31

Intercâmbio depois dos 30?

Renata Campos | 10.9.14 |
Intercâmbio em Malta


Intercâmbio depois dos 30???
E por que não?

Acho que muita gente pensa que intercâmbio é coisa de adolescente, certo? Errado! 
Tudo bem que a maioria das pessoas que faz intercâmbio são jovens entre 15 e 20 e poucos anos. Mas obviamente existem intercambistas de qualquer idade! E isso é algo que está ficando cada vez mais comum. Pessoas de todas as idades estão se dando conta de como o domínio do inglês é importante pra sua vida profissional e/ou pessoal.

Então, porque não fazer um intercâmbio depois dos 30?
Ou dos 40, 50, 60... qualquer idade? 

Acredito que, assim como eu, muita gente não teve oportunidade de fazer intercâmbio pago pelos pais, na adolescência. Mas depois de adultos, se vêem na possibilidade de pagar o curso do seu próprio bolso. Mas, na idade adulta, o problema deixa de ser o dinheiro e se torna o tempo! Com esse ritmo louco de trabalho que levamos fica complicado arrumar um tempo pra "largar tudo" e estudar! Mas se for muito complicado deixar de trabalhar para fazer um intercâmbio durante 3, 6 meses ou 1 ano. Faça do jeito que der, nas suas férias por exemplo. 1 mês não é o ideal, mas já é bastante proveitoso (principalmente pra quem já tem um nível um pouco mais elevado de inglês). Várias pesssoas da minha turma estavam em seu 2°, 3° ou 4° intecâmbio e muitos já tinham planos de fazer outros. E quase todos eles foram assim, curtinhos, de poucas semanas de duração! 

Foto: Avij - Wikimedia Commons

O meu problema com as férias é que sempre acabava aparecendo alguma outra viagem imperdível pra preenchê-las. E eu ia adiando a idéia do intercâmbio. Mas esse ano, graças à Copa do Mundo, eu teria 50 dias de férias e nenhuma viagem em vista. Pronto, era essa a oportunidade que eu precisava! O tempo não era exatamente o ideal! Mas era isso ou nada! Aí, nem pensei 2 vezes e resolvi fazer meu intercâmbio! Mentira, pensei sim! Várias e várias vezes, na verdade! Mas dúvida não era exatamente em fazer o curso ou não, mas em onde e como! 

Ao contrário da maioria dos adolescentes intercambistas que, geralmente, têm medo da nova vida, do novo país e até da própria viagem em si - já que, mutias vezes, essa será a 1ª viagem solo, ou até mesmo a 1ª viagem internacional - eu, macaca velha de viagens, não me preocupava com isso. Minha preocupação era, justamente, a convivência com esses adolescentes

Não sei vocês, mas eu, balzaquiana-sem-paciência-chata-de-carteirinha, mooooorro de preguiça das crises/chatices/afetações e tudo mais da adolescência. Não pensem vocês que eu tenho "alergia" de adolescente. Não é isso! Convivo diariamente (e super bem, diga-se de passagem) com adolescentes no trabalho e em casa - sou professora de adolescentes e tenho uma sobrinha de 15 anos. Mas uma coisa é ser professora e tia, outra, é ser coleguinha de sala de aula. Aí não dá! Os interesses, as preocupações, o estilo de vida, o comportamento, tudo é completamente diferente! 

Lembro da minha irmã reclamar das brincadeiras excessivas, crises de riso e falta de compromisso dos colegas adolescentes no cursinho de inglês que ela frequentava - e desistiu por isso. E quando você faz um intercâmbio, seus colegas de classe serão seus novos amigos, sua companhia e referência pra tudo! Dentro e fora de sala de aula! Ou seja, a coisa é bem mais complicada! 

Portanto, o meu maior medo era, justamente, cair numa turma lotada de adolescentes e me sentir um peixe fora d'água. O que era bem provável de acontecer em Malta, um país conhecido por suas belas praias e festas, muitas festas! Pois uma coisa é fato, os adolescentes são maioria nas escolas de inglês maltesas! Pelo menos, nas férias de verão na Europa!

Seguro viagem europa 468x60

Aí vocês podem se perguntar: Por que eu não escolhi outro lugar então? Primeiro porque Malta não é feita apenas de adolescentes. Eles são maioria, é bem verdade, mas eu não ia deixar de conhecer um lugar pelo qual me apaixonei à primeira vista "só" por isso. Segundo, porque estudante-adolescente-sem-noção existe em todo e qualquer lugar, não tem como fugir! E terceiro, você nunca sabe o que vai acontecer ou quem vai encontrar antes de ir. Portanto, terá que arriscar. (Já falei aqui nesse post Malta: onde, como e por quê? sobre meus motivos para escolher Malta!).

Assim, vocês podem imaginar a minha felicidade quando descobri que algumas escolas têm turmas separadas por idade! Yeees!!! Não preciso nem dizer que, na hora de escolher a escola, esse foi meu filtro principal. Veja aqui como encontrar a melhor escola de inglês ideal.

Assim, depois de muita pesquisa, optei pela EC por vários e foi uma escolha super acertada! Estudei numa turma super bacana que era só para pessoas acima de 30 anos, chamada de Club 30+! (A escola oferece também turmas Club 50+).


Saiba mais sobre a escola aqui Como é estudar na EC.

O tipo de aula que tínhamos acredito que só seja possível de acontecer com pessoas mais, digamos, maduras! O nível das conversas e discussões e os assuntos que discutíamos eram bem mais profundos e dependiam de certa experiência de vida. Seria impossível ter o mesmo tipo de aula com adolescentes na sala!

A turma Club 30+ da EC.
A cada semana uma foto diferente pra despedir e lembrar dos colegas que iam embora.
Agora pergunta se tenho alguma foto com a "turma mista"? 

E só falo isso com tanta certeza, porque eu vivi os 2 lados da moeda em Malta! Optei por fazer um curso intensivo (de 30 hrs/aula por semana), enquanto a imensa maioria faz o curso básico (de apenas 20 hrs/aula por semana). Resultado: eu tinha 2 aulas de manhã com a turma Club 30+ e 1 aula "extra" à tarde. Só que, como poucas pessoas optam pelo curso intensivo, as turmas não são divididas por idade, só por nível!

As aulas nessa turma, que vou chamar aqui de "turma mista", eram completamente diferentes! As 2 primeiras semanas foram até bacaninhas, embora as pessoas não fossem tão legais como as da turma Club 30+. Éramos apenas 6 pessoas: eu, 2 pessoas um pouco mais velhas que eu e 3 mais novas, sendo uma menina de 25 anos (com cabeça de 50 e QUATRO filhos), uma de 17 (mas super séria, madura, politizada e engajada) e um menino de 18 anos (que não sabia nada de nada da vida e mal mal abria a boca pra falar algo, mesmo com todo o incentivo da professora!).

O problema foi quando o pessoal mais velho e a menina engajada foram embora e entraram outros 7 adolescentes (que também não sabiam nada da vida). Aí as aulas viraram um martírio pra mim! Até porque a turma deixou de ser mista e virou turma de adolescente (o mais velho deveria ter 20 anos, no máximo).

No início professora até tentou manter o mesmo tipo de aula, mas não tinha como. Praticamente todo assunto levantado era apenas eu e a mãe dos 4 filhos que discutíamos. E quando ela perguntava a opinião de algum adolescente, eles respondiam que não sabiam ou nunca tinham pensado a respeito ou davam apenas uma resposta monossilábica e pronto. E que fique claro, eles não falavam não era porque não sabiam inglês. Afinal de contas era uma turma de Upper Intermediate, o 8° dos 10 níveis que a escola tem. Eles não falavam porque não tinham nada a dizer mesmo!

Aí a professora teve que mudar de estratégia, começou a dar brincadeiras e joguinhos pra ver se os adolescentes participavam. Deu certo! Mas eu não achava a mínima graça em nada daquilo! As aulas passaram a ser interessantes pra eles, mas chatas e até mesmo constrangedoras pra mim.

Pra vocês terem uma idéia, numa aula onde a sala foi dividida em 2 grupos: meninos de um lado e meninas de outro - a pedido deles mesmos - tínhamos que formular perguntas pro outro grupo sobre vários assuntos. Fiquei besta de ver como as meninas não sabiam nada de esporte, política, geografia ou, pior, nada sobre Malta (uma delas não sabia nem que Malta era uma ilha!!!!). Em contrapartida, eu não tinha assistido a nenhum filme, nem conhecia nenhuma de suas "estrelas", assim como não conhecia as músicas e cantores dos quais eles falavam. E, pasmem, nenhum deles sabia o nome de nenhum outro integrante dos Beatles, além de John Lenon, que só foi lembrado depois de muito esforço. Chegaram até a perguntar quantos eles eram! (Ah.. e não adianta falar que Beatles não é da época deles porque não é da minha também não)!

The Beatles
The Beatles
Foto: Marcus Nunes  - Creative Commons

Como vocês já podem imaginar, eu não conseguia trocar idéias com a turma, os assuntos deles não me interessavam, os programas que eles faziam e os lugares que eles frequentavam também não. E a recíproca também era verdadeira. Nossos universos eram completamente diferentes!

Geralmente, os mais jovens não encaram o curso de inglês com tanta seriedade como as pessoas um pouco mais velhas. Os estudos acabam ficando em 2° ou 3° planos, especialmente em Malta, um lugar famoso por suas baladas. Não que eu e meus colegas da turma Club 30+ não gostássemos de sair, nos divertir, tomar umas cervejas/vinho etc e tal, mas é diferente! Se você está pagando seu intercâmbio do seu próprio bolso, você sabe exatamente o valor e a importância daquilo na sua vida e o esforço que teve que fazer pra estar ali, portanto você leva a coisa mais a sério.

Um dia, no meio de uma aula, comecei a "viajar" imaginando como teria sido minha vida em Malta se a minha turma "original" fosse aquela! Minha experiência teria sido completamente diferente, isso é fato! Desconfio até que eu não teria me apaixonado tanto pelo país. Lógico que eu teria conhecido praticamente os mesmos lugares - mesmo que sozinha. Mas toda aquela rotina de vida que eu tinha, sempre rodeada de amigos, que eu tanto gostava e da qual eu sinto tantas saudades (como já contei nesses posts: Malta: como não amar? e Saudades de Malta), isso não teria existido!

Obviamente, cada caso é um caso e eu acho mesmo que tive um baita azar com essa turma. Eu poderia sim ter ficado em outra "turma mista" e ter sido sensacional. Até porque, fiz amizade com várias pessoas de 20 e poucos anos (e até menos) com as quais tive ótimas conversas e ótimos momentos! Muitas delas mais legais, mais interessantes e com "mais cabeça" que algumas pessoas das turmas de 30+.

Nessa foto, além de mim, estão: a Renata (minha xará brasileira com seus 30 e tantos
anos como eu), a Caterina (uma italiana de 19 anos) e a Adéla (uma tcheca de 23 anos).
Só pra mostrar que sim, eu tinha amigas novinhas e que sim, a balzaquiana aqui
também curte uma balada. 

Portanto, por tudo isso, serei sempre grata à EC pela possibilidade de estudar numa turma apenas com pessoas da minha idade ou mais velhos. Pra mim, esse foi o grande diferencial do meu intercâmbio!

E se você também já passou dos 30 (muitos ou poucos anos, não importa) e tem vontade fazer um intercâmbio, o conselho que te dou é: faça! Se achar uma escola que tenha turmas divididas por idade, melhor! Senão, encare e vá! Você nunca sabe o que vai acontecer, até você tentar! De uma forma ou de outra, acredito que a experiência será válida! Pra mim foi! Tanto que estou até querendo fazer um outro intercâmbio, em um outro lugar... quando o tempo permitir novamente!

Saiba mais sobre Malta

--

Tá indo viajar? 

➥ Reserve sua hospedagem pelo Booking, o maior portal de hospedagem do Brasil. Garanta já o melhor preço e vários descontos. É rápido, fácil e seguro!




➥ Não se esqueça de fazer seu seguro viagem. A Real Seguros trabalha com as melhores seguradoras do país. Compare e escolha a melhor opção pra você. Viaje sem correr riscos!

Seguro viagem europa 728x90

➥ E se for alugar um carro, use o serviço da nossa parceira Rental Cars que compara preços e carros de várias locadoras no mundo todo!




✔ Você não paga nada a mais por nada disso, pelo contrário, economiza conseguindo os melhores preços e descontos! E ainda ajuda esse blog a se manter!! ✌

31 comentários :

  1. Legal Renata! Eu estou louca para partir para o meu 5o intercâmbio - o 1o depois dos 30 e como os outros foram nos 20 e poucos anos, nem tinha parado pra pensar em nada disso!!! No último que fiz, que foi o único de idioma, era uma salada só na sala! Estudei com várias pessoas entre 18 e 50 anos e tb interagi com pessoal eclético das outras turmas e deu tudo certo. Geralmente o pessoal mais velho que faz isso, é o pessoal com cabeça mais aberta e aí consegue interagir com os + novinhos. Eu tb tenho bastante contato com adolescentes e gosto bastante, mas só isso tb cansaria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 5° intercâmbio, Fernanda? Que bacana!!
      Pois é, quando a turma é eclética acho bem bacana! Agora, o problema é você cair de paraquedas numa turma que só tem "crianças". Por isso achei a turma +30 super bacana!!
      Boa sorte no próximo intercâmbio!! ;-)

      Excluir
  2. Eu não tive oportunidade de fazer intercâmbio quando nova. E tô quase com 30, louca pra conhecer Malta e com indo pro Advanced com um prof. particular. Acho que se fizesse em Malta desceria uns níveis, mas a vontade de viver isso tá crescendo. Eu até conseguiria 2 meses de férias, mas ai eu penso que gostaria de viajar por 2 meses não ficar presa a um único lugar. Decisão dificil, né?!

    Bom, ainda não me decidi, mas seu post ajudou a pensar em algumas coisas e reavivar essa ideia. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente isso.. eu tinha um mês e meio de férias e resolvi fazer o curso em um mês e viajar os outros 15 dias! Não vou dizer que me arrependi porque é sempre bom conhecer novos lugares! Mas que eu queria ter ficado mais tempo em Malta, ahhh eu queria!
      Eu fui pra Itália antes de ir pra Mlata e aproveitei horrores. Já em Barcelona que fui depois também tenho convicção que não aproveitei como deveria porque eu ficava só chorando nos 1os dias... rs. Portanto, se for dividir seu tempo, viaje antes ou durante (nos finais de semana).
      Mas uma coisa eu posso afirmar, é uma experiência única que vale muito a pena!

      Excluir
    2. Anônimo11.9.14

      Legal, Renata.

      Também estou na casa de mais de 30 e pretendo fazer um curso ano que vem. Seus posts estão sendo importantes, para eu excluir ou não excluir Malta como opção. Se puder fazer um post do local em que ficou hospedada e como foram suas experiências neste sentido, acharia legal.

      Excluir
    3. Oi, tudo bem? Obrigada!!
      Ainda tem muito post sobre Malta pra vir!! Fica de olho que vou falar de tudo!! ;-)

      Excluir
  3. Encontrei seu blog por acaso, na verdade acho que ja tinha passado rapidamente por ele. Mas dessa vez resolvi ler o post. Menina adorei sua maneira de escrever e foi como se fosse uma conversa ao vivo. adoro ler posts assim, que não são mecânicos e nem cheio de palavras difíceis. Que legal foi sua experiência, muito legal mesmo e sua maneira de contar mais ainda. Um dia desses vi uma reportagem na tv falando sobre intercambio e me vi fazendo um rs mais só no pensamento por que é meio longe da minha realidade sabe rs mais milagres acontece né, quem sabe esse não hein srsrsrs. Parabéns pela viagem!!!!! Já tô curtindo lá no face. Deus abençoe!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Juliana, tudo bem?
      Que bacana, fico muito feliz de ouvir isso! A idéia do blog é justamente essa, uma conversa informal!!
      Intercâmbio não tem idade!! Pode não ser o momento pra você agora, mas quem sabe no futuro, não é mesmo?
      Obrigada! :-)

      Excluir
  4. Bacana seu depoimento. Neste tipo de intercâmbio é comum encontrar pessoas casadas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, claro!
      Você encontra tanto pessoas casadas viajando e estudando juntos, quanto pessoas casadas em que apenas um está viajando e o outro ficou em casa!
      Tem gente de todas as idades, estados civis, classes sociais, raças, nacionalidades, enfim..

      Excluir
  5. Samyra Braga28.12.14

    Oi Renata! Tudo bem? Adorei o seu blog; parabéns!
    Dúvida: onde você ficou hospedada durante suas 4 semanas em Malta? Homestay ou apartamento?
    Abraços, Samyra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Samyra, tudo bem?
      Obrigada!
      Desculpe a demora, estava viajando!
      Ainda preciso escrever um post sobre isso, mas fechei hospedagem por fora. Fiquei 15 num hostel e outros 15 dias aluguei um quarto (via www.airbnb.com) num apartamento próximo à escola!

      Excluir
  6. Olá Renata,
    Muito legal o seu blog. As dicas são muito claras e ajudam a gente a direcionar as decisões. Planejo ir a Malta com meu esposo em Setembro para fazer um curso de 4 semanas. Penso em aproveitar a oportunidade e fazer um curso intensivo (30hrs), com parte do programa voltado para business. Pela sua experiência, valeu a pena investir no curso intensivo? Ainda assim, dá para aproveitar a cidade depois da aula? Digo isso porque tenho a pretensão de curtir Malta durante a semana e viajar nos finais de semana. Acha que consigo fazer isso sem comprometer a minha estadia em Malta? Quanto a hospedagem, dei uma pesquisada rápida no booking e airbnb e tive a impressão de estar mais caro do que na acomodação privada sugerida pela escola. Obrigada, Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniella, tudo bem?
      Obrigada! Ainda tenho muito o que escrever sobre Malta...
      Eu gostei do intensivo sim... tirando que eu peguei uma turma de adolescentes, mas a professora era ótima! Mas business já é diferente. As aulas do intensivo acabavam 14:30 e, como no verão o sol só se põe lá pelas 9hs da noite, então dava sim pra aproveitar bem!
      Olha, eu não indico vc viajar todo fds não. Acho que sair um até rola, mas mais que isso não! Malta tem muita coisa pra fazer e vc vai ver que um mês é pouco! rs. Eu rodei a ilha de cabo a rabo, todo dia arrumava um lugar diferente pra ir e, mesmo assim, fui embora sem conhecer tudo. Lógico que conheci o principal e repeti alguns lugares que mais gostei mas, sei lá, acho que vale a pena você curtir bem Malta! Sem falar que pra conhecer alguns lugares, como Gozo, Comino ou mesmo as praias mais afastadas, você precisa de um dia inteiro. Então tem que ser no final de semana mesmo!
      Boa sorte e aproveite muuuuuito! Malta é sensacional!

      Excluir
  7. Erika Franco1.2.16

    Renata,
    Obrigada pelas suas dicas, estou indo pra Malta no próximo sábado e me matriculei na turma 30+, vou ficar apenas 2 semanas, mas acredito que vou conseguir aproveitar bastante (apesar do inverno). Saiba que o seu Blog foi fundamental para a minha decisão. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Erika, que ótimo!
      Aproveite Maltinha linda ao máximo!!!
      Vc vai amar!
      Boa viagem! Bjs

      Excluir
  8. Anônimo27.3.16

    Oi Renata, adorei as suas dicas e estou indo estudar em Malta em Julho. Vc conheceu a escola ACE ou alguém que estava estudando lá? Obrigada Lisa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lisa, tudo bem?
      Obrigada! :-)
      Acho que passei por essa escola alguma vez, mas não me lembro bem. De toda forma, não cheguei a conhecê-la e nem ninguém que tenha estudado lá! :-/
      Boa viagem e aproveite muuuuuito Malta!

      Excluir
    2. Anônimo30.3.16

      Obrigada Renata

      Excluir
  9. Oi Renata, estou pesquisando sobre intercâmbio e te achei aqui. Tenho 30 anos e meu grande sonho smp foi fazer um intercâmbio e meus pais não podiam pagar. Agora q tenho a grana minha dúvida é investir nisso sem ter o retorno financeiro pois na minha área o inglês não faz diferença. Eu fiz curso aqui até o nível avançado. Me viro mto bem mas não sou fluente. A viagem seria pra Londres (meu sonho). O que faço? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana, tudo bem?
      Uai, menina, se é seu grande sonho, tá esperando o que? O inglês pode não fazer diferença na sua área de trabalho, mas pra vida pessoal sempre ajuda, né? E outra, a experiência do intercâmbio vai bem além do aprender/aprimorar o inglês.
      Sempre me perguntam se vale a pena ficar só um mês, por exemplo. Se for pensar só no inglês, eu não sei se vi muita diferença não. Mas foi uma experiência tão incrível que pra mim super valeu a pena! Tanto que quero muito fazer um outro intercâmbio novamente daqui uns anos!
      Portanto, vá! Se joga! E aproveite casa instante!

      Excluir
  10. Renata, boa tarde, tudo bem ?

    Antes de tudo, parabéns pelos textos, muitos detalhes para tirar as duvidas de qualquer pessoas.
    Gostaria de tirar uma dúvida, fora da escola, o inglês é bem utilizado ? Pois li casos que tirando a escola, não iria escutar tanto o inglês nas rua, seria mais o maltês.

    Agradeço desde já
    Marcio Marques

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcio, tudo bem?
      Muito obrigada! :-)
      Olha, definitivamente eu não sei onde as pessoas que falam isso se enfiaram! Sério! Maltês é a língua oficial, assim como o inglês tb é! Todo mundo fala inglês, mesmo que com um sotaque carregado (ou não), mas fala! E eles falam maltês só mesmo entre eles e olhe lá!
      Malta é um país muito turístico! Todo mundo fala inglês o tempo todo, não só porque é a lingua oficial do país, mas também para se fzer entender! Se não fosse assim, não teria como se virar por lá pq aquela língua é difícil demais de entender! haha
      Vc pode até ouvir alguém falando maltês aqui ou ali, mas na hora de falar com vc, a pessoa vai falar inglês, claro! Sem falar que vc vai conviver mto mais tempo com pessoas de fora e todos falarão inglês!
      Quanto a isso... relaxa!
      Vá e aproveite muito Malta! O lugar é demaaaais!

      Excluir
  11. Gisele31.7.16

    Olá, Renata.
    Bacana seu post: muito detalhado e explicativo!
    Estou indo pra Malta na última semana de setembro e farei o curso 30+ por 2 semanas e ficarei mais uns 4 dias por lá. Infelizmente só pude tirar esses dias de férias, mas sinto que serão dias bem proveitosos.
    Definitivamente a existência do curso para maiores de 30 foi essencial para eu escolher a EC, assim como foi pra você. O meu objetivo é consolidar o pouquinho que sei de inglês (bem pouco mesmo... haha) e conhecer a cidade que parece incrível e sei que se eu ficasse em turmas normais, onde a maioria tem entre 18 e 25, não seria a mesma coisa. Espero que eu esteja certa!
    Curti o lance de receber o chip no 1o dia de aula, embora não saiba se esse procedimento ainda exista hoje, já que você esteve lá em 2014.
    Minha dúvida é em relação ao clima na época em que estou indo. Será final do verão e início do outono. Você escreveu aqui que começa a esfriar, mas algumas pessoas me disseram que nesta época ainda está quente. O que acha? Eu odeio frio! :D
    Outra dúvida, essa viagem a Silicia é de quantos dias? Recomendaria eu fazê-la após o término do curso ou aconselharia ficar por Malta mesmo?
    Obrigada e sucesso pra você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gisele, tudo bem?
      Que ótimo! Obrigada!
      Eu achei que o 30+ fez toda a diferença pra mim! Até pq eu fiz o curso intensivo e a aula a tarde era misturada! Foi bacana em termos de inglês, mas não em termos de interação! Minha viagem teria sido outra se eu tivesse em uma turma "misturada".
      Bom, eu disse que começa a esfriar pelo que o pessoal comentou e também tomei como base outros países europeus! Mas não estive lá essa época, então não posso afirmar. Se bem que o clima está muito louco e em um ano faz frio e no outro não! De toda forma, acho que frio, frio mesmo não vai fazer não. O máximo que pode acontecer é não estar tão quente e ser mais complicado entrar na água gelada! rs
      Mas uma amiga esteve lá no início de setembro do ano passado e disse que o clima estava ótimo! Então...
      Com relação à Sicília, eu fiz a viagem por conta própria com uns amigos que conheci lá. Fomos na sexta à tarde e voltamos no domingo à noite. Mas a escola tb oferece um bate e volta no domingo. É cansativo, mas quem fez gostou!
      Bom, não sei se vale a pena ou não vc ir. Acho melhor vc deixar pra decidir lá. Aí vc avalia o que já conseguiu conhecer em Malta, se vai ficar faltando algo pra fazer ou não. Se vai sozinha ou se terá mais gente querendo fazer a viagem tb... são muitas as variáveis. Melhor decidir depois! rs
      Seja como for, aproveite muuuuuuuito Malta! Espero que goste e que seja tão especial pra vc como foi pra mim!
      Boa viagem!

      Excluir
    2. Renata, obrigada por responder! ;)
      Recentemente li uns comentários negativos sobre a EC em que diziam ter sido desorganizado e pouco caso para com os estudantes. Espero ter sido algo pontual, e como entendi que foram no verão, creio que tenha sido mais complicado por ser alta temporada. Mas, convenhamos, nunca haverá 100% de satisfação!
      Quanto ao clima, vc tem razão, está bagunçado mesmo, então é esperar para ver! rs
      Quanto a Sicília, seguirei seu conselho e esperarei para ver o desenrolar dos dias lá.
      Mais que o inglês, será um autoconhecimento, por ser a primeira viagem internacional sozinha!
      Thank uuuuu! :*

      Excluir
    3. Oi Gisele,
      Pois é, acho que pontos negativos vão existir sempre. Lógico que eu também tenho algumas reclamações da EC, mas nada muito grave, tanto que eu já nem me lembro mais! rs. Quase todo lugar que vou, seja hotel, restaurante ou atração geralmente tem algum(ns) ponto(s) negativo(s) o que nem sempre desmerece os positivos. O problema é quando os negativos se sobressaem. Não foi o caso da EC, pelo menos, não pra mim! Gostei e recomendo! Mas cada caso é um caso. E, como vc mesma disse, nunca haverá 100% de satisfação!
      Vai ser ótimo! Vá de coração aberto a tudo, mesmo os perrengues e os imprevistos ruins e será tudo ótimo!
      Boa viagem!

      Excluir
  12. Oi Renata,

    Me chamo Luciano

    Parabéns pelo blog. A escolha de ficar em uma turma na sua faixa etária foi lá na escola ou quando vc fechou o intercâmbio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciano, tudo bem?
      Quando você faz a matrícula na escola (o que acontece aqui no Brasil), você já opta por qual curso você vai fazer. Ou seja, já sai daqui com tudo certinho!

      Excluir
  13. Olá Renata
    Parabéns pelo blog! Muito bom, bem explicado e empolgante. Vou para EC 30 em outubro.
    Tu conheceu alguém que tenha passado um final de semana em Atenas?

    Abraço
    Marcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Márcia, tudo bem?
      Que ótimo que gostou! Obrigada!
      Não conheci ninguém que foi pra Antenas durante o Intercâmbio não. Na verdade, poucas pessoas saem de Malta pra passar um fds em outro país.
      1° pq só 2 dias em qualquer grande cidade européia é um pecado! Tanta coisa pra conhecer que não acho que valha a pena o dinheiro gasto e nem o tempo perdido em Malta. No seu caso então... como assim ir só pra Atenas e não conhecer pras ilhas gregas tb? Impossível! rsrs
      2° pq as passagens no fds não costumam ser baratas e quando se acha um preço melhor o horário é ruim.
      Emfim, eu não acho que valha a pena sair de Malta não, ainda mais se você for ficar pouco tempo. Se for ficar alguns meses, vc poderá pedir férias de até uma semana. Aí sim, vale a pena viajar! Senão, fique em Malta mesmo que lá tem muito, mas muito lugar pra se conhecer! Te garanto que em um mês vc não consegue conhecer tudo!
      Agora, se quiser mesmo conhecer outro lugar, sugiro a Sicília, que é pertinho, dá pra ir de ferry e cabe em um fds!
      De toda forma, boa viagem e aproveite muito Malta! :)

      Excluir

Comente aqui