliquei tudo melhor nesse post aqui: http://www.revivendoviagens.com/2015/12/dicas-basicas-para-planejar-uma-viagem.html
      Boa sorte e boa viagem!

      Excluir
    2. Muito obrigada pelas dicas, Renata! Seu blog é muito bom! Parabéns!!!

      Excluir
    3. Obrigada!!!
      E volte sempre! rs :-)

      Excluir
  3. Ola, olha nao sou de ler textos grandes,mas li tdo e simplismente maravilhoso,,, suas dicas serão super uteis. parabens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvia, obrigada!
      Que ótimo ouvir isso! E que bom que você chegou até o final e gostou! rs
      Aproveite o paraíso!
      Boa viagem!

      Excluir
  4. Nossa, anotei várias das suas dicas para minha viagem. Muitíssimo obrigada, seu blog é excelente. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh que ótimo!
      Muitíssimo obrigada digo eu! rs
      Noronha é demais! Vai amar!

      Excluir
  5. Mariana L.12.9.16

    Oi Renata,
    Gostaria de saber se ainda tem o contato do Tio Élcio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mariana, tudo bem?
      Todas as informações desse passeio, incluindo o contato do Tio Élcio estão nesse post! Passeios de barco em Fernando de Noronha
      Dá uma olhadinha depois! ;-)

      Excluir
  6. Anônimo20.1.17

    Oi Renata. Suas dicas são ótimas. Obrigada!!!! Você acha que dá pra curtir a Ilha com 3 dias de permanência?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Obrigada! :)
      Seriam 3 dias inteiros? Ou vc tá contando também com o dia de chegada e de saída? Se forem 3 inteiros fica apertadinho, mas até dá! Agora se forem 3 no total.. ou seja, apenas um dia inteiro. Achei beeem corrido e não acho que valha o investimento! Maaas... se vc não tiver outra possibilidade, se joga! rs

      Excluir
  7. Muito bom relato!!
    Só me diz uma coisa, qual época do ano você fez a viagem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flávia, muito obrigada! :)
      Viajei em outubro de 2015

      Excluir
  8. Renata! Estou amando ler o seu roteiro. Estarei indo para Noronha em janeiro com minha filha de 10 anos. Pretendo seguir a sua dica e ficar na Pousada Germana. Ela fica perto da Vila dos Remédios? Quais os passeios vc aconselha fazer com criança? Minha filha é preguiçosa, não gosta de caminhar muito. Preciso ver direitinhos quais os passeios que podemos ir. Outra dúvida: posso comprar os passeios quando chegar lá (sem antecedência)? Por favor, me ajude. Obrigada! Um abraço! Manoela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manoela, tudo bem?
      Que bom que está gostando! :)
      A pousada da Germana é ótima e super bem localizada! Não sei se vc chegou a ler, mas fiz um post com fotos e todos os detalhes sobre ela. Dá uma olhada: Dicas de Hospedagem em Noronha
      Com relação aos passeios, o que fechei antes foram as trilhas (mas se sua filha não gosta de caminhar, esquece) e o passeio de barco privativo com o Tio Élcio (que eu super recomendo). O passeio de barco comum eu fechei lá na hora na noite anterior. Escrevi sobre os 2 passeios aqui: Passeios de barco em Noronha
      Eu não fiz Ilha Tour pq não faz muito meu estilo, prefiro explorar os lugares por conta própria. Mas talvez seja uma boa pra vc... não sei! Mas também é possível reservar na hora.
      Boa viagem pra vc e curtam muito o paraíso!

      Excluir

Comente aqui